Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Ainda pensando em 5G? Descubra quando será o lançamento da internet 6G

por Redação 360 | 30/12/2021

Sim, nós já falamos antes aqui, no Engenharia 360, sobre uma possível chegada da tecnologia 6G. Mas, acontece, é que o povo brasileiro, assim como muitos outros povos, ainda está recém começando a sonhar com a internet 5G. Só que, ao mesmo tempo, tem governos e empresas ao redor do mundo já falando em projetos relacionados à rede sucessora. Então, não é mesmo um sonho! Inclusive, a China está estudando, neste momento, a forma de implementar a nova tecnologia 6G no seu território. Continue leia este texto para saber mais!

Qual a diferença entre 5G e 6G?

Exato! Como começar a falar de 6G sem nem mesmo saber direito o que é 5G! Bem, e você precisa saber disso, pois tal tecnologia deve começar a funcionar efetivamente no Brasil em 2022! Vamos aos conceitos?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

5G e 6G
Imagem reproduzida de Criptonizando

5G

É um padrão de tecnologia em ondas milimétricas para redes móveis e de banda larga que está na sua quinta geração, por isso 5G – obviamente, sendo sucessor do 4G. Ele é utilizado pelas empresas de telefonia celular desde 2018 para fornecer conectividade para a maioria dos dispositivos atuais. Mas o que se espera agora é que o 5G possa atender também provedoras de serviços gerais de internet para laptops e computadores desktop, competindo com fornecedores de acesso à internet. Além disso, para aplicações em internet das coisas (IoT) e áreas de máquina a máquina (M2M).

6G

O 6G já tem essa infraestrutura renovada e uma capacidade mais avançada. Nesse caso, a tecnologia poderia ser implantada não só nas torres de celular, mas também em satélites e plataformas de altas altitudes – para fornecer conexão em áreas marítimas ou desérticas, por exemplo. Mas isso não é algo que podemos projetar apenas para o futuro! Na verdade, enquanto estamos construindo o 5G, o 6G já começou! Só que é certo que precisamos acelerar demais a pesquisa e o desenvolvimento da futura rede se quisermos que ele chegue rápido no Brasil!

5G e 6G
Imagem reproduzida de Olhar Digital

Como está acontecendo esta evolução?

Sim, de fato, a materialização completa do 5G e do 6G vai demorar alguns anos para acontecer. Mas tomara que possamos testemunhar esta evolução acontecendo! O Brasil recém passou pelo leilão de rádio frequências. Depois de implantada, a tecnologia ainda precisará ter desempenho, performance, arquitetura e confiabilidade testadas. Mas a boa notícia é que se acredita que o 6G será muito mais confiável e tenha mais capacidade para atender equipamentos conectados – cerca de 10 milhões de dispositivos por quilômetro quadrado!

A saber, algumas empresas trabalham com uma expectativa de velocidade de pico de 1 terabit por segundo na rede, sendo que os usuários teriam uma experiência típica de 1 Gb/s. A latência no ar deverá ser menor que 100 µs (microssegundos), permitindo uma latência total abaixo de 1 ms. Para isso, seria necessário dobrar a eficiência do espectro de rede em relação ao 5G – projetado para 500 km/h, enquanto o 4G funciona apenas com 350 km/h.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

5G e 6G
Imagem reproduzida de Programadores Brasil

O lançamento do 6G no mundo

Como dito antes, a China está de olhos e garras no 6G, com planos de fazer esta tecnologia entrar em operação em seu território até 2030. Mas ela não está isolada nisso! Os fabricantes Apple e Samsung também estão tocando projetos na mesma linha. A implantação de internet mais rápida também está nos planos da Nokia, Huawei, Ericsson e Siemens. Mas foi a Xiaomi que declarou primeiro que estava dando passos nas pesquisas sobre a próxima geração de redes.

Agora, notícias atuais! Uma empresa japonesa lançou em 2020 o primeiro chip capaz de transmitir dados a 11 Gb/s, o que pode ser útil na era do 6G. A União Internacional de Telecomunicações deve terminar as especificações do 6G ainda neste ano. E a Samsung planeja comercializar as primeiras redes 6G até 2028.

As mudanças que chegarão em breve

A tecnologia 6G deverá ser usada principalmente em máquinas! Estima-se que até 2030 haverá 500 bilhões de dispositivos conectados – sobretudo para realizar atividades além da capacidade humana – ou 59 vezes a população estimada, que será de 8,5 bilhões de pessoas. E quais dispositivos seriam esses? Bem, por exemplo, carros, robôs, drones, eletrodomésticos, telas, sensores inteligentes, máquinas de construção e equipamentos de fábricas.

5G e 6G
Imagem reproduzida de Oficina da Net

Fontes: TechTudo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.