Engenharia 360

O que é a tal "Tarântula Cósmica" registrada pelo Telescópio James Webb?

Engenharia 360
por Redação 360
| 07/09/2022 | Atualizado em 27/01/2023 3 min
Imagem reproduzida de Replicario

O que é a tal "Tarântula Cósmica" registrada pelo Telescópio James Webb?

por Redação 360 | 07/09/2022 | Atualizado em 27/01/2023
Imagem reproduzida de Replicario
Engenharia 360

Ela está há mais de 160 mil anos-luz de nós! A Tarântula Cósmica nada mais é do que um grande e maravilhoso berçário de estrelas. Uma nebulosa repleta de gás e poeira carregada por ventos quentes e poderosos; localizada bem "pertinho" da Via Láctea - dentro da zona chamada de 'Grupo Local'; e que conseguiu ser registrada em imagens pelo super telescópio James Webb, o maior e mais poderoso telescópio já construído.

Tarântula Cósmica | James Webb
Tarântula Cósmica | Imagem reproduzida de G1

O que são berçários cósmicos?

Um berçário cósmico é o lar de estrelas mais quentes e massivas conhecidas pela Ciência. A Tarântula, por exemplo, apresenta uma "(...) composição química semelhante às regiões gigantes de formação de estrelas vistas ao 'meio-dia cósmico' do Universo, quando o cosmos tinha apenas algumas estrelas, bilhões de anos e a formação estelar estava no seu auge", explica um representante da NASA, em reportagem de G1.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora, é preciso destacar que os berçários de estrelas presentes dentro da nossa Via Láctea não produzem estrelas na mesma velocidade acelerada como acontece dentro da Tarântula. E por quê? Bem, até onde se sabe, é porque esta nebulosa apresenta uma composição química diferente.

Tarântula Cósmica
Registros do James Webb da Tarântula Cósmica | Imagem reproduzida de SAPO Tek

Veja Também: Que som é esse? NASA divulga registros inéditos do James Webb

Como os pesquisadores encaram esse registro do James Webb?

Os astrônomos ficaram muito animados com a notícia. De início, porque essa estrutura cósmica é mega interessante e bastante estudada por eles. E também porque esta seria a primeira vez que se conseguirá ver imagens super detalhadas da estrutura, tendo como pano de fundo milhares de estrelas jovens nunca vistas, já que a própria Tarântula as escondia das lentes de outros telescópios.

Aliás, quer saber por que o nome Tarântula? É porque essa nebulosa apresenta filamentos que realmente lembram pernas de aranhas. Curioso, não?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tarântula Cósmica
Tarântula animal | Imagem reproduzida de CNN Brasil
Tarântula Cósmica
Tarântula Cósmica registrada pelo James Webb | Imagem reproduzida de SAPO Tek

As imagens registradas pelo James Webb da Tarântula Cósmica foram divulgadas pela NASA, a agência espacial americana, e pela ESA, a agência espacial europeia.

telescópio
Ilustração Telescópio James Webb no espaço | Imagem reproduzida de Canaltech

Lembrando que os cientistas projetaram o James Webb para que ele seja muito mais potente, servindo para fornecer respostas sobre os mistérios do nosso Sistema Solar, assim como para olhar além de suas fronteiras - na medida do possível, claro. Quem sabe não possamos com o instrumento, um dia, encontrar vida fora da Terra, em sistemas planetários remotos! Bom, o fato é que, sem dúvidas, esse supertelescópio já está reescrevendo a história da criação estelar!


Fontes: G1.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Eduardo Mikail

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, liderada pelo engenheiro Eduardo Mikail, e com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo