Engenharia 360

Entenda CRISPR-Cas: técnica da Engenharia Genética para alterar o DNA dos seres vivos

Engenharia 360
por Rafael Panteri
| 24/09/2020 | Atualizado em 06/12/2023 3 min
Imagem de kjpargeter em Freepik

Entenda CRISPR-Cas: técnica da Engenharia Genética para alterar o DNA dos seres vivos

por Rafael Panteri | 24/09/2020 | Atualizado em 06/12/2023
Imagem de kjpargeter em Freepik
Engenharia 360

Nota: Em outubro de 2023, data de atualização deste texto, Katalin Kariko e Drew Weissman receberam o Nobel de Medicina por suas pesquisas com RNA mensageiro, fundamental para as vacinas da Covid-19. Suas descobertas permitiram bloquear reações inflamatórias e aumentar a produção de proteínas nas células, acelerando o desenvolvimento de vacinas eficazes.

A saber, o RNA mensageiro instrui as células a produzirem proteínas de defesa contra o coronavírus. Essas vacinas, além de serem altamente eficazes, são mais rápidas e econômicas de produzir e não necessitam de laboratórios de biossegurança.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Prêmio Nobel de Medicina foi anunciado pelo Instituto Nobel.

Veja Também: Engenharia Química: qual o papel e a transformação dessa profissão na Indústria 4.0


As características herdadas geneticamente, transmitidas de geração em geração, são regidas pelos nossos genes. Cada um desses genes é composto por uma sequência específica de DNA, representando um código que dita a produção de proteínas responsáveis por funções diversas no organismo, como determinar a cor dos olhos, a textura dos cabelos ou predisposições a doenças. As células utilizam os genes seletivamente, ativando aqueles necessários no momento certo e desligando outros quando não são necessários.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No cenário atual, os cientistas estão envolvidos na manipulação genética, um processo de modificação dos genes de um organismo, muitas vezes fora dos padrões naturais de reprodução. Essas pesquisas têm como objetivo tratar doenças hereditárias, corrigir células defeituosas e encontrar fontes de energia limpa. Entre as diversas técnicas estudadas, a CRISPR-Cas se destaca como a mais proeminente.

RNA - cadeia genética
Imagem de Freepik

A tecnologia da CRISPR-Cas revolucionou a edição do genoma, atingindo níveis de rapidez e eficiência nunca antes vistos nessa área. Hoje, laboratórios em todo o mundo empregam essa técnica de engenharia genética. Mas o que é exatamente a CRISPR-Cas?

CRISPR-Cas

A CRISPR-Cas é, na verdade, um sistema de defesa presente em algumas bactérias. Para se protegerem de vírus invasores, essas bactérias possuem sequências de DNA repetitivas. Ao detectar a presença de um vírus, essas sequências únicas se combinam com ele, e uma enzima chamada "Cas" pode então cortar o DNA do vírus de forma precisa e eliminá-lo. Esse mecanismo faz parte do sistema imunológico das bactérias, que mantém pedaços de DNA de vírus perigosos para reconhecê-los e se defender contra futuros ataques.

Compreendendo esse processo, os biólogos podem fornecer à enzima Cas uma sequência específica, conhecida como RNA guia, permitindo a edição precisa do DNA no genoma conforme necessário. Atualmente, testes estão sendo realizados em diversos organismos, como ratos, camundongos e moscas. Segundo a teoria, essa técnica é viável em praticamente qualquer ser vivo, inclusive seres humanos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para Caixia Gao, uma cientista da Academia de Ciências Agrícolas da China, essa tecnologia é revolucionária porque permite a edição do genoma de plantas e animais de maneira mais rápida, econômica e eficiente do que técnicas anteriores. Além disso, ela aponta que a CRISPR-Cas não envolve a mistura de genes, embora em alguns casos possa incluir a transgenia ao usar genes de espécies diferentes, o que não é a norma na maioria das pesquisas.

Caixia Gao - cientista da Academia de Ciências Agrícolas da China, em congresso falando sobre a CRISPR-Cas
Caixia Gao - cientista da Academia de Ciências Agrícolas da China. | Imagem reproduzida da Internet

A CRISPR-Cas apresenta promissoras aplicações na luta contra o HIV, na destruição de células cancerígenas, na produção de biocombustíveis e em diversas outras áreas. Embora seja uma técnica relativamente recente, espera-se que tenha inúmeras aplicações no futuro, e os biólogos estão otimistas quanto ao panorama da engenharia genética.

O que achou dessa tecnologia? Deixe nos comentários!

Veja Também:


Fontes: Embrapa; Profissão Biotec; Gizmodo; Oncoguia.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Rafael Panteri

Estudante de Engenharia Elétrica no Instituto Mauá de Tecnologia, com parte da graduação em Shibaura Institute of Technology, no Japão; já atuou como estagiário em grande conglomerado industrial, no setor de Sistemas Elétricos de Potência.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo