Engenharia 360

Voltalia inicia a construção do maior complexo de energia solar do mundo no RN

Engenharia 360
por Rafael Panteri
| 17/09/2021 | Atualizado em 12/05/2022 2 min

A empresa francesa Voltalia começou a construção do maior complexo de energia solar do mundo no Rio Grande do Norte - quando finalizado terá 2,4GW.

Voltalia inicia a construção do maior complexo de energia solar do mundo no RN

por Rafael Panteri | 17/09/2021 | Atualizado em 12/05/2022

A empresa francesa Voltalia começou a construção do maior complexo de energia solar do mundo no Rio Grande do Norte - quando finalizado terá 2,4GW.

Engenharia 360

O Rio Grande do Norte recebeu, nos últimos dias, destaque internacional para geração de energia solar. O estado terá duas usinas fotovoltaicas construídas pela empresa francesa Voltalia – Solar Serra do Mel 1 e Solar Serra do Mel 2. Juntas, as duas usinas vão somar uma capacidade de 320 MW e farão parte do Complexo Serra Branca, o maior empreendimento de energia solar e eólica do mundo que, quando finalizado, contará com uma capacidade instalada de 2,4 GW.

complexo de energia solar
A elétrica francesa está construindo as usinas ‘Solar Serra do Mel 1’ e ‘Solar Serra do Mel 2’ no Rio Grande do Norte – créditos: Divulgação

Conforme o levantamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) de 2020, o Brasil conta com 6 GW de potência instalada no segmento de geração solar centralizada, ou seja, o Complexo Serra Branca representaria quase 40% do segmento.

O projeto na região do RN é tão grande que foi necessário desenvolver a campanha ‘Transformando com Energia’. Esse programa busca promover o desenvolvimento local nas regiões em que a companhia encontra-se presente. Com cursos gratuitos de Qualificação Profissional para Montador de Sistemas Fotovoltaicos, a Voltalia em parceria com a CWSE Brazil Company oferece treinamento e capacitação para possíveis profissionais da usina.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo
complexo de energia solar
Créditos: Voltalia/Reprodução Facebook

Veja Também: Sistemas de produção de energia solar em novas construções no Brasil poderá ser OBRIGATÓRIO!

Contratos de longo prazo

Segundo a Voltalia, o comissionamento das duas usinas ocorrerá no primeiro semestre de 2022. Os projetos já apresentam cinco contratos de venda a longo prazo, com empresas como Braskem e Copel.

Construída em uma região estratégica – tanto para a incidência solar quanto para as forças de ventos -, as duas usinas vão apresentar um sistema híbrido. A saber, essa produção eólica ocorrerá predominantemente no período da noite e a solar durante o dia!

Voltalia

A empresa francesa por trás das usinas oferece soluções de energia renovável e trabalha ativamente com a transição energética e ecológica que ocorre ao redor do mundo.

Ao total, a companhia já possui mais de 1 GW de energia em operação e mais 2.8 TWh de energia limpa produzida. Além disso, está presente em 20 países em 4 continentes. Contudo, para isso ser possível, ela deve contar com mais de 1 mil colaboradores empenhados a contribuir com a sustentabilidade!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Fontes: Click Petróleo de Gás, Portal Solar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia 360

Rafael Panteri

Estudante de Engenharia Elétrica no Instituto Mauá de Tecnologia. Parte da graduação em Shibaura Institute of Technology - Japão.

Comentários



Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo