Engenharia 360

O que é a tal "Tarântula Cósmica" registrada pelo Telescópio James Webb?

Engenharia 360
por Redação 360
| 07/09/2022 3 min

O que é a tal "Tarântula Cósmica" registrada pelo Telescópio James Webb?

por Redação 360 | 07/09/2022
Engenharia 360

Ela está há mais de 160 mil anos-luz de nós! A Tarântula Cósmica nada mais é do que um grande e maravilhoso berçário de estrelas. Uma nebulosa repleta de gás e poeira carregada por ventos quentes e poderosos; localizada bem “pertinho” da Via Láctea – dentro da zona chamada de ‘Grupo Local’; e que conseguiu ser registrada em imagens pelo super telescópio James Webb, o maior e mais poderoso telescópio já construído.

Tarântula Cósmica | James Webb
Tarântula Cósmica | Imagem reproduzida de G1

O que são berçários cósmicos?

Um berçário cósmico é o lar de estrelas mais quentes e massivas conhecidas pela Ciência. A Tarântula, por exemplo, apresenta uma “(…) composição química semelhante às regiões gigantes de formação de estrelas vistas ao ‘meio-dia cósmico’ do Universo, quando o cosmos tinha apenas algumas estrelas, bilhões de anos e a formação estelar estava no seu auge”, explica um representante da NASA, em reportagem de G1.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora, é preciso destacar que os berçários de estrelas presentes dentro da nossa Via Láctea não produzem estrelas na mesma velocidade acelerada como acontece dentro da Tarântula. E por quê? Bem, até onde se sabe, é porque esta nebulosa apresenta uma composição química diferente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tarântula Cósmica
Registros do James Webb da Tarântula Cósmica | Imagem reproduzida de SAPO Tek

Veja Também: Que som é esse? NASA divulga registros inéditos do James Webb

Como os pesquisadores encaram esse registro do James Webb?

Os astrônomos ficaram muito animados com a notícia. De início, porque essa estrutura cósmica é mega interessante e bastante estudada por eles. E também porque esta seria a primeira vez que se conseguirá ver imagens super detalhadas da estrutura, tendo como pano de fundo milhares de estrelas jovens nunca vistas, já que a própria Tarântula as escondia das lentes de outros telescópios.

Aliás, quer saber por que o nome Tarântula? É porque essa nebulosa apresenta filamentos que realmente lembram pernas de aranhas. Curioso, não?

Tarântula Cósmica
Tarântula animal | Imagem reproduzida de CNN Brasil
Tarântula Cósmica
Tarântula Cósmica registrada pelo James Webb | Imagem reproduzida de SAPO Tek

As imagens registradas pelo James Webb da Tarântula Cósmica foram divulgadas pela NASA, a agência espacial americana, e pela ESA, a agência espacial europeia.

telescópio
Ilustração Telescópio James Webb no espaço | Imagem reproduzida de Canaltech

Lembrando que os cientistas projetaram o James Webb para que ele seja muito mais potente, servindo para fornecer respostas sobre os mistérios do nosso Sistema Solar, assim como para olhar além de suas fronteiras – na medida do possível, claro. Quem sabe não possamos com o instrumento, um dia, encontrar vida fora da Terra, em sistemas planetários remotos! Bom, o fato é que, sem dúvidas, esse supertelescópio já está reescrevendo a história da criação estelar!


Fontes: G1.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo