Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


3 razões do por que algumas pessoas encontram dificuldades no aprendizado de Ciências Exatas

por Cristiano Oliveira da Silva | 26/04/2021

Nessa matéria são apresentadas 3 razões que dificultam o aprendizado de exatas.

O Engenharia 360 fez uma lista das possíveis razões que levam as pessoas temerem as tais Ciências Exatas! Discutiremos as principais aqui neste texto, buscando desmistificar algo que é tão familiar para os engenheiros e outras pessoas que escolheram alguma formação que requer conhecimento e habilidade com o trato dos números e raciocínio lógico. Continue lendo para saber mais!

1. O medo imposto na infância

É muito comum ouvir de adultos as seguintes frases: “odeio matemática”, “sou péssimo em exatas”, “fujo dos números” e por aí vai!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Esses adultos acabam transmitindo para seus filhos, ainda que sem querer, os seus medos e indisposições com as Ciências Exatas. De que forma? Principalmente quando a criança está começando a sua vida escolar! Não é incomum, nesta etapa, os pais que têm essa dificuldade olhar para o seu filho e dizer: “filho, cuidado que matemática é difícil”, ou coisa do tipo.

Pronto! Os pais, na melhor das intenções, buscando proteger – ao contrário disso -, acabam instalando uma crença limitante no filho. E por mais que a criança tenha a capacidade de aprender, na primeira dificuldade ou desafio que os números tragam, vai lembrar-se da frase dita por seus pais, validar e reforçar que matemática é difícil.

E qual seria a melhor forma de evitar a instalação dessa crença? Primeiro não dizer frases desse tipo, atribuindo as exatas o conceito de ‘difícil’. Em vez disso, dizer à criança que ela é capaz de aprender, já é um bom começo!

crianças
Imagem extraída de Colégio Academia Juiz de Fora

2. Sistema de ensino das Ciências Exatas

Também é muito comum, nas salas de aula, serem classificados como “bons alunos” os alunos que têm uma aptidão maior com os números e uma capacidade de absorção mais rápida que alguns colegas. Isso gera nos alunos que precisam de um tempo maior para absorver e aplicar os conceitos, uma sensação de que não estão aprendendo devidamente, ou que estão ficando pra trás.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

crianças
Imagem extraída de Portal de Prefeitura

Então se aplica uma prova e se avalia o desempenho dos alunos. Aqueles que tiram conceito máximo, ótimo! E os demais? Aqueles que passam na média? Bem… esses carregam uma série de deficiências de conceito, tendo sido aprovados sem a proficiência necessária para absorver novos conceitos, que demandam conhecimento e proficiência em assuntos previamente abordados.

Saloman Khan, fundador da “Khan Academy”, em um TEDTalks, comenta que essas crianças “mais atrasadas”, carregam um conhecimento mais limitado, com vários buracos como um queijo suíço.

A solução seria um ensino que desse mais tempo para os alunos como um todo treinarem e se tornarem proficientes. É como aprender a andar de bicicleta: ou você sabe, ou não! Inclusive, o sistema de ensino abordado por Khan, permite isso: que os alunos treinem os conceitos numa plataforma online, tornando-se proficientes no tema em estudo e passando para o seguinte só quando esse tema estiver completamente dominado.

3. Desconhecimento da aplicação na vida prática

É muito comum nas salas de aula, professores de exatas cumprindo um É muito comum nas salas de aula, professores de exatas cumprindo um conteúdo programático através da transmissão de matérias, tópicos e assuntos relacionados às Ciências Exatas, sem dispor de exemplos práticos no cotidiano.

Diversas vezes, ouve-se o aluno dizer “pra que vou usar isso?”, “sou de humanas, não preciso saber disso na minha vida”, e frases como essas!

crianças
Imagem extraída de Blog da Estácio

Quando lecionei por um tempo da minha vida, costumava dizer aos meus alunos mais voltados para humanas que, em última instância, Física, Química e Matemática, serviam para colocá-los dentro da universidade, já que todos de humanas sabiam humanas – assim como ter ido bem nas matérias relacionadas às humanas, me colocaram na Engenharia Civil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O fato é que a matemática está presente no dia-a-dia mais do que as pessoas podem imaginar. Quem tem a formação em Ciências Exatas sabe que na natureza – como mostrado na matéria apresentada pelo Engenharia 360 tratando da Razão Áurea; na fatura do cartão no fim do mês, através dos juros compostos; na eletricidade; no funcionamento de aparelhos eletrônicos, na música; na Arquitetura e Engenharias em geral; na descrição das leis da natureza… são diversos os exemplos!

proporção áurea
Proporção áurea na natureza – Imagem de Medium

A falta de exemplos práticos acaba por desmotivar aqueles alunos mais curiosos, que têm inteligência e capacidade para aprender conceitos relativamente simples, mas que acabam perdendo o interesse dado falta de exemplos de aplicação desses conceitos na prática.

Hoje, felizmente, esse cenário vem mudando e há ferramentas mais lúdicas para os pequenos, mostrando como as Ciências Exatas estão tão presentes na nossa vida.

E você, já teve dificuldade em exatas? Conhece alguém que tenha? Conta pra gente nos comentários!


Fonte: Wikipedia, O Globo.

Comentários

Engenharia 360

Cristiano Oliveira da Silva

- Engenheiro Civil (Poli-USP/2003) - Pesquisador colaborador UFABC - Capacitação e disseminação de BIM - Gerente de Engenharia / BIM Manager - Projetos, Planejamento e Qualidade na empresa BEN - Bureau da Engenharia - INEXH - Instituto Nacional de Excelência Humana - MasterPractitioner e Coach Sistêmico - Analista Corporal - O Corpo Explica - Músico, pai e curioso por natureza