Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

De quem é a culpa?

por Engenharia 360 | 04/07/2014
Copiado!

Um viaduto caiu, algumas pessoas morreram e outras ficaram feridas. A repercussão foi imensa. Eu, diariamente, assim como vários conhecidos, utilizo a via atingida. Como o problema está muito próximo da minha realidade, bastou olhar minhas redes sociais para ver que, além do medo, um dos maiores questionamentos era sobre os engenheiros responsáveis e a credibilidade deles, embora ainda não tenha sido apurada a causa da queda de mais uma obra da engenharia civil.

No início do ano meu ônibus foi um dos primeiros a ficar retido na mesma via devido a outro viaduto, vizinho do que caiu, ter ameaçado cair. Durante o tempo que permanecemos parados acompanhando a movimentação dos funcionários da obra em busca de soluções, as  pessoas no ônibus levantaram os mesmos questionamentos: governo, copa do mundo e engenharia. Não vou falar de política, nem de futebol e muito menos culpar ou defender construtoras, engenheiros ou outros funcionários de obras, apesar do título, mas refletir um pouco sobre o tamanho da responsabilidade que assumimos quando, finalmente, conseguimos nosso tão suado diploma.

Foto: Reprodução G1

Foto: Reprodução G1

Tenho uma professora que insiste em repetir que “engenheiro não pode errar conta!”. Como alunos, ficamos revoltados quando professores com esse pensamento desconsideram uma questão na prova devido a um erro bobo de conta. Claro que na vida profissional teremos muito mais que calculadora, lápis e borracha para trabalhar, existem vários recursos tecnológicos para tornar o trabalho mais simplificado e com menor possibilidade de erro. Antes o problema estivesse só em nossas contas. O material utilizado, assim como outros fatores, também pode apresentar algum problema. Uma tragédia tão grande pode vir de um problema pequeno.

Erros são comuns e acontecem em qualquer profissão. A diferença está na quantidade de pessoas que cada profissional se torna responsável. Não estou falando só do engenheiro civil. Creio que todas as engenharias abrangem áreas que possuem influência sobre a qualidade de vida de qualquer ser vivo. Assim, é preciso trabalhar com seriedade e também ter consciência para assumir os erros. Acho que já deixei claro que gambiarras não são bem vindas no meio profissional.

Por fim, quando recebemos nosso diploma de engenheiro recebemos também uma grande responsabilidade. Somos responsáveis pela qualidade e segurança dos projetos que fazemos, dos produtos que desenvolvemos ou de qualquer outra coisa que escolhermos da mesma maneira que um médico é responsável pela vida de um paciente, que um advogado é responsável pela garantia dos direitos do seu cliente, que um cozinheiro é responsável pela qualidade das suas receitas e por aí vai. Somos/seremos engenheiros. Somos humanos, somos programados para errar e precisamos ter disposição para minimizar nossos erros. A culpa faz parte do processo.

Copiado!
Engenharia 360

Engenharia 360

Engenharia para todos.

Comentários