Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Conheça o engenheiro agrimensor: da faculdade ao exercício da profissão

por Redação 360 | 07/12/2021 | Atualizado em 02/03/2022

Você já ouviu falar neste ramo da Engenharia? Pois bem, a Engenharia de Agrimensura poderia ser resumida como o ramo da Engenharia que faz o mapeamento, caracterização e medição de terrenos. Alguns até chegam a dizer que o profissional que se dedica a estas atividades, o agrimensor, poderia ser chamado de ‘engenheiro de infraestrutura‘, pois seu trabalho envolve a escolha do terreno para a entrega da obra. Leia o texto a seguir e descubra se isso é mesmo verdade!

agrimensor
Imagem reproduzida de Orientu

O curso de Engenharia de Agrimensura

Em média, o curso de graduação em Engenharia de Agrimensura dura cinco anos – sendo obrigatório o estágio. Os primeiros anos são dedicados às matérias básicas da Engenharia – como física, matemática, química e informática. Só no terceiro ano é que começam as disciplinas voltadas a áreas específicas, como medição e cálculo, demarcação de terras, e mais. E, na sequência, o estudante aprende a usar tecnologias de última geração, inclusive a fazer leitura de imagens de GPS, satélites e sonares.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

agrimensor
Imagem reproduzida de blog da CPE Tecnologia

A atuação do engenheiro agrimensor no mercado

No dia-a-dia, o engenheiro agrimensor vai lidar com preparo de terreno para obras urbanas, de infraestrutura hidráulica, sanitária, elétrica ou de transportes. Vai medir terrenos e coletar muitos outros dados do local – sobretudo com relação ao solo e relevo. Aliás, sabe quem depende muito do seu trabalho? Engenheiros civis e arquitetos, por exemplo! É o agrimensor que os orientará com relação à viabilidade de construção de loteamentos, vias, edificações e seus subsistemas, pontos, viadutos e mais. Inclusive, deve ser um importante personagem do trabalho de prefeituras e grandes indústrias.

Veja outras atividades desempenhadas pelo engenheiro agrimensor:

  • Avaliação e perícia: avaliação de propriedades, incluindo para demarcação territorial;
  • Batimetria: mapeamento de áreas submersas;
  • Cadastro técnico: coleta de informações urbanas e planejamento de redes, como de telefonia;
  • Construção civil: levantamento planialtimétrico e cadastral
  • Geo-referenciamento: mapeamento e levantamento de dados de satélite e fotos aéreas;
  • Obras elétricas: medição e mapeamento de linhas de transmissão;
  • Saneamento: levantamento, planejamento e delimitação de áreas de aterros, adutoras e mais; e
  • Topografia industrial: execução do alinhamento e nivelamento de máquinas e equipamentos em indústrias e usinas.
agrimensor
Imagem reproduzida de MundoGEO

Veja Também: Deep fake – o uso indevido político e militar de imagens falsas de satélites

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.