Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Conheça o Astro, o novo robô da Amazon que está causando polêmica

por Redação 360 | 06/10/2021

Imagine um robô dentro da sua casa, andando em volta de você como um cachorro e te filmando 24 horas. Seria um risco à sua privacidade? Pense nisto!

A Amazon é uma empresa que está sempre nos surpreendendo com novas propostas para o mercado de vendas online. Recentemente, ela fez um anúncio bem animador, o lançamento de um produto que mais parece ter saído do filme futurista da Disney, Wall-E. Trata-se do Astro, o seu novo robô doméstico. Saiba mais sobre isso no texto a seguir!

Amazon
Imagem reproduzida de Tecnoblog

As principais características de design do robô Astro

O robô Astro, da Amazon, mais parece um pet sobre rodas. Claro que ele custa bem mais que a compra de um cãozinho ou gatinho, vendido nos Estados Unidos por um valor de cerca de US$ 1 mil. E para que ele serviria? Bem, na verdade, o Astro foi programado para ajudar nas tarefas domésticas, monitorando os ambientes, bebês, idosos e pets de verdade. Mas será que existe algum perigo nisso?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Astro é um tipo novo e diferente de robô, projetado para ajudar os clientes em uma série de tarefas, como monitoramento residencial e contato com a família. Ele reúne novos avanços em inteligência artificial, visão computacional, tecnologia de sensores e voz e computação de ponta em um pacote projetado para ser útil e conveniente.”

– nota da Amazon, em reportagem do TecMundo.

Amazon
Imagem reproduzida de Google Discovery
Imagem reproduzida de Folha PE

Funções do aparelho

O robô da Amazon foi pensado, em seu design, para “andar” livremente pela casa, com total autonomia, sem arriscar ficar trombando com os móveis, pessoas ou animais. É muito eficiente em ouvir e entender comandos e conseguir analisar dificuldades nos ambientes. E ele combina visão computacional e inteligência artificial, mais câmera de segurança.

O Astro também possui um sistema que se conecta na internet e pode mostrar, ao vivo, imagens dos cômodos da casa por meio de aplicativo. Se uma pessoa estranha chegar perto, pode emitir um aviso. No mais, também pode dar alerta caso os moradores deixem um fogão ligado ou mais – com funções como o ‘Alexa Guard’, que detecta o som de alarme de fumaça, alarme de monóxido de carbono ou vidro quebrando -, além de confirmar itens na despensa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Amazon
Imagem reproduzida de Digital Drops

Mas a maior promessa da Amazon mesmo é de que o Astro possa ajudar no cuidado com parentes idosos. Por exemplo, as pessoas mais velhas poderão pedir ao robô que ele guarde lembretes ou que se conecte com familiares. Por outro lado, os parentes podem configurar o aparelho para que ele verifique se o idoso está ativo e bem durante o dia – outro recurso é o ‘Alexa Together’, que fornece acesso 24 horas e 7 dias por semana a profissionais de emergência, como enfermeiros.

Amazon
Imagem reproduzida de TechTudo
Amazon
Imagem reproduzida de TechTudo

A polêmica envolvendo engenheiros da empresa

Sim, o robô Astro serve como equipamento de segurança. Seu design é bem simpático; já o sistema poderia ser traiçoeiro! “Um pesadelo para a privacidade”, assim ele foi classificado por engenheiros da empresa. Essa e outras declarações estão em documentos divulgados por diversos sites de notícias, como o portal Vice. Conforme as informações preliminares, os engenheiros da Amazon chegaram a dizer em certo momento que o Astro é um “desastre”. Mas por quê?

Vamos pensar juntos, tal robô estaria ligado 24hs por dia à rede de internet e sensores, coletando dados de som e imagem dos ambientes de casa. Quanto isso poderia ser um risco à privacidade dos moradores? Além disso, vazou nestes documentos uma suposição de que o Astro teria dificuldades para reconhecer escadas e que estaria propenso às quedas e acidentes. Então, poderia ser mesmo um bom auxiliar de idosos? Por fim, dizem também que ele teria dificuldade de fazer o tal reconhecimento fácil. Por isso, poderia não saber a diferença entre seus “donos” e possíveis invasores do imóvel

Em meio a tudo isso, o que disse a Amazon? Bem a empresa, como já era de se esperar, refutou as alegações, afirmando que as informações dos documentos lançados à imprensa são imprecisas e não refletem o estado atual do produto. Olha, esperamos mesmo que sim, pois a ideia do robô Astro é bem atraente!

Veja Também: Conheça o cão robô ‘SPOT’ da famosa empresa Boston Dynamics


Fontes: Terra, Techtudo, G1, Tecmundo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.