Engenharia 360

Energia solar sem sol? Cientistas inventam painel que funciona mesmo à noite

Engenharia 360
por Redação 360
| 18/04/2022 | Atualizado em 22/06/2022 3 min

Energia solar sem sol? Cientistas inventam painel que funciona mesmo à noite

por Redação 360 | 18/04/2022 | Atualizado em 22/06/2022

Foi na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Cientistas inventaram um painel solar que simplesmente consegue gerar eletricidade mesmo no período da noite ou em dias nublados. Isso é extraordinário, pois, como você sabe, hoje em dia, a residência ou o comércio que possui a instalação de placas solares precisa ter também a instalação de rede elétrica “comum”. Por quê? Um dos motivos é liberar o “excedente de produção” da sua unidade para a rede pública. Mas outra é porque, sem sol, não há produção. Só que, com esse painel, parece que a questão foi resolvida. Será mesmo? Veja no texto a seguir!

energia solar
Imagem reproduzida de HCC Energia Solar

Como funciona esse painel?

É assim, tentando explicar de forma mais didática possível, uma noite normal, só com a claridade da lua, produziria uma luz comparada com a infravermelha nas superfícies dos painéis solares. Esses equipamentos, por sua vez, seriam equipados, cada um, com um gerador termoelétrico. Durante o dia, a produção de eletricidade aconteceria a partir da pequena diferença de temperatura entre o ar ambiente e a superfície do painel solar. Já durante a noite, esses mesmos painéis emitiram fótons.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Durante o dia, há uma luz vindo do Sol e atingindo a célula solar, mas durante a noite, algo inverso acontece.” – explica um representante do projeto, em reportagem de Interesting Energineering.

Explicando em outras palavras, o painel aquece só durante o dia. À noite – como tudo mais quente que o zero absoluto -, emite radiação infravermelha, usada para gerar eletricidade. Já os fótons que saem ajudam a resfriar a célula solar, carregando calor. Lembrando que o painel solar será alguns graus mais frio que o ar ao seu redor. E é justamente esse diferencial de temperatura que está sendo aproveitado pelo novo dispositivo, via gerador termoelétrico.

A saber, em uma noite clara, as peças testadas no telhado de Stanford geraram cerca de cinquenta miliwatts para cada metro quadrado de painel solar (50 mW/m 2).

energia solar
Imagem reproduzida de Oficina da Net
energia solar
Imagem reproduzida de Grupo Quality Ambiental

Por que essa seria uma tecnologia revolucionária?

Imagine quantas pessoas estão, hoje, sem abastecimento de energia elétrica. Muitos sistemas de placas solares já foram propostos para áreas remotas, mas deixam muita gente “na mão” quando chove demais ou é noite. E, além do mais, esses geradores – do tipo ‘estado sólido’ – possuem maior vida útil. Fora que, com a adaptação da tecnologia, seria possível alimentar redes de sensores ambientais, como a que outros pesquisadores usam para acompanhar condições climáticas e mais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Claro que os estudos não chegaram ao fim! Ainda existem muitos desafios de engenharia a serem superados. Compreender a física por trás desses painéis solares noturnos é apenas parte da batalha. Os engenheiros trabalham há anos para torná-los eficientes o suficiente para valer a pena para uso no mundo real. Nos últimos anos, durante a Pandemia, as interações dos dispositivos testados produziu apenas um décimo da quantidade de eletricidade que os cientistas esperavam. Por sorte, foi descoberto haver um problema em um circuito, possível de ser reparado.

energia solar
Imagem reproduzida de Blog Blue Sol

Porém, o que ainda está sem resposta é a energia que escapa pelas bordas do painel, comprometendo parte da produção. Dizem os pesquisadores que “Na verdade, uma célula solar não é um condutor de calor muito bom.”. Nesse caso, a energia térmica não consegue viajar pela própria célula solar. E, mesmo que resolver isso pareça simples, não é. Por hora, os engenheiros resolveram parcialmente o problema anexando célula solar diretamente à placa de alumínio, que conduz energia com muito mais eficiência.

Veja Também:

Voltalia inicia a construção do maior complexo de energia solar do mundo no RN


Fontes: Interesting Engineering.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.