Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Picape elétrica da Canoo desafia padrões tradicionais

por Redação 360 | 15/03/2021

Espera-se que o produto concorra com o Cybertruck, da Tesla, e com outros veículos semelhantes

Definitivamente, o design do mais recente lançamento da Canoo é digno do século 21. A nova picape elétrica da fabricante norte-americana troca menos espaço no capô por mais espaço de carga. Sendo assim, acaba inovando também no visual. O anúncio do novo veículo foi publicado em comunicado de imprensa no último dia 10, no próprio site da marca.

picape elétrica da Canoo

Apesar de ser iniciante no nicho das picapes, a Canoo tem mostrado modelos no mínimo interessantes de veículos elétricos diversos. É verdade que modelos como o Cybertruck da Tesla, por exemplo, também são inovadores tanto funcional como esteticamente. De qualquer modo, a startup tem chamado a atenção até de gigantes como a Apple, como revelou o site The Verge em Janeiro.

Segundo o comunicado de imprensa, a pré-venda da nova picape será aberta ainda este ano. Além disso, o plano é que a partir de 2023 ela já esteja nas ruas e estradas.

picape elétrica da Canoo, parte de trás
picape elétrica da Canoo, parte frontal

Nova picape une estética e função

A publicação também revela alguns detalhes e fotos do novo modelo. Sem dúvidas, o que chama a atenção logo de cara é seu formato frontal arredondado, com um capô reduzido. Na verdade, o modelo não possui propriamente um capô, sendo que sua frente se assemelha a de uma van.

Segundo a publicação da Canoo, um dos objetivos da picape é expandir a visão do motorista, assim como o espaço útil para carga. Para isso, a solução foi colocar toda a cabine do motorista mais à frente, de modo que ele fica quase sobre o eixo das rodas dianteiras. Sendo assim, sua visão é aumentada, enquanto sobre mais espaço na parte de trás, que normalmente seria ocupado pelo capô.

Confira um trecho do comunicado oficial da Canoo:

“Graças à plataforma flexível e direção elétrica, o compartimento do passageiro pôde ser deslocado para a frente para maximizar a visibilidade do motorista. Os projetistas da Canoo deram à picape maior postura e durabilidade com polainas de roda maiores para suportar rodas maiores, o que fornece estabilidade aprimorada e dá a ela um perfil robusto. A tecnologia de iluminação avançada fornece segurança adaptável, e os faróis e lanternas traseiras icônicos da empresa servem como identificadores principais da marca, sem a necessidade de um logotipo. Além do armazenamento, a superfície frontal do veículo foi estendida para proteger melhor os faróis e o para-brisa.”

Veículo terá duas versões

A versão mais cara da automóvel tem cerca de 600 cavalos de potência, além de um alcance de 320 km. Quanto à capacidade de carga, o veículo aguenta pouco mais do que 816 kg. As versões de baixo custo, por outro lado, estarão mais próximas de 160 km de alcance, apresentando um único motor na parte traseira.

Segundo Tony Aquila, presidente executivo da Canoo, o plano é que a versão de baixo custo seja melhorada ainda antes do lançamento. A ideia é que as rodas cheguem a 480 km de alcance.

Embora ainda não se saiba o preço das picapes, espera-se que o produto concorra com o já mencionado Cybertruck, da Tesla, entre outros modelos. Estima-se que a atual capitalização de mercado da Canoo seja de $ 3,4 bilhões.

picape na neve

Fontes: CNN Brasil; The Verge; Canoo; Interesting Engineering.

O que você achou dessa picape? Comente!

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.

Comentários