Engenharia 360

Confira as imagens capturadas por drone flutuante de dentro de um furacão no mar

Engenharia 360
por Redação 360
| 15/10/2021 | Atualizado em 17/01/2023 3 min

Estes registros de furacão são inéditos e impressionantes. Se você tiver a menor tendência a enjoar, recomendamos que fique longe desta matéria!

Confira as imagens capturadas por drone flutuante de dentro de um furacão no mar

por Redação 360 | 15/10/2021 | Atualizado em 17/01/2023

Estes registros de furacão são inéditos e impressionantes. Se você tiver a menor tendência a enjoar, recomendamos que fique longe desta matéria!

Engenharia 360

Você já sentiu medo, mas muito medo? Agora, imagina estar em uma situação de pânico e não poder correr dela. Pois o caso relatado neste texto poderia ter sido assim, ainda bem que não foi. Mas a ideia é justamente ajudar, através da Engenharia, salvar vidas e propriedades.

Aconteceu assim, uma tripulação de uma embarcação divulgou na Internet imagens impressionantes do momento em que a estrutura flutuante enfrentou ondas altíssimas decorrentes de um furacão categoria 4 que passava pelo mar. Ainda bem que o navio não estava tripulado no momento!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

furacão
Imagem reproduzida de Florida Times-Union
furacão
Imagem reproduzida de Saildrone

Sobre o grande evento

Se você realizar uma busca em plataformas como o YouTube, encontrará muitos outros vídeos de tempestades. Mas, então, o que esta filmagem tem de especial? Bem, é a primeira vez que um vídeo assim é gravado por um “veículo de superfície” – tipo drone flutuante – e de dentro do “olho” de um grande furacão. O evento foi filmado pela Saildrone Explorer SD 1045, em parceria com a Administração Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos e a empresa Saildrone. E seus representantes acreditam que nenhuma outra filmagem no mundo tenha registrado a parede de um furacão na superfície do oceano.

Na ocasião, foi usado um barco de vela menor que o padrão usual, com o casco reforçado e escotilha reconfigurada. Também foram usados diversos sensores de pesquisa científicas – que já haviam sido testados no Ártico, Pacífico tropical e Antártica, coletando medições de dióxido de carbono. E os ventos estavam ao nível de furacão oceânico, cerca de 150 mph – a saber, ventos “normais” têm velocidade de 45 nós ou 51 mph.

furacão
Imagem reproduzida de WKRN
furacão
Imagem reproduzida de VICE

Veja Também: Qual a diferença entre furacão, tornado e ciclone?

Quais os benefícios da coleta de dados deste furacão no mar?

A esperança dos pesquisadores é poder, com os dados coletados nesta filmagem, obter mais informação sobre física subjacente. E por que isso seria positivo? Na prática, poderia ajudar a melhorar os modelos de previsão de tormentas no mar. Inclusive, prever melhor quando e como os furacões sofrerão uma rápida intensificação, a fim de salvar vidas e propriedades.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora, o Saildrone está sendo enviado para o Atlântico Norte para a expansão de pesquisas científicas anteriores. Ele está sendo equipado para mapear as profundezas do oceano. A ideia é que ele ajude a proteger certas áreas em parceria com a polícia da Guarda Costeira, combatendo a pesca ilegal.

furacão
Imagem reproduzida de Inceptive Mind

Veja Também: Saiba por que a Marinha dos Estados Unidos está causando terremotos [propositadamente]


Fontes: site Vice.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo