Engenharia 360

8 dicas práticas para a bateria do smartphone durar mais

Imagem padrão usuário
por Carlos Aros
| 08/12/2014 | Atualizado em 18/08/2022 3 min

8 dicas práticas para a bateria do smartphone durar mais

por Carlos Aros | 08/12/2014 | Atualizado em 18/08/2022
Engenharia 360

Uma das lutas mais frequentes de quem possui um smartphone é fazer a bateria durar. Estávamos acostumados com os aparelhos antigos que tinham baterias que se mantinham firmes e fortes por dias (os mais incríveis atingiam a marca de uma semana sem ver um carregador pela frente).

Essa realidade infelizemente mudou. Hoje é cena comum em qualquer lugar o cidadão desesperado, smartphone em uma mão, carregador na outra e aquele olhar de súplica “uma tomada, por favor”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dicas-como-economizar-bateria

Por que isso acontece? A resposta está com os caríssimos engenheiros eletrônicos: a evolução dos smartphones em hardware e software não foi acompanhada pelas baterias.

Em pouco mais de uma década, período em que os avanços tecnológicos dos celulares foram muitos, as baterias tradicionais, de ion de lítio, avançaram pouco. Por isso as empresas estão testanto novas substâncias químicas e formas de transmissão para recarga.

Depois desse pequeno histórico, vale deixar algumas dicas para você poupar a bateria do smartphone e não ficar pedindo tomadas por aí:

Desligue o Wi-fi do seu smartphone quando estiver conectado apenas à rede móvel. Se não precisa dele, não vale a pena consumir energia na procura por redes disponíveis.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Se manter conectado à internet é importante, por isso temos um smartphone. Mas estar constantemente conectado ao 3G ou 4G pode ser um problema para a bateria do seu aparelho. O consumo de energia é alto, já que o esforço é repetido no envio e recebimento de dados.


Vai dirigir por uma região que não conhece? Ligue o GPS! Se você domina totalmente os caminhos, qual o objetivo de manter ativado o GPS do aparelho? Mesmo os aplicativos que demandam o posicionamento global ativado para funcionar (99Taxis, Google Maps, etc) podem ser desativados e só ligados quando você precisar.


Se você recebe e-mails a cada minuto, vale pensar em utilizar um tablet para isso. Se você não tem esse volume e frequência de mensagens, é possível configurar a sua caixa de entrada para intervalos maiores de atualização. O ideal mesmo é desativar a checagem automática se possível. Outra dica é optar pelo envio de e-mails por Wi-fi.


Aqui vou gerar a discórdia. Mas vamos lá: desative todas as redes sociais que têm login automático no seu aparelho     (Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn, Swarm, etc, etc…). Só de pensar em todas elas atualizando notificações e buscando informações a todo instante já deixa a bateria do seu aparelho com 50% de carga…

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Sabe aquela opção “Brilho Automático”? Pois é…pode ser mais vantajoso para a economia de bateria você utilizar menos brilho e não deixar por conta do aparelho. Em tese, quanto maior a tela do seu aparelho, maior o consumo de energia se você deixar o brilho no máximo.


Assim como no caso do GPS, lembre-se de desativar o Bluetooh e o NFC do seu smartphone quando não estiver utilizando aplicações que exigem essas conexões. Quando em stand-by, o consumo de energia dessas conexões é mínimo, mas basta colocar o aparelho para funcionar que o desgaste se torna alto.


Essa aqui é menos uma dica e mais uma constatação. Todas as possibilidades acima derrubam a bateria do seu smartphone, mas há um devorador de energia pouco observado: a conexão com a torre de celular. Mesmo que você não  faça ligações ou acesse a internet, a conexão entre o aparelho e a torre da operadora precisa ser constante. O consumo  nesse caso é inevitável.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo