Engenharia 360

Fatores que determinam a permanência do estudante no curso de Engenharia

Imagem padrão usuário
por Kássio Adriano
| 04/02/2015 | Atualizado em 04/12/2022 2 min

Fatores que determinam a permanência do estudante no curso de Engenharia

por Kássio Adriano | 04/02/2015 | Atualizado em 04/12/2022
Engenharia 360
Um sábio professor, General do Exército aposentado, com sua vasta experiência disse-me, certa vez, que existem três tipos de alunos nos cursos: “os que dormem, os que não dormem e os que dormem pouco”. Esses são, na sequência: quem desiste nos primeiros obstáculos, quem tem êxito e quem tem grandes chances”. Isso não é regra, ele apenas quis dizer que dedicação costuma dar certo.
Artigo1_Blog | curso de engenharia

Cada aluno tem suas metas traçadas, alguns desde quando eram crianças, por se espelhar em alguém, ou mesmo por sentir uma vontade enorme de desempenhar tal função, seja como médico, advogado, policial ou como no nosso caso, engenheiro. Outros não conseguem se decidir antes do colegial, talvez porque não descobriram ainda suas vocações e habilidades, que são, na verdade, aptidões que sugerem certa facilidade em executar uma atividade.

Há pessoas que entram na Engenharia e “não sabem onde estão pisando”, ideal seria se os vestibulandos conhecessem melhor o currículo do curso, a fim de saber se é realmente o que desejam para a vida profissional.  O aluno precisa não somente mandar bem em cálculo e física, mas ter boa assimilação de temas de interesse social, político-econômicos, tecnologia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O resultado do ENEM 2014 nos mostrou como está a educação no nosso País, o que mais chamou atenção foi o resultado da redação: mais de 500 mil alunos ficaram com nota ZERO, segundo o MEC, em 2013 foram 106 mil, e apenas 250 participantes tiraram nota MIL. Vale lembrar que 6.193.565 estudantes fizeram a prova.

A falta de formação básica em matemática está entre as causas da evasão no curso de Engenharia, em matemática, a média nacional do ENEM foi de 473,5. Esse resultado reflete diretamente para o aluno do curso superior de exatas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tenho muito pela frente ainda, mas o que eu posso te dizer talvez nem ajude muito, é que realmente não é fácil, cada um sabe das suas dificuldades e precisamos trabalhá-las. Tem dias que a vontade de largar tudo e procurar algo mais brando é muito forte. NÃO DESISTA, se você, assim como eu, quer mesmo ser engenheiro, persista nisso. Olhe ao seu redor, colha histórias de sucesso, exemplos e utilize isso a seu favor, alguma coisa ou muita coisa me diz que valerá a pena.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo