Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Engenharia de Produção 'Plena' ou 'com ênfase': qual é a diferença? [Parte 1]

por Samira Gomes | 16/09/2021

Saiba quais são as diferenças entre a Engenharia de Produção Plena e a Engenharia de Produção com alguma especificação, como Mecânica, Civil, Elétrica e de Software.

A Engenharia de Produção é considerada uma das engenharias mais completas. Isso porque a formação técnica do seu curso possibilita que um profissional da área atue diretamente com máquinas e sistemas ou até mesmo com consultoria e relações trabalhistas, convertendo um âmbito improdutivo em um local encorajador e com qualidade de serviço. Entretanto, existem ramificações dessa modalidade que a tornam mais específica, direcionando-a para um único setor.

Dentre as ênfases da Engenharia de Produção que mais se destacam, estão:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  1. Engenharia de Produção Civil;
  2. Mecânica;
  3. Elétrica; e
  4. Software.
Imagem: Halfpoint/Istockphoto

As ênfases da Engenharia de Produção que mais se destacam

1.Engenharia de Produção Civil

O curso de Engenharia de Produção Civil procura conectar a formação técnica e tecnológica das disciplinas de projeto civil com os fundamentos de processos e gerência. Ele tem como objetivo instruir profissionais que são, antes de mais nada, gestores nos principais campos da construção civil. O enfoque do profissional formado estará, portanto, na diminuição de gastos e ampliação da produtividade por meio do gerenciamento dos recursos humanos, materiais e financeiros. Mas além do currículo convencional da engenharia, o Engenheiro de Produção Civil visa obter as melhores decisões no que se refere a custo-benefício, antes mesmo de uma obra ser retirada do papel.

Imagem: 123RF/Snowing

Sem contar as disciplinas triviais de Produção, a especificação em Civil soma ainda na sua grade matérias como:

  • Materiais de Construção; Desenho Técnico para Engenharia Civil; Projeto Geométrico de Estradas; Topografia; Saneamento; Arquitetura; Estática das Construções; Hidráulica; Sistemas de Transportes; Fotogrametria e Fotointerpretação; Hidrologia; Geologia; Mecânica dos Solos; Estruturas de Aço, Madeira e Concreto; Construção Civil; Instalações Hidráulico-Prediais; entre outras.

A saber, a graduação em Produção Civil é voltada para aqueles que almejam trabalhar no setor de construção civil com visão direcionada a otimização de processos e estimulando a inovação tecnológica. Os formados podem atuar em instituições públicas, escritórios particulares, empresas qualificadas em assessoria nas diversas concepções da construção, entre outros.

2.Engenharia de Produção Mecânica

Esse curso possui grande similaridade com a Engenharia de Produção Plena, tendo em vista que a proveniência da Engenharia de Produção está estreitamente associada à Mecânica. Dessa forma, a ênfase se encontra posicionada entre o princípio técnico em Mecânica e dos 10 ramos da Engenharia de Produção Plena.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Imagem: ProstoSvet/AdobeStock

No que diz respeito às disciplinas básicas de Engenharia de Produção, o curso com ênfase em Mecânica se aprofunda em disciplinas como:

  • Usinagem dos Materiais; Controle de Vibrações; Mecânica dos Sólidos; Mecânica dos Fluidos; Fundamentos de Termodinâmica; Conformação de Metais e Moldagem de Polímeros; Transmissão de Calor; Soldagem; entre outras.

Antes de tudo, o Engenheiro de Produção Mecânica, tal qual o Engenheiro de Produção Pleno, está habilitado a trabalhar em indústrias de um modo generalizado (elétricas, eletrônicas, químicas, farmacêuticas etc.); e em organizações prestadoras de serviços (bancos, seguradoras, hospitais etc.). Resumindo, o que difere ambos é o foco de cada capacitação: a primeira é mais técnica em mecânica, a segunda é mais norteada para as áreas e subáreas da produção.

Veja Também: Engenharia de Produção ‘Plena’ ou ‘com ênfase’: qual é a diferença? [Parte 2] – em breve!


Fonte: E&Produção.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Samira Gomes

Engenheira de Produção em formação no Vale do São Francisco. Nordestina fascinada pela escrita e por tecnologia. Tem como objetivo levar conhecimento sobre engenharia, por meio da leitura, pois acredita no potencial das palavras para o enriquecimento intelectual.