Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Os padrões de desbloqueio mais comuns no Android

por Felipe Junqueira | 20/10/2015
Copiado!

desbloqueio-padrao-capa-blog-da-engenharia
Quem tem celular Android possivelmente optou pelo padrão de desbloqueio por desenho. Mas provavelmente não sabe que a maioria dos usuários criam um padrão muito simples, que pode ser facilmente descoberto em poucas tentativas, apesar de não parecer pelo fato de não ser uma sequência de números ou uma palavra. Foi o que concluiu um estudo realizado no Instituto Norueguês de Tecnologia.
Os testes realizados pela pesquisadora Marta Loge exigiram que os voluntários criassem três padrões diferentes, para três situações distintas. E a maior parte dos usuários acabou optando por senhas com apenas 4 círculos, consideradas muito simples. “As pessoas usam o mesmo tipo de estratégia para lembrar um padrão como uma senha”, explicou Loge.
O estudo detectou que 44% dos usuários começa seu desenho no círculo do canto superior esquerdo. Os padrões de 77% das pessoas são inciados por um dos quatro cantos da tela. Você, leitor, já deve ter começado a redesenhar seu padrão na cabeça. Mas não se preocupe. O estudo listou alguns dos desenhos mais comuns, dentre 4 mil combinações observadas.
padroes-simples-blog-da-engenharia

+ Mas, e aí, como criar uma senha segura?

Segundo a pesquisadora, quanto maior a sequência, mais difícil será que alguém a adivinhe, ou mesmo consiga repetir ao observá-lo fazer o desenho. É tudo uma questão de matemática, já que, enquanto as senhas que utilizem 4 círculos somam 1624 combinações diferentes, os padrões com o máximo de círculos permitidos pelo sistema (9) chegam a 140 mil desenhos diferentes. Abaixo, veja alguns exemplos de padrões seguros sugeridos por Loge:
exemplos-de-padrao-blog-da-engenharia
Ou seja: quanto mais longo o padrão, mais seguro. O problema, neste caso, é lembrar para onde ir entre cada círculo. (Uma dica para decorar a senha: logo depois de criá-la, repita o desenho diversas vezes, até sentir segurança e fazer meio que no automático).

Copiado!

Comentários