Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Os Rios Voadores estão em cima de nossa cabeça. (Sim, eles existem!)

por Antonio Targino | 26/03/2015
Copiado!

Ao ler o título deste artigo te garanto que os seus pensamentos viajaram, correto? Pois é, os meus também, afinal: O que são os Rios Voadores?
Neste período de secas/cheias pelo Brasil e pelo mundo é bom sabermos que os rios não existem apenas em terra firme, os Rios voadores estão em cima de nossa cabeça. Acredite, eles existem!

Você consegue imaginar todo o volume do Rio Amazonas passando por cima de nossas cabeças? Confira neste artigo exclusivo algumas fotos, imagens e vídeos sobre esta maravilha que são os rios voadores!

+ Como os rios voadores, ou aéreos, são formados?

A evaporação das águas do oceano e árvores formam nuvens, que seguem um caminho lógico guiado pelos ventos e pressão atmosférica. Uma grande árvore na Amazônia pode evaporar até 1000 litros de água por dia. Todo espelho d’água (oceanos, rios, lagos, lagoas…), plantas, florestas, terra… que evapora, faz com que as nuvens sejam formadas e criam “cursos de água atmosféricos”. Isto tem um grande impacto em nossas vidas.
Os vapores de água que estão no ar, percorrem a Região Nordeste provocando chuvas e sendo realimentados, são imensamente carregadas pela Bacia Amazônica, fazendo chover no Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil.

É um ciclo constante: os vapores de água do Oceano Atlântico são levados pelos ventos e caem como chuva sobre a floresta, que evapotranspiram e recarregam as nuvens, que continuam sendo transportadas caindo como chuvas rumo ao sul.

Se observarmos o mapa de desertos pelo mundo, podemos concluir que há uma “rotina” . Eles aparecem entre os Trópicos de Câncer e Capricórnio, mas o Brasil está livre disto.
desertos
diagrama

+ Eu quero uma explicação: Por quê não há deserto no Brasil?

A imagem acima mostra um diagrama do caminho dos rios voadores. Nele vemos a rota que as nuvens carregadas seguem. Ao extremo oeste temos a Cordilheira dos Andes, que barra parte dos ventos úmidos, fazendo com que eles retornem ao continente e desçam para o sul. Neste ciclo, a faixa de terras que seria tipicamente deserto (Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil) está cheia de chuvas.
Contudo, estes rios voadores tendem a perder força com o aumento do desmatamento. Só para termos uma ideia, uma árvore com copa aproximada de 10 metros lança na atmosfera quase 1000 litros de água por dia. Se retirarmos árvores de um determinado lugar, estaremos reduzindo as chuvas de cidades bem distantes deste ponto. Já as gramíneas dos pastos evaporam menos de 25% em relação a grandes árvores.
Crescimento a qualquer custo? Pense bem! O que aqui se faz, pode repercutir na natureza a nivel global, e prejudicar nossos descendentes.

Referência: Expedição Rios Voadores
E você, que achou sobre os rios voadores? Já os conhecia antes? Conte para nós nos comentários!

Copiado!

Comentários