Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Cientistas revelam a primeira imagem de entrelaçamento quântico

por Larissa Fereguetti | 23/07/2019
Copiado!

Pela primeira vez, os cientistas conseguiram tirar uma foto de um entrelaçamento quântico. A ideia, chamada por Einstein (que deve estar se revirando no túmulo) de algo como “ação fantasmagórica a distância” fez um reboliço na física quântica.

A ideia do entrelaçamento quântico consiste no fato de que duas partículas interagindo podem permanecer conectadas e compartilhar seus estados não importa quão seja a distância entre elas. Esse é um conceito muito usado na computação e na internet quântica e, mais importante que isso, é uma das bases da mecânica quântica.

imagem de entrelaçamento quântico
Imagem: phys.org

Além disso, o conceito de entrelaçamento quântico não deixa de ser um pouco assustador – e um tanto fantasmagórico. Isso não foge muito de toda a física quântica de modo geral, com suas propriedades não convencionais, teorias envolvendo gatos mortos-vivos em uma caixa (gato de Schrödinger) e outras bizarrices que parecem muito complicadas e que levam a piada de que, se você acha que está entendendo a quântica, então você não entendeu nada.

Como foi feita a imagem do entrelaçamento quântico?

Depois da primeira imagem do buraco negro, registrada este ano, chegou a vez da imagem do entrelaçamento quântico. Para conseguir isso foi preciso um trabalho ardiloso.

Os pesquisadores criaram um sistema que dispara um fluxo de fótons emaranhados a partir de uma fonte de luz quântica. Isso foi possível usando cristais líquidos que alteram a fase dos fótons quando passam por eles.

imagem de entrelaçamento quântico
Imagem: phys.org

Uma câmera super-sensível capaz de detectar fótons individuais que só registrariam a imagem quando um fóton e seu par estivessem entrelaçados. A ideia parece simples, mas conseguir isso na escala de fótons é complicado. A imagem, inédita, é uma demonstração de uma propriedade fundamental na natureza.

Os resultados são empolgantes e dão uma luz para a computação quântica. Além disso, a técnica pode ser utilizada para novos registros de imagens.

Referências: Phys.org

Copiado!
Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Doutoranda, mestre e engenheira. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários