Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Operadora inicia testes com frequência 700MHz no Brasil. O que muda?

por Valdir Almeida | 11/01/2016
Copiado!

A operadora de telefonia Claro inicia o projeto piloto da tecnologia 4,5G em Rio Verde (GO), desta vez agregando três frequências: 700, 2.600 e 1.800MHz. Essa é a primeira vez que uma operadora utiliza a faixa de 700MHz, adquirida no leilão realizado pela Anatel em 2014, em um ambiente externo.
 
tecnologia-claro-blog-da-engenharia
Com isso, será possível acessar simultaneamente os recursos das três frequências, com uma experiência de navegação diferenciada, mais próxima do conceito 5G.
Com a combinação, será possível alcançar velocidade média 45% maior que a do 4G e velocidades instantâneas máximas próximas a 300Mbps, além de aumentar a capacidade do número de usuários navegando com alta qualidade. Haverá, ainda, melhora no sinal indoor e ampliação de cobertura 4G e 4,5G, já que as bandas de 1800MHz e 700MHz são menos propensas a obstruções.
O leilão do lote de 700 MHz foi promovido pela Anatel, em setembro de 2014. A Claro arrematou a licença por 2,9 bilhões, válida por um ano, que é de caráter nacional e contempla a autorização de uso de radiofrequência de 10 + 10 MHz.

+ O que muda?

smartphone-blog-da-tecnologia
A promessa é que, quando a frequência puder ser utilizada comercialmente, os clientes vão poder navegar com mais velocidade e qualidade em sites e aplicativos que exigem uso intensivo de dados como jogos online, videos sob demanda em alta resolução e videoconferências.

Copiado!

Comentários