Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenharia 360

Tecido eletrônico multifuncional acaba de ser desenvolvido

Engenharia 360
por Kamila Jessie
| 23/09/2019 2 min

Tecido eletrônico multifuncional acaba de ser desenvolvido

por Kamila Jessie | 23/09/2019
Copiado!

O conceito de wearable atingiu outro nível: Pesquisadores da Purdue University, uma universidade pública localizada Indiana, EUA, desenvolveram uma inovação em tecido eletrônico que permite aos usuários controlar gadgets por meio de nada menos do que… roupas!

Imagem: Wiley Online Library.

A novidade em wearables:

É a primeira vez que há uma técnica capaz de transformar qualquer item de têxtil em sensores de autoalimentação que contenham tecidos eletrônicos, tocadores de música ou telas de iluminação simples, usando bordados, sem a necessidade de processos de fabricação caros que exijam etapas complexas.

A tecnologia proposta torna possível fabricar tecidos que podem proteger o usuário da chuva, repelir manchas e bactérias enquanto colhem a energia do usuário para impulsionar a eletrônica em que se baseiam. Estes e-têxteis autoalimentados também constituem um importante avanço no desenvolvimento de interfaces humano-máquina vestíveis, que agora podem ser lavadas muitas vezes em uma máquina de lavar convencional sem degradação aparente. Vislumbramos um futuro de armaduras eletrônicas laváveis, ou é só um sonho?

tecido eletrônico
Imagem: Wiley Online Library.

Funcionalidades:

A roupa desenvolvida pelo grupo de pesquisadores(as) da Purdue é à prova d’água, respirável e antibacteriana. Falando em engenheirês, ela é baseada em nanogeradores ontipóbicos triboelétricos (RF-TENGs), que usam bordados simples e moléculas fluoradas para embutir pequenos componentes eletrônicos e transformar uma peça de roupa em um mecanismo de alimentação. A equipe da Purdue diz que a tecnologia RF-TENG é basicamente como ter um controle remoto vestível que também mantém odores, chuva, manchas e bactérias longe do usuário. Tony Stark e Bruce Wayne estão perdendo a exclusividade em wearables úteis.

De acordo com o líder do grupo, embora a moda tenha evoluído significativamente nos últimos séculos e tenha adotado facilmente materiais de alto desempenho recentemente desenvolvidos, há muito poucos exemplos de roupas no mercado que interagem com o usuário. No caso, ter uma interface com uma máquina que estamos constantemente usando parece a abordagem mais conveniente para uma comunicação ideal com os eletrônicos.

Imagem: Wiley Online Library.

A tecnologia está sendo patenteada através do Escritório de Comercialização de Tecnologia da Purdue Research Foundation. Os pesquisadores estão procurando parceiros para testar e comercializar sua tecnologia. O artigo completo com a pesquisa pode ser encontrado na revista Advanced Funcional Materials.

Fonte: Purdue University.

Copiado!
Engenharia 360

Kamila Jessie

Engenheira ambiental e sanitarista, MSc. e atualmente doutoranda em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo. http://orcid.org/0000-0002-6881-4217

Comentários