Engenharia 360

Nova tecnologia da Goodyear promete evitar de vez os pneus furados de carros

Engenharia 360
por Redação 360
| 08/07/2022 | Atualizado em 09/07/2022 4 min

Nova tecnologia da Goodyear promete evitar de vez os pneus furados de carros

por Redação 360 | 08/07/2022 | Atualizado em 09/07/2022
Engenharia 360

Ter carro é, infelizmente, passar por situações como de ter um dos pneus do veículo furado em momento imprevisível. Por isso é que alguns especialistas dizem que um dos maiores pontos fracos do design dessas máquinas são os pneus. Sua despesa é bastante incômoda e cara. E ainda, para evitar tais situações, é preciso fazer a verificação constante da pressão das câmaras de ar. É assim desde 1890! Mas os engenheiros têm buscado soluções para melhorar essa questão, como a dos pneus sem ar! Saiba mais no texto a seguir!

Os novos pneus sem ar da Goodyear

A fabricante de pneus Goodyear apresentou, recentemente, uma nova tecnologia de pneus sem ar, fruto de seu programa de pesquisa Michael Rachita. Internamente, cada peça é formada por raios de plástico flexíveis, que ajudam a dar sustento e reforçar a banda de borracha, num desempenho que realmente surpreende. E por que a empresa se viu “obrigada” a criar um produto assim? Porque os serviços de transporte no mundo estão mudando completamente as exigências que temos com relação aos pneus, simples assim! Estamos falando de carros alugados, compartilhamento de caronas, veículos autônomos, e mais.

Do que precisamos? De peças de pneus que precisam de pouca ou sejam até livres de manutenção; à prova de furos; recicláveis; e até com sensores, se possível, para mapear as condições das estradas. Nesse caso, mesmo as estruturas internas, seguindo padronização de normas, independente de se deformarem ou quebrarem, continuam a funcionar com segurança. E esse resultado positivo é fruto do desenvolvimento de tecnologias como de impressão 3D, conexões por internet, simulações pneumáticas e computação em nuvem, por exemplo.

carros | pneus
Imagem reproduzida de BBC
carros
Imagem reproduzida de AutoPapo
carros
Imagem reproduzida de Edital Concursos Brasil

Veja Também: Recapagem, recauchutagem e remoldagem de pneus

As propostas similares dos concorrentes da Goodyear

Michelin e General Motors vêm trabalhando juntas para desenvolver seu próprio modelo de pneus sem ar ou sistema de pneus à prova de furos, chamado de Unique. O mesmo levaria resina de alta resistência, com fibra de vidro e borracha composta para criar uma estrutura de rede que envolve uma roda de alumínio. A ideia é usar esse tipo de peça já no novo carro elétrico Chevrolet Bolt, planejado para ser lançado pela GM até 2024.

carros
Imagem reproduzida de UPTIS
carros
Imagem reproduzida de CNN Brasil

Também não podemos nos esquecer da versão da Hankook, com seu NPT i-Flex. A mesma trata-se de um pneu com dimensões menores que os pneus convencionais. Seus raios de poliuretano entrelaçados são tipo “favo de mel”. E, desse modo, podem suportar bem mais tensões laterais e horizontal.

carros
Imagem reproduzida de Auto Papo

Para finalizar, tem as investigações da japonesa Bridgestone. O foco desta é nas aplicações industriais na agricultura, mineração e construção. Para esta finalidade, seus pneus sem ar garantiriam menos perda de produtividade com possíveis desgastes e outras manutenções.

carros
Imagem reproduzida de TechTudo

Veja Também: Empresa lança bicicleta com pneus da NASA ultra resistentes que não furam

As desvantagens dos pneus sem ar

Já foi possível entender, com as informações anteriormente apresentadas, quantas vantagens a tecnologia dos pneus sem ar trariam para o setor automotivo. Contudo, sabe-se que os pneus sem ar ficariam mais em contato com as superfícies das rodovias, gerando um nível de atrito maior no movimento e, assim, podendo comprometer o tempo de vida útil e capacidade da bateria de carros elétricos, por exemplo. Outro detalhe desagradável pode ser o ruído ou zumbido sobre o asfalto, a única possível fonte de ruído nesse tipo de carro. E, para completar, a rigidez dos raios plásticos devem transmitir mais vibrações antes da suspensão.


Fontes: BBC.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo