Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Engenharia Geotécnica: 4 lições reforçadas pelas tragédias de Betim e Praia de Pipa

por Matheus Martins | 25/11/2020

A engenharia geotécnica tem papel fundamental na garantia da segurança civil e as tragédias de novembro ratificam sua importância.

Dois eventos trágicos marcaram o mês de novembro: o desabamento de parte de uma falésia na Praia de Pipa (RN) e o tombamento de um prédio em Betim (MG). Os eventos, apesar de terem possíveis causas diferentes, bem como localidades, reforçam um ponto em comum: a importância da engenharia geotécnica.

Entenda os casos:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Desabamento na Praia de Pipa

Uma falésia pode ser definida como uma encosta íngreme ou vertical. Geralmente é encontrada em regiões de formações litorâneas, podendo ser também encontrada em montas e margens de rios.

Vista da falésia após desabamento na Praia de Pipa.
Vista da falésia após desabamento na Praia de Pipa (RN). Imagem: g1.globo.com

O trágico acidente na Praia de Pipa, infelizmente, teve três vítimas fatais. Elas estavam aproveitando a sombra proporcionada pela falésia, que estava em condição de vulnerabilidade e veio a ceder parcialmente. O volume de solo desabado soterrou um casal e um bebê.

Mapa da região do desabamento da falésia.
Mapa da região do desabamento da falésia. Imagem: g1.globo.com

Tombamento de prédio em construção em Betim

Em Betim, região metropolitana de Belo Horizonte, parte de um terreno cedeu e deixou um prédio em construção tombado.

Vista do prédio tombado após fortes chuvas em Betim (MG).
Vista do prédio tombado após fortes chuvas em Betim (MG). Imagem: g1.globo.com

De acordo com as primeiras apurações dos bombeiros, o acidente possivelmente foi causado pela grande quantidade de chuva. A área foi isolada por recomendação da Defesa Civil, que alertou a possibilidade de desabamento da edificação, o que fez com que 15 famílias fossem desalojadas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vista aérea do prédio tombado em Betim (MG).
Vista aérea do prédio tombado em Betim (MG). Imagem: g1.globo.com

A Defesa Civil requereu a demolição do prédio e a realocação das famílias imediatamente pela empresa construtora. Felizmente não houve vítimas fatais.

Quais lições são ratificadas a partir desses eventos do ponto de vista da engenharia geotécnica?

Os eventos ressaltam a importância da engenharia geotécnica para a sociedade e segurança civil. Estudos dos aspectos geológicos são necessários tanto em casos de intervenções para construções ou não, como os casos ilustram perfeitamente. No entanto, ambas as situações requerem atenção e perícia.

A avaliação dos casos é complexa e inclui diversos aspectos a serem avaliados. Aqui não temos a intenção de apontar causas ou falhas de qualquer parte, apenas ressaltar a importância da engenharia geotécnica. Eventos como estes levam a reflexão da sociedade para que possamos aplicar o que há de melhor da engenharia em prol da segurança.

vista aérea de região com várias tipos de solo
Vista aérea de região com tipologias de solo diferentes. Imagem: hlnengineering.co.uk

Abaixo, listamos 4 atuações fundamentais da engenharia geotécnica que devem ser premissas sempre:

1. Investigação geotécnica

As investigações geotécnicas são constituídas de pesquisas e levantamentos em campo e laboratório, em que é possível reconhecer o solo e subsolo, classificando o tipo e determinando os parâmetros para o cálculo das tensões geomecânicas limites em cada camada de terreno, bem como da dinâmica do solo.

2. Ações preventivas

A engenharia geotécnica também é aplicável para ações preventivas. Estudos e laudos são imprescindíveis para o trabalho do engenheiro na prevenção de desabamentos, desmoronamentos e deslizamentos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

3. Ocupação de encostas

A ocupação de encostas também deve ser ponto de atenção nos estudos geológicos, uma vez que essa é uma região com alto risco. Portanto, a engenharia geotécnica é determinante para que seja possível ocupação nas proximidades de encostas com segurança.

4. Mapeamento de lençóis freáticos

O estudo de lençóis freáticos é também objeto de estudo da engenharia geotécnica. O mapeamento e identificação dos níveis d’água são imprescindíveis para a segurança civil de qualquer área, edificada ou não. Além disso, conhecer os índices de vazios e capacidade de absorção e percolação em uma região é indispensável para projetar edificações, contenções e cidades inteiras com segurança.

Conclusões

A engenharia geotécnica contribui para os estudos de terraplanagem, estudos geotécnicos sobre drenagem, pavimentação, urbanismo, levantamentos topográficos e qualquer outra investigação de cunho geológico e geotécnico.

Vista de pedreira com escavações de rocha e solo.
Imagem: arcus-global.com

Podemos dizer que faz parte do nosso dia a dia mais do que imaginamos. Em todos os ambientes, edificações, praças, parques, ruas, estradas, barragens, encostas litorâneas, serras e outras regiões, há a necessidade de avaliação geológica e ação da engenharia para viver e habitar em segurança.

Fontes: G1, APL, Arcos.

Leia também: O papel da engenharia no rompimento da barragem de Mariana: PARTE 1 e PARTE 2.

Qual outra lição podemos obter da engenharia geotécnica? Compartilha com a gente nos comentários!

Comentários

Engenharia 360

Matheus Alves Martins

Mestrando em Ciência dos Materiais, Engenheiro Civil, MBA em Gestão de Projetos e Auditor Líder ISO 9001:2015. Um sul-mato-grossense entusiasta da gestão, da qualidade e da inovação na indústria da construção. Fã de tecnologias e eterno estudante de engenharia.