Engenharia 360

Digitalização e impressão 3D são usadas para produção de próteses

Engenharia 360
por Redação 360
| 01/11/2022 | Atualizado em 02/11/2022 2 min

Digitalização e impressão 3D são usadas para produção de próteses

por Redação 360 | 01/11/2022 | Atualizado em 02/11/2022
Engenharia 360

Sempre temos duas escolhas na vida, seguindo pelo caminho do bem ou do mal. É assim com o uso das tecnologias disponíveis hoje! Podemos engavetar boas ideias, usá-las para algo ruim ou mudar completamente para o bem a vida das pessoas. Por exemplo, pense sobre o que podemos criar com digitalização e impressão 3D. Armas? Não! Temos uma ideia melhor, criar próteses para pessoas com limitações de movimentos. Veja a seguir!

prótese
Imagem reproduzida de Bespoke leg fairing

Uma esperança de nova vida graças às próteses

Pessoas que, por ventura, precisam ter seus membros amputados podem ganhar seus movimentos de volta graças às próteses. Muitos pacientes, infelizmente, pode não podem pagar por este componente artificial, acabam não realizando as amputações e vindo a falecer.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sabendo disso, a startup filipina Instalimb, de 2017, desenvolveu uma técnica de digitalização e impressão 3D para produção de pernas protéticas de alta qualidade. A diferença do seu produto para outros do mercado é que, por hora, pode ser feito a um custo dez vezes menor e ainda em um ritmo muito mais rápido – um décimo quando comparado aos métodos tradicionais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

prótese
Imagem reproduzida de Instalimb Philippines

Veja Também: Ciência: jovem recebe transplante de orelha impressa em 3D

Como funciona a produção

O processo de produção das próteses começa com um scanner 3D, usado na medição das proporções corporais do paciente. Com os dados, a empresa faz uma prótese sob medida se valendo do software 3D-CAD – muito conhecido para projetos de Arquitetura; assim, há mais chances da peça se adaptar perfeitamente à pessoa. Apesar do uso de alta tecnologia, os materiais empregados no processo são baratos – como compostos de plástico -, porém de qualidade.

“Todos os funcionários da Instalimb e eu estamos confiantes que esta pode ser uma solução para a situação desesperadora relativa a pernas protéticas em países emergentes e em desenvolvimento em todo o mundo.” – Yutaka Tokushima, fundador da Instalimb.

prótese
Imagem reproduzida de Razões para Acreditar

Com tecnologias como essa, utilizando as tecnologias de digitalização e impressão 3D para fabricação de próteses, milhões de amputados poderiam ter uma vida muito diferente, melhor. Seria uma bela forma de amenizar problemas tão difíceis de serem enfrentados no nosso mundo e que assolam tantas populações, principalmente em países pobres e emergentes. Se gostou da ideia, compartilhe este texto com quem possa interessar!


Fontes: Razões para Acreditar.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo