Engenharia 360

Quais as principais diferenças entre transformadores a óleo e a seco?

Engenharia 360
por Rafael Panteri
| 30/11/2021 | Atualizado em 28/01/2023 3 min
Imagem reproduzida de conprove

Quais as principais diferenças entre transformadores a óleo e a seco?

por Rafael Panteri | 30/11/2021 | Atualizado em 28/01/2023
Imagem reproduzida de conprove

No mercado, é possível encontrar dois tipos de transformadores, a óleo e a seco. Entenda, neste texto, quais são suas principais diferenças e aplicações!

Engenharia 360

No mercado, é possível encontrar dois tipos de transformadores, a óleo e a seco. Entenda, neste texto, quais são suas principais diferenças e aplicações!

Os transformadores são equipamentos utilizados para aumentar ou baixar a tensão elétrica por meio da indução magnética.

Seu funcionamento, de forma geral, é bem simples: internamente possui dois enrolamentos de fios – primário e secundário. A passagem da corrente elétrica alternada no enrolamento primário induz uma corrente elétrica alternada no enrolamento secundário. E o número de voltas em cada enrolamento é proporcional às suas correntes. Observe atentamente a ilustração a seguir!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

modelos de transformadores
Imagem ilustrativa da estrutura interna de um transformador - Imagem: Wikipedia
  • VP — tensão no enrolamento primário
  • VS — tensão no enrolamento secundário
  • NP — número de espiras no enrolamento primário
  • NS — número de espiras no enrolamento secundário
modelos de transformadores
Relação entre número de espiras e tensão nos terminais de enrolamento

Os dois enrolamentos devem estar isolados um do outro para que o transformador funcione de maneira adequada. Hoje, no mercado existem duas maneiras de conseguir essa isolação: a seco ou a óleo. Entenda suas principais diferenças mais adiante, neste texto!

Transformadores a óleo

Esse tipo de isolante é bastante utilizado em transformadores com maiores valores de potência. O óleo também exerce um papel importante na troca de calor, transportando-o desde as partes mais internas até o exterior.

A adoção desse material ganhou grande aceitação e predominou por longos anos. Contudo, percebeu-se que o óleo dos transformadores traz certo perigo à vida humana e ao meio ambiente. A combinação entre óleo mineral, calor e elevados valores de campo elétrico podem gerar gases inflamáveis e sua ignição, originando explosões e incêndios.

Evidentemente, a maioria dos transformadores de potência é dotada de formas de proteção contra esse evento tão drástico.  Além disso, em muitas obras costuma-se separar o transformador dos demais equipamentos elétricos, assim caso haja vazamento do óleo isolador, os danos serão diminuídos. Ocorre que, concomitantemente a essa crise, o desenvolvimento de novos materiais isolantes colaborou decisivamente para o ressurgimento dos transformadores sem óleo e, por isso, classificados como “a seco”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quais as principais diferenças entre transformadores a óleo e a seco?
Cubículos para abrigar o inversor a óleo - separado dos demais equipamentos, os espaços laterais devem reservar o óleo em caso de vazamentos. Imagem: Rafael Nakahara

Transformadores a seco

Os transformadores a seco possuem a mesma função usual dos transformadores a óleo – adequar aos níveis de tensão primária as indústrias, residências e empreendimentos. Esse tipo de equipamento apresenta o ar ambiente como isolador e como meio de refrigeração.

Suas principais vantagens são: baixa manutenção exigida pelo equipamento e o nulo risco de vazamento de óleo, que podem causar danos ao meio ambiente. Dessa forma os transformadores a seco passaram a ser preferência para locais com grande público.

Convém citar, existe uma ressalva importante quanto ao uso do transformador a seco, que é a necessidade de ele estar abrigado do tempo, o que não é, por sua vez, uma exigência para o transformador a óleo. E nesse caso, o fator espaço ocupado passa a ser um item muito importante.

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja Também: Circuitos Elétricos: o que são e para que servem?


Fontes: Iltech, Mundo Elétrica, Wise Transformadores.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Rafael Panteri

Estudante de Engenharia Elétrica no Instituto Mauá de Tecnologia, com parte da graduação em Shibaura Institute of Technology, no Japão; já atuou como estagiário em grande conglomerado industrial, no setor de Sistemas Elétricos de Potência.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo