Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Por que o processador M1, lançado pela Apple, é tão revolucionário? | 360 Explica

por Rafael Panteri | 09/02/2021
Copiado!

A Apple anunciou sua independência em processadores. Sua linha MacBook e iMac receberam o M1, um super chip que promete revolucionar o uso de notebooks

A empresa norte-americana, fundada por Steve Jobs e seu time, anunciou em novembro de 2020 sua independência em processadores. O lançamento do M1 para a linha MacBook e iMac tem como principal objetivo superar os chips da empresa agora concorrente, Intel.

No site da empresa, o chip é classificado como multitarefas. Com um design muito mais integrado e simples, essa peça única realiza o processamento, conexão, segurança, e memória. M1 é incrivelmente complexo. Apresenta 16 bilhões de transistores tão minúsculos que são medidos em átomos.

imagem processador M1 Apple
Fonte: site a Apple

Memória

A arquitetura de memória unificada (UMA – sigla em inglês) combina uma memória de baixa latência e alta largura de banda em um único conjunto de recursos. Isso quer dizer que os dados não serão copiados de uma unidade para outra. Na prática, essa tecnologia traz uma melhora no desempenho e consumo de energia. Vídeos apresentam gráficos mais nítidos e detalhados e o processamento de imagem ficou muito mais rápido.

Desempenho da CPU

O chip M1 conta com oito núcleos divididos em dois tipos: um de alto desempenho e outro de alta eficiência. Essa combinação torna qualquer atividade rápida e com baixo consumo da bateria.

Desempenho da CPU por consumo de energia do chip M1 Apple
Desempenho da CPU por consumo de energia. Imagem do site da Apple.

Processador

Segundo a Apple, o M1 “é também o processador gráfico integrado mais rápido do mundo em um computador pessoal”. Em comparação com o chip mais recente de laptops PC, o M1 apresenta um desempenho gráfico significativamente superior – até o dobro da velocidade.

Teste comparativos

Utilizando a GFXBench 5.0, uma ferramenta para medir desempenho gráfico e a pontuação de dispositivos e PCs, foram comparados chips da Nvidia GeForce 1050Ti, AMD Radeon RX 560 e o M1 da Apple. Os resultados mostram o M1 constantemente à frente dos concorrentes. No teste Aztec Ruins, na configuração normal, o Radeon ficou com 146,2 FPS, a GeForce com 159 FPS e o M1 com 203,6 FPS.

Testes de desempenho entre os processadores M1, GeForce GTX 1050Ti e Radeon RX 560.
Testes de desempenho entre os processadores M1, GeForce GTX 1050Ti e Radeon RX 560.

No mercado a M1 está no MacBook Air, MacBook Pro 13” e Mac Mini. Para a empresa da maça, essa tecnologia vai mudar completamente a experiência de notebooks domésticos.

Fontes: Apple; Oficina da Net; Olhar Digital.

Leia também: Apple lança primeiras versões dos Macs com processador ARM

O que achou dessa novidade? Deixe nos comentários.

Copiado!
Engenharia 360

Rafael Panteri

Estudante de Engenharia Elétrica no Instituto Mauá de Tecnologia. Parte da graduação em Shibaura Institute of Technology - Japão.

Comentários