Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Conheça o tecido que promete reduzir temperatura corporal

por Redação 360 | 07/09/2021

Quando estamos sob o sol escaldande dá até vontade de arrancar a roupa do corpo. Imagina então vestir peças que diminuem a temperatura corporal. Saiba+!

Enquanto os ambientalistas entram na luta contra o aquecimento global, pesquisadores buscam soluções para o ser humano suportar a temperatura do calor causado pelas radiações solares. No texto a seguir, conheça uma descoberta feita por pesquisadores chineses!

isolamento térmico
Imagem reproduzida de Brasil Escola – UOL

O tecido de nanopartículas

Uma equipe de pesquisadores chineses criou um tecido feito de nanopartículas que consegue refletir o calor da luz solar. O tecido, chamado de metafabric, foi desenvolvido com PTFE (politetrafluoretileno) – mais conhecido como Teflon – e nanopartículas de dióxido de titânio. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O PTFE é um excelente isolante elétrico devido à sua estabilidade térmica, química e resistência mecânica. Já o dióxido de titânio é um pigmento branco inorgânico, muito usado em bloqueadores solares, em virtude de sua propriedade física de barrar a radiação da luz solar.

As experiências em condições diferentes

Os pesquisadores realizaram uma experiência para testar a eficiência do material. Um estudante, que participou do estudo, vestiu uma camiseta feita com duas partes diferentes, metade com o tecido metafabric e metade feita com tecido de algodão.

isolamento térmico
Imagem reproduzida Olhar Digital

A temperatura corporal do estudante foi monitorada através de sensores e câmeras infravermelhas. Após uma hora de exposição direta ao sol, verificou-se que os braços, partes do corpo que estavam desprotegidas indicaram uma temperatura bem elevada. Entretanto, o lado do corpo em que ele vestia o metafabric manteve a temperatura corporal 5°C mais baixa em relação ao lado em que ele vestia tecido de algodão.

Outros experimentos foram realizados em condições diferentes, variando-se o tempo de exposição. Além disso, utiliza-se outros tipos de tecido para comparação e até mesmo simuladores de pele e temperatura do corpo humano.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A utilização do material, na prática

Percebeu-se que o tecido metafabric é mais elástico do que o tecido de algodão e muito durável, pode ser usado para confeccionar todo tipo de roupas e não precisa de equipamento de tecelagem ou costura especial. Ou seja, roupas feitas com ele também poderá ser usadas dentro de ambientes fechados, mantendo o conforto térmico corporal e reduzindo a necessidade do uso de aparelhos de ar-condicionado, além de reduzir o consumo de energia elétrica.

O diferencial do metafabric, em relação a outros tecidos já existentes e que também contém proteção aos raios ultravioletas (UV), é que ele, fora absorver a luz solar, controla o calor do corpo, mantendo-o em temperatura mais agradável.

Sabemos que os raios solares podem trazer muitos benefícios ao corpo, como a absorção de vitamina D, por exemplo. Contudo, isso em demasia pode causar graves problemas de pele. Já o calor que o sol proporciona é bem vindo em dias frios quando precisamos elevar a temperatura corporal, mas, em excesso, pode causar desidratação e inúmeros outros problemas de saúde.  Então, se pudermos reduzir o consumo de produtos que afetam a camada de ozônio, combater as causas do aquecimento global, reduzir o consumo de energia, poderemos usufruir desta e de tantas outras pesquisas e iniciativas de cientistas em trazer uma qualidade de vida cada vez melhor. 

Mas, será que esse tecido não causa danos à saúde? E qual o destino correto para os resíduos gerados, desde a fabricação até o descarte das roupas feitas com o “metafabric”? Compartilhe conosco as suas conclusões nos comentários!

Veja Também: Tecido eletrônico multifuncional acaba de ser desenvolvido


Fontes: UOL, Olhar Digital.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.