Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Quem é a engenheira por trás da primeira imagem de um buraco negro?

Engenharia 360

3 min

POR Larissa Fereguetti 15/04/2019

Nos últimos dias, a notícia sobre a primeira imagem de um buraco negro está fazendo o maior sucesso na internet. Porém, o que também ganhou destaque é que há uma engenheira de apenas 29 anos que teve papel fundamental na equipe de pesquisa.

+ A primeira imagem de um buraco negro

A imagem do buraco negro que está no centro da galáxia M87, a 50 milhões de anos-luz da Terra, aproximadamente, deixou a internet em êxtase. O feito é de responsabilidade do Event Horizon Telescope (EHT), composto por uma rede de radiotelescópios espalhados pelo planeta, e é importantíssimo para a física.

buraco negro
Imagem: theverge.com

Primeiro, é preciso deixar claro que a imagem de um buraco negro não é uma simples fotografia. Ou seja, não é como uma lente que bate uma foto de algo a 50 milhões de anos-luz. É preciso usar várias técnicas para construção da imagem.

Os pesquisadores usaram interferometria, que envolve a sobreposição de ondas. No entanto, os dados tinham muitas lacunas. No meio da equipe, formada em maioria por homens, está Katherine Bouman, doutora em Engenharia Elétrica e Ciências da Computação, de apenas 29 anos. A jovem cientista é uma das responsáveis pelo desenvolvimento de um algoritmo que foi indispensável para a captura da imagem do buraco negro.

buraco negro
Imagem: bustle.com

+ O papel de Katie Bouman

Quando Bouman começou a trabalhar no algoritmo, ela ainda estava na pós-graduação, há 6 anos. Ela precisou criar soluções que preenchessem as lacunas de dados e, ainda, vencer todo o ruído contido nesses dados.

Ao lado de vários HDs necessários para armazenamento dos seus dados, Bouman foi comparada a Margaret Hamilton, que escreveu o código que ajudou a ida do homem até a Lua. Hamilton tem uma foto ao lado de uma pilha de livros que contém o seu código.

buraco negro
Imagem: mastersonphotos.blogspot.com

Quando apenas homens divulgaram oficialmente a imagem do buraco negro, Katie Bouman virou uma sensação da internet por representar as mulheres na ciência. Infelizmente, chegou até mesmo a sofrer alguns ataques.

Leia também: o que são matéria escura e energia escura?

O objetivo de Bouman é continuar no projeto e chegar a produzir vídeos de buracos negros. Ela destaca que a imagem só aconteceu por causa de um trabalho em grupo e não só pela sua contribuição.

Pode parecer algo superestimado ou algo sem importância para muitos. Porém, precisamos pensar em como o fato encoraja outras mulheres na ciência. E não só mulheres, também encoraja pequenas futuras cientistas que sonham em carreiras na área de STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática). É nesse momento de divulgação que muitas meninas descobrem que podem seguir qualquer carreira e que não há restrição só porque são mulheres. Afinal, lugar de mulher é, sem sombra de dúvida, onde ela quiser.

Referências: Independent; New York Times; Daily Mail.

VEJA TAMBÉM

9 Resultados
Engenharia 360 no 2019 Lisbon Investment Summit
E se uma máquina falasse por você? Tecnologia traduz sinais cerebrais em fala
O futuro com VR e AR: o que esperar dessas tecnologias?
Cataki: “Tinder de reciclagem” faz sucesso e muda a vida de vários brasileiros
Cientistas desenvolvem liga de ferro com eficiência energética
Depressão na Engenharia: é hora de falar sobre o assunto!
Quanto agrotóxico tem na sua água? Os números são assustadores!
Pesquisadores realizam a impressão 3D de coração a partir de tecido biológico
Como um jogo pode ajudar a reconstruir Notre Dame?
Podcast 360
Ouça ou baixe podcasts
exclusivos da engenharia
Ver Todos

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

9 Resultados
Titulo do Post
Titulo do Post
Titulo do Post
Titulo do Post
Titulo do Post
Titulo do Post