Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenheiros realizam impressão de materiais flexíveis em 3D

por Larissa Fereguetti | 08/07/2019
Copiado!

Notícias sobre impressoras 3D podem ter caído na normalidade, mas o que os pesquisadores conseguem fazer com elas é sempre uma novidade. Um exemplo são os pesquisadores que realizaram a impressão de materiais flexíveis em 3D, os quais podem ser usados para sustentar tecidos como dos tendões e dos músculos.

Até o momento, o mais comum era ver materiais rígidos impressos em 3D, como próteses de membros e aparelhos auditivos. Agora, os engenheiros do MIT projetaram materiais flexíveis  que podem ser usados como suporte personalizado, incluindo tornozeleiras e joelheiras e até materiais implantáveis, como para tratar casos de hérnia.

Como imprimir materiais flexíveis em 3D?

Para o teste, os engenheiros imprimiram uma malha flexível para uso em uma órtese de tornozelo. A estrutura foi adaptada de modo a evitar que o tornozelo virasse para dentro, o que normalmente causa lesões. Ao mesmo tempo, o material permita que a articulação se movesse de forma livre em outras direções.

Outro teste foi feito para imprimir uma joelheira que se adapta mesmo quando o joelho se dobra. Ela foi feita de forma que se adapta às formas do usuário, proporcionando resistência contra apertos involuntários que podem causar maiores complicações.

materiais flexíveis em 3D
Imagem: eurekalert.org

Tudo isso foi feito com auxílio de técnicas de Engenharia: foi preciso usar as propriedades mecânicas e geométricas dos materiais. Na hora de projetar, eles se inspiraram em materiais maleáveis e sobre como tornar as impressões em 3D mais flexíveis e confortáveis. A inspiração veio do colágeno, uma proteína que compõe grande parte dos tecidos moles do corpo humano.

Inspirados pela estrutura molecular da substância, eles fizeram a impressão em 3D usando poliuretano termoplástico. A técnica, em si, é simples e pode ser adaptada para uma variedade de aplicações e pessoas. Isso promete uma evolução na área da medicina e é uma clara demonstração do quanto a tecnologia e a Engenharia trabalham juntas na construção de melhor qualidade de vida.

Referências: Science Daily; MIT.

Copiado!
Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Doutoranda, mestre e engenheira. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários