Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Projeto de alunos do ensino fundamental aproveita água de ar condicionado

por Lucie Ferreira | 15/03/2016
Copiado!

ar_condicionado_blog-da-engenharia
Comprovando que boas ideias e iniciativas não têm idade e podem surgir em qualquer lugar, os estudantes Matheus Heinzen e Mikaella Ivo Romero, do 9º ano da Escola Estadual Doutor Mário Correia da Costa, em Paranaíta, cidade mato-grossense localizada a 849 km de Cuiabá, desenvolveram um projeto de reaproveitamento da água condensada em aparelhos de ar condicionado.
Orientada pela professora Ilse Maria Signorati, a dupla ajudou a coletar a água dos 27 aparelhos instalados na escola. Por causa do calor da região, eles precisam ficar ligados por cerca de 8 horas por dia, produzindo quase 12 litros de água, cada um. Em apenas uma semana, é possível reaproveitar 1.620 litros provenientes do gotejamento. O recurso foi utilizado para a rega do jardim e a limpeza de salas e calçadas.
Intitulado “Sustentabilidade com ar condicionado – aproveitamento da água”, o projeto está inscrito na 14ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace 2016), organizada pela Universidade de São Paulo (USP). A principal ideia dos alunos e sua orientadora foi criar uma solução ambiental sustentável dentro da própria escola, ao mesmo tempo em que o projeto contribui para a formação profissional desses jovens.
Durante a Febrace, Matheus e Mikaella poderão apresentar o projeto na Mostra de Finalistas, ao lado de outros trabalhos selecionados em 125 mostras científicas de todo o Brasil, além de estarem concorrendo a diversos prêmios. Após a Febrace, o próximo passo será  representar o país na International Science & Engineering Fair 2016 (Intel ISEF), nos Estados Unidos.
Mas, a dupla já tem boas razões para criar expectativas e levar a ideia adiante:  “Sustentabilidade com ar condicionado – aproveitamento da água” foi o primeiro colocado da VII Mecti – Mostra Estadual de Ciências, Tecnologia e Inovação, na modalidade Ensino Fundamental, em Ciências, no final de 2015. Além disso, o projeto também foi apresentado na segunda Feira Estadual da Educação Básica, evento organizado em parceria com o governo do Mato Grasso, o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Sebrae e Senai.
Fonte: EcoD

Copiado!

Comentários