Engenharia 360

Japão surpreende com nova fonte de energia: eletricidade gerada pela neve

Engenharia 360
por Redação 360
| 23/01/2023 | Atualizado em 26/01/2023 3 min

Japão surpreende com nova fonte de energia: eletricidade gerada pela neve

por Redação 360 | 23/01/2023 | Atualizado em 26/01/2023
Engenharia 360

Nos últimos anos, diante de tantas mudanças climáticas e de relações comerciais no mundo, passamos a refletir mais sobre como desenvolver novos métodos para gerar eletricidade. Hoje, os países estão apostando mais em energia renovável via sistema eólico e solar; e também estão aprimorando os sistemas nucleares. Contudo, os japoneses estão lançando uma nova ideia, bem revolucionária e controversa: geração de energia por meio da neve.

geração eletricidade por neve
Imagem ilustrativa de Pixabay

O debate sobre como aproveitar a neve

A expectativa dos pesquisadores de Aomori, no Japão, é conseguir, por meio deste novo sistema, gerar eletricidade equivalente a painéis solares convencionais, atendendo qualquer escassez da cidade, que fica situada a 715 km ao norte de Tóquio. A região de florestas de pinheiros azuis é considerada um dos lugares mais nevados da Terra – recebendo cerca de 7,92 m de neve por ano.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sabemos que o clima do mundo está alterado. 2023 promete ser o ano com as mais altas temperaturas. Será que, diante disso, valeria a pena gastar milhões nessa ideia? Bom, os japoneses alegam que sim. Porque, de todo modo, já seria gasta uma grande quantia de dinheiro, tempo e recursos humanos para a remoção de neve acumulada em edifícios e estradas. Hoje, o que eles fazem é recolher este volume de neve e jogar tudo no mar.

geração eletricidade por neve
Imagem reproduzida de CNN

Veja Também: Crise energética: saiba como o conceito de ‘Eletricidade 4.0’ pode nos salvar

A solução proposta para geração de eletricidade

A equipe da startup de TI Forte, sediada na cidade, e da Universidade de Energia e Comunicações (UEC Tóquio) propôs uma solução interessante, gerar eletricidade limpa e acessível por meio de uma tecnologia testada em piscina de prédio escolar abandonado. O método se baseia em utilizar tubos de calor para fornecer ar frio e ar quente. Mas seria preciso abundância de neve e ar em temperatura alta para alimentar e mover uma turbina, dando origem a uma corrente de convecção no refrigerante do mecanismo, gerando assim a eletricidade.

Resumindo, a intenção é trabalhar com as diferenças de temperatura para obter energia. O problema é que, para isso funcionar, teria que se juntar grandes instalações de armazenamento de neve. Além disso, ter um fornecimento contínuo de ar quente em regiões com neve, o que não é fácil. Por essa razão é que os pesquisadores estão conduzindo, neste momento, estudos de viabilidade do método proposto. De antemão, uma solução proposta é aproveitar o ar quente das fontes termais também existentes na região.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


É preciso ressaltar que, olhando para as condições atuais do mundo, de clima e natureza, esse sistema seria viável para geração de energia renovável em regiões frias do mundo – com a mesma eficiência de uma usina de energia solar e possivelmente de uma forma muito mais econômica. Pode ser uma ideia bem útil para países europeus que atualmente enfrentam uma crise de energia em meio à guerra da Ucrânia.

O que você acha desta ideia de geração de eletricidade pela neve? Escreva sua opinião para nós, na aba de comentários!


Fontes: Click Petróleo e Gás.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo