Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Pesquisa mostra que estudantes têm maior rendimento quando as aulas começam mais tarde

por Larissa Fereguetti | 23/04/2018
Copiado!

Pode comemorar: fizeram uma pesquisa comprovando que os alunos rendem mais quando as aulas começam mais tarde. Era a desculpa que faltava para justificar aquela pequena (ou enorme) sensação de desgosto que a maioria dos estudantes têm ao acordar cedo para uma aula.

aulas começam mais tarde

Gif: badgerherald.com

Entenda a pesquisa sobre o rendimento x início das aulas:

O estudo foi realizado pela Universidade Nacional de Singapura e publicado neste mês. Para fazer a pesquisa, os cientistas analisaram o desempenho de estudantes de turmas do ensino médio de uma escola que atrasou em 45 minutos o tempo de início das aulas (de 7:30 para 8:15). O resultado foi aquilo que todo estudante sonolento na primeira aula da manhã já imaginava: houve maior desempenho quando as aulas começam mais tarde.

aulas começam mais tarde

Imagem: cwade78.wordpress.com

Um dos fatores que influencia o desempenho é o tempo de sono que os alunos têm. Com as aulas iniciando um pouco mais tarde, eles iam dormir apenas alguns minutos além do horário normal e tinham mais tempo de sono. Embora o extra seja de apenas alguns minutinhos de soneca, eles são muito valiosos.

Esse não é a primeira vez que a hipótese surge e também não é o primeiro estudo sobre ela. Alguns pesquisadores já a defendem há algum tempo, alegando que é necessário dormir bem para ter melhor desempenho.

Os pesquisadores também que acreditam que os alunos não vão exceder muito o horário de dormir só porque a aula começará mais tarde. Talvez não no caso do ensino fundamental e médio, mas sabemos que, na graduação, isso depende muito do calendário de trabalhos e provas e dos novos lançamentos na Netflix.

aulas começam mais tarde

Gif: giphy.com

Porém…

Um dos problemas quando as aulas começam mais tarde é que elas consequentemente terminariam mais tarde. Isso pode afetar a realização de outras atividades, como a prática de esportes, cursos de idiomas e cursos de pré-vestibular. Na graduação, é mais fácil alterar os horários porque os alunos não dependem tanto dos horários dos pais. Além disso, grande parte está acostumada a ter uma grade com horário que varia a cada semestre.

É necessário levar em consideração que cada país tem uma cultura diferente. No Oriente, por exemplo, a carga de estudos costuma ser mais elevada que no Ocidente. Assim, antes que as escolas mudem os horários de aula no Brasil, é necessário estudar qual o horário ideal. Alguns fatores que podem ser considerados, além do rendimento dos alunos, são o trânsito, o horário dos pais (quando eles levam os filhos para a escola) e o horário médio das demais atividades dos alunos. Cada escola pode definir um horário de acordo com o perfil de seus estudantes.

aulas começam mais tarde

Imagem: health.usnews.com

A dica é: enquanto não atrasam o horário das suas aulas, tente ajustar seu cronograma para ter uma boa noite de sono. Sabemos que nem sempre é possível dormir bem e que a faculdade exige muito dos alunos, mas dormir, além de ser uma das melhores coisas do mundo, pode proporcionar mais disposição e, quem sabe, assistir a uma aula mais descansado não te economiza algumas horas de estudo?


Leia também: Dispositivo propõe que usuário sonhe acordado (e ainda consiga controlar o sono)


Referências: Sleep; JAMA Network; Science Daily; Galileu; Big Think; Science Alert.

Copiado!
Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Doutoranda, mestre e engenheira. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários