Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Voltalia inicia a construção do maior complexo de energia solar do mundo no RN

por Rafael Panteri | 17/09/2021

A empresa francesa Voltalia começou a construção do maior complexo de energia solar do mundo no Rio Grande do Norte - quando finalizado terá 2,4GW.

O Rio Grande do Norte recebeu, nos últimos dias, destaque internacional para geração de energia solar. O estado terá duas usinas fotovoltaicas construídas pela empresa francesa Voltalia – Solar Serra do Mel 1 e Solar Serra do Mel 2. Juntas, as duas usinas vão somar uma capacidade de 320 MW e farão parte do Complexo Serra Branca, o maior empreendimento de energia solar e eólica do mundo que, quando finalizado, contará com uma capacidade instalada de 2,4 GW.

complexo de energia solar
A elétrica francesa está construindo as usinas ‘Solar Serra do Mel 1’ e ‘Solar Serra do Mel 2’ no Rio Grande do Norte – créditos: Divulgação

Conforme o levantamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) de 2020, o Brasil conta com 6 GW de potência instalada no segmento de geração solar centralizada, ou seja, o Complexo Serra Branca representaria quase 40% do segmento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto na região do RN é tão grande que foi necessário desenvolver a campanha ‘Transformando com Energia’. Esse programa busca promover o desenvolvimento local nas regiões em que a companhia encontra-se presente. Com cursos gratuitos de Qualificação Profissional para Montador de Sistemas Fotovoltaicos, a Voltalia em parceria com a CWSE Brazil Company oferece treinamento e capacitação para possíveis profissionais da usina.

complexo de energia solar
Créditos: Voltalia/Reprodução Facebook

Veja Também: Sistemas de produção de energia solar em novas construções no Brasil poderá ser OBRIGATÓRIO!

Contratos de longo prazo

Segundo a Voltalia, o comissionamento das duas usinas ocorrerá no primeiro semestre de 2022. Os projetos já apresentam cinco contratos de venda a longo prazo, com empresas como Braskem e Copel.

Construída em uma região estratégica – tanto para a incidência solar quanto para as forças de ventos -, as duas usinas vão apresentar um sistema híbrido. A saber, essa produção eólica ocorrerá predominantemente no período da noite e a solar durante o dia!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Voltalia

A empresa francesa por trás das usinas oferece soluções de energia renovável e trabalha ativamente com a transição energética e ecológica que ocorre ao redor do mundo.

Ao total, a companhia já possui mais de 1 GW de energia em operação e mais 2.8 TWh de energia limpa produzida. Além disso, está presente em 20 países em 4 continentes. Contudo, para isso ser possível, ela deve contar com mais de 1 mil colaboradores empenhados a contribuir com a sustentabilidade!


Fontes: Click Petróleo de Gás, Portal Solar.

Comentários

Engenharia 360

Rafael Panteri

Estudante de Engenharia Elétrica no Instituto Mauá de Tecnologia. Parte da graduação em Shibaura Institute of Technology - Japão.