Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Professor indiano vence "Nobel da Educação" e divide prêmio com os outros finalistas

por Rafael Panteri | 10/12/2020

Metade do prêmio vai ser dividido entre outros nove professores indicados.

Recentemente, Ranjitsinh Disale, professor indiano de 31 anos, venceu o “Global Teacher Prize 2020”. O prêmio, no valor de um milhão de dólares, é conhecido como “Nobel da Educação”. Disale acompanhou o evento pela internet, assim com os outros finalistas.

Ranjitsihn Disale  imagem de perfil
Ranjitsihn Disale – Facebook

Em seu discurso de agradecimento, o professor surpreendeu a todos quando anunciou que ficaria com metade do prêmio. O restante, US$ 500 mil, seria dividido com os outros participantes. Os outros nove professores indicados deverão receber um pouco mais de US$ 55 mil. É a primeira vez que um vencedor compartilha seu prêmio. “Eu acredito que juntos podemos fazer a diferença e tornar o mundo um lugar melhor“,afirmou o Disale.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O professor começou a lecionar em 2009 em uma escola no estado de Maharashtra. Com um pequeno orçamento, a instituição passou a enfrentar baixa na frequência por parte dos alunos. Vivendo abaixo da linha da pobreza (US$ 1,90 diário), muitas crianças eram obrigadas a trabalhar para completar a renda da família. Isso levou Disale a ir pessoalmente até as casas dos alunos para convencer os pais sobre a importância dos estudos.

O professor garantiu que meninas desfavorecidas pudessem frequentar as escolas ao invés de enfrentar o casamento precoce. Além disso, seu projeto oferece aulas online para alunos de 83 países e realiza uma conexão entre jovens em zonas de conflito.

Disale com alunas indianas
Disale com alunas indianas
Vídeo na integra da premiação

Além do indiano, a professora brasileira Daoni Betan também foi incluída entre os 10 melhores do mundo. Seu projeto promove a inclusão de crianças surdas nos estudos.

Leia também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O que você achou da ação do professor ao dividir seu prêmio? E dos feitos realizados por ele para receber o prêmio? Deixe seu comentário!

Comentários

Engenharia 360

Rafael Panteri

Estudante de Engenharia Elétrica no Instituto Mauá de Tecnologia. Parte da graduação em Shibaura Institute of Technology - Japão.