Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Em tempos de Pandemia, saiba mais sobre a máscara PFF2

por Ithon Ramos | 10/06/2021

O que é máscara PFF2? Qual a diferença para N95? Qual usar? Como usar? Para obter essas e outras respostas, leia este artigo!

Provavelmente você nunca ouviu falar na máscara PFF2 antes de 2019, não é mesmo? Mas, com a ocorrência da Pandemia, nós nos vimos obrigados a buscar meios de controle para redução do risco de contrairmos o Covid-19. E usar máscara é um dos meios mais eficientes para isso!

É consenso entre os cientistas de que a máscara PFF2 é, inegavelmente, aquela mais indicada para a redução do risco de contaminações, se comparada a outros tipos – como máscaras cirúrgicas e de pano, por exemplo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas afinal, o que é a máscara PFF2?

A PFF2, ou ‘Peça Facial Filtrante‘, é um Equipamento de Proteção Individual – sigla EPI -, cujo respirador é o próprio meio filtrante, desta forma, utilizado para filtração de partículas suspensas no ar e consequente proteção do usuário.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o funcionamento deste meio filtrante não é exatamente igual ao de uma peneira, já que as máscaras PFF2 possuem filtros mecânicos e eletrostáticos, que fazem com que as partículas não só sejam bloqueadas, mas também sejam atraídas pelas fibras do filtro, aumentando, desta forma, a eficiência de retenção.

Qual a diferença entre PFF2 e N95?

Se você assistiu ao vídeo anterior, descobriu um novo nome de máscara, a N95. Em geral, a PFF2 e a N95 são bem parecidas. Ambos os respiradores se assemelham. A diferença básica real entre eles é de que a PFF2 é brasileira, enquanto a N95 é americana. Sendo assim, para comercialização, a máscara PFF2 deve atender às Normas ABNT 13698:2011 e NBR 13697:2010, o que garante uma penetração máxima de 6% de aerosol e 94% de eficiência. Já a máscara N95 deve atender à norma NIOSH National Institute for Occupational Safety and Health – e 42 CFR 84, de forma a garantir uma eficiência mínima de retenção de 95%.

Assim como a N95, existem mais máscaras que são utilizadas e certificadas em outros países e comercializadas no Brasil. São exemplos:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • FFP2 (EN 149-2001 – Europa),
  • KN95 (GB2626-2006- China),
  • P2 (AS/NZA 1716:2012 – Austrália/Nova Zelândia),
  • Korea 1st class (KMOEL-2017-64 – Coréia), e
  • DS (JMHLW-Notificação 214, 2018 – Japão).
Modelo de máscara PFF2 | Imagem de Pixabay

O que significa a numeração após o PFF?

A numeração após a sigla na máscara PFF é utilizada para classificar o respirador conforme a capacidade de retenção de partículas, sendo:

  • PFF1: Eficiência mínima de 80% e penetração máxima de 20%. Recomendada para poeiras e/ou névoas (aerossóis mecanicamente gerados);
  • PFF2: Eficiência mínima de 94% e penetração máxima de 6%. Recomendada para fumos (aerossóis termicamente gerados) e/ou de toxidez desconhecida; e
  • PFF3: Eficiência mínima de 99,7% e penetração máxima de 0,03%. Utilizada para particulados altamente tóxicos (LT < 0,05 mg/m³) e/ou de toxidez desconhecida.

Além disso, a nomenclatura da máscara ainda pode conter as terminações ‘S’ (capacidade de o respirador em reter partículas sólidas e líquidas à base de água) ou ‘SL’ (capacidade de reter partículas sólidas e líquidas à base de óleo ou outro líquido que não água), como PFF2S ou PFF2SL.

Onde comprar?

As máscaras PFF2 podem ser compradas principalmente em lojas de produtos hospitalares, material de construção e farmácia. No entanto, com a popularização desse modelo, pode ser que seja difícil de encontrá-las. Para isso, foi fundado, através de uma iniciativa voluntária, o site PFF para todos, onde é possível acessar uma lista de lugares que vendem diferentes versões de máscaras certificadas de forma online.

Posso confiar na marca da máscara?

É verdade que existe uma infinidade de marcas comercializadas no Brasil. No entanto, para que a máscara seja eficiente, é obrigatório que ela apresente o Certificado de Aprovação (CA), emitido pelo Ministério do Trabalho e os selos do Inmetro e do Organismo de Certificação do Produto (OCP).

máscara
Máscara PFF2, destaque para o selo do Inmetro | Imagem extraída de Portal Folha da Manhã

Veja Também: Engenheiros remodelam máscara de proteção contra o coronavírus

Vale lembrar que a ANVISA publicou a Resolução-RE nº 1.480/2020, constando a lista de empresas fabricantes de respiradores particulados (N95, PFF2 ou equivalente) que demonstraram falhas na eficiência mínima de filtragem de partículas. Você pode acessar a listagem completa clicando aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fique atento

  • Para garantir que a eficiência da máscara não seja comprometida, siga as recomendações do fabricante quanto ao seu uso e manutenção.
  • Em caso de manchas ou problemas na vedação, descarte imediatamente o respirador.
  • E siga as instruções corretamente para reutilizar sua máscara clicando aqui.

Então, gostou do conteúdo? Escreva nos comentários abaixo!

Fonte: N95DECON, Istoé, Dr. Dráuzio Varella

Comentários

Engenharia 360

Ithon Ramos

Engenheiro de Meio Ambiente | Segurança do Trabalho e MBA em Gerenciamento de Projetos