Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Conheça o cão robô 'SPOT' da famosa empresa Boston Dynamics

por Redação 360 | 02/09/2021

O robô SPOT lembra o formato de um cão e pode receber células de braços mecânicos para ajudar astronautas em missões futuros no planeta Marte. Saiba mais!

Quando pensamos na criação de robôs, rapidamente imaginamos sua utilização em viagens interplanetárias. Certamente eles são importantíssimos para a exploração espacial, entretanto, é aqui mesmo, na Terra, que eles dão literalmente os seus primeiros “passos”. 

Muitos tipos de robôs já são amplamente utilizados nas indústrias, em projetos de pesquisa e até em missões militares. Outros poderão ir mais além e levar o homem a lugares nunca explorados, inclusive sem sair do nosso planeta – mas em outros planetas também, se possível. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Robôs já estão realizando missões na superfície da Lua e de Marte. Entretanto, eles enfrentam algumas limitações já que as condições da atmosfera e do solo ainda são desconhecidas.

robótica
Imagem reproduzida de Olhar Digital
robótica
Imagem reproduzida de Olhar Digital

O cão robô SPOT

Criação da Boston Dynamics, SPOT, o cão-robô, é um dispositivo totalmente autônomo, sendo capaz de se locomover sobre as mais variadas superfícies e enfrentar obstáculos.

Através do projeto BRAILLE (Biologic and Resource Analog Investigations in Low Light Environments), da NASA, o cão-robô está sendo testado para trabalhar em cavernas. Equipado com a IA (inteligência artificial) Nebula, SPOT é capaz de processar informações e tomar decisões, explorando as cavernas do Lava Beds National Monument – que, segundo os cientistas, são semelhantes às cavernas de Marte.

robótica
Imagem reproduzida de Canaltech

O projeto BRAILLE investiga e identifica a diversidade geológica e biológica encontrada nas cavernas. Enquanto isso, ele usa os dados do robô-cão para estabelecer novas estratégias de exploração em diferentes cenários, que serão usadas dentro e fora do nosso planeta. A saber, o aprimoramento da tecnologia utilizada no cão-robô será de grande importância na exploração das cavernas de Marte. Isso porque, protegidas das radiações solares, podem abrigar vidas ou sinais de vidas. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

robótica
Imagem reproduzida de Canaltech

Simulação de missão em Marte

O Lava Beds National Monument, localizado no nordeste da Califórnia, nos condados de Siskiyou e Modoc, nos EUA, é um monumento que fica na área de flanco nordeste do Vulcão Medicine Lake. Sua área é de grande importância histórica e geológica. Isso por a região ser coberta, na sua maior parte, por um vulcão; e justamente nesse local, nos últimos meio milhão de anos, aconteceram erupções vulcânicas criando uma paisagem acidentada, pontilhada com diversas características vulcânicas.

Com 46.000 acres (190 Km²), o Lava Beds National Monument possui 27 entradas marcadas e trilhas desenvolvidas para acesso do público e exploração dos vários tubos de lava.

robótica
Lava Beds National Monument – Imagem reproduzida de National Parks Conservation Association

Para simular uma missão real em Marte, o cão-robô explora o ambiente dentro da caverna sem receber informações prévias. Enquanto isso, do lado de fora da caverna, os cientistas analisam as informações recebidas e executam ações, como se estivessem numa sala de comando aqui na Terra.  

robótica
Imagem reproduzida de Canaltech

Características do dispositivo

O cão-robô SPOT é equipado com um complexo sistema de câmeras e sensores que lhe permitem movimentos em todas as direções. Por exemplo, subir e descer escadas, levantar e baixar, superar terrenos pedregosos e escorregadios, além de enfrentar temperaturas extremas, muito altas ou muito baixas.

Alguns submodelos do mesmo são equipados com braço mecânico capaz de carregar diferentes instrumentos, recolher pequenas amostras das paredes das cavernas, e mais.

O desafio dos cientistas é, agora, construir um robô, aqui na Terra, com tecnologia que consiga suportar as condições desconhecidas e explorar as cavernas de Marte. Para os pesquisadores, a esperança é que, no futuro, as cavernas de Marte possam servir de abrigo para os astronautas. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Fontes: UOL, Veja, CanalTech, Wikipedia.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.