Engenharia 360

Entenda como funciona a modelagem 3D na Engenharia

Engenharia 360
por Redação 360
| 24/02/2022 3 min

Entenda como funciona a modelagem 3D na Engenharia

por Redação 360 | 24/02/2022

Pode-se dizer que, hoje em dia, a Engenharia praticamente caminha de mãos dadas com as novas tecnologias. Estamos falando, por exemplo, de ferramentas digitais que tornam diversos processos, do projetar ao vender um trabalho, muito mais fáceis. É possível com isso, por exemplo, planejar projetos de forma bem mais eficiente e concreta. Um exemplo é a modelagem 3D, que traz diversos benefícios para o setor, até mesmo para a execução de obras por meio da impressão 3D. Ou seja, é um mundo novo e você precisa conhecê-lo! Saiba mais no texto a seguir!

O que é modelagem 3D?

Antes de tudo, precisamos esclarecer que modelagem 3D é uma representação gráfica. E para que ela serviria? Bem, principalmente para a pré-visualização de resultados, via figuras tridimensionais, que podem vir a ser alcançados na realidade, assim como o esperado. Então, hoje, esses protótipos virtuais podem esclarecer uma série de questões das engenharias – como simular o funcionamento de sistemas montados, prever e corrigir problemas, e fazer o planejamento correto de processos de fabricação. E esse processo deve contar com a ajuda de softwares denominados CAD – Computer Aided Design -, como o SolidWorks, que se valem de recursos matemáticos para representar diversas formas geométricas, das mais simples às mais complexas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

engenharias
Imagem reproduzida de MAF Engenharia

Inclusive, vale destacar que a modelagem 3D pode ser utilizada até mesmo em canteiro de obras, servindo ao seu planejamento e organização, garantindo o seu funcionamento correto e a segurança de todos os envolvidos!

Quais os tipos de modelagem 3D que existem?

Por meio dos softwares de CAD, é possível realizar 3 tipos diferentes de modelagem 3D. São eles:

  1. Modelagem Sólida: onde o projetista é capaz de elaborar peças e objetos com proporções e características similares a um modelo real seguindo a mesma lógica do processo de fabricação, podendo fazer alterações em cada etapa do projeto sem precisar começar do zero.
  2. Modelagem de Superfície: utilizada pelos projetistas para modelar as superfícies de uma peça, mas deixando o seu interior oco, apenas para avaliar as propriedades estéticas de um produto.
  3. Modelagem Orgânica: menos comum nas engenharias e mais comum na indústria cinematográfica, com a modelação feita direta nas superfícies, permitindo manipular os objetos de forma livre, como se faria para testar o design de aerodinâmicos automotivos.
engenharias
Imagem reproduzida de GA Engenharia de Estruturas

Quais as vantagens de aprender a modelar em 3D?

Aprender a modelar projetos 3D é essencial para aqueles profissionais que desejam ser empreendedores ou se destacar de outros candidatos a vagas de trabalho nas engenharias. Pode-se dizer que é a melhor alternativa, hoje, para o desenvolvimento do design conceitual, modelagem de ideias e consolidação de protótipos. Tudo isso é feito com muito menos tempo e dinheiro, ainda com os trabalhos de todos os envolvidos muito bem sincronizados, atendendo bem e com mais qualidade às demandas dos clientes.

Com os 3Ds é possível controlar melhor locomoção e movimentação de maquinários em fábricas e canteiros de obras. Fazer adequações constantes dos modelos de produtos e da linha de produção. Prever e organizar sistemas de trabalho. Definir corretamente espaços destinados aos trabalhadores. E isso tudo é só o começo da lista! Veja mais no tópico adiante!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

engenharias
Imagem reproduzida de FilipeFlop

Qual a lista de benefícios trazidos para as engenharias com a modelagem 3D?

  • Gerenciamento de produtos mais rápido e preciso, com validação e ressignificação das métricas;
  • Conciliação de inovação, criatividade e praticidade;
  • Melhor visualização das métricas das respectivas demandas;
  • Melhor elaborações de produtos, dimensionamento de peças e componentes, além de análises térmicas, estruturais, magnéticas, fluidodinâmicas, dentre outras, tornando os projetos mais confiáveis, eliminando potenciais erros de processos;
  • Elaboração de animações para propagandas e apresentações de trabalho;
  • Mais segurança para os canteiros de obras via modelo digitalizado das instalações e estruturas utilizadas, prevendo e, assim, evitando possíveis acidentes;
  • E diminuição do tempo gasto nas etapas, fazendo aumentar o grau de competitividade de um negócio.
engenharias
Imagem reproduzida de LIFE Jr. Empresa júnior

Aqui vai uma dica final: é possível investir em modelagem 3D para diversos projetos de Engenharia. Mas isso se torna ainda mais eficiente se você conseguir unir modelagem 3D ao sistema Building Information Modeling (BIM)!


Fontes: IBEC, CIMATECjr.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.