Engenharia 360

Como Resolver a Umidade nas Paredes de Casa em 4 Etapas

Engenharia 360
por Simone Tagliani
| 02/02/2024 | Atualizado em 22/02/2024 5 min
Imagem de master1305 em Freepik

Como Resolver a Umidade nas Paredes de Casa em 4 Etapas

por Simone Tagliani | 02/02/2024 | Atualizado em 22/02/2024
Imagem de master1305 em Freepik
Engenharia 360

Umidade nas paredes de casa é um problema que muitos brasileiros enfrentam, mas que não sabem como solucionar. Esse tema tem tudo a ver com engenharia civil, pois está relacionado com a degradação dos revestimentos das construções, bem como a diminuição da vida útil dos elementos das obras. Sem contar que umidade excessiva nos ambientes pode provocar a proliferação de microorganismos, como fungos e bactérias, oferecendo risco à saúde de humanos e animais.

Neste texto do Engenharia 360, apresentamos dicas de como diagnosticar, prevenir e resolver esses problemas de umidade nas paredes da sua casa de forma eficaz. Confira a seguir!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Etapa 1: Avaliar a gravidade da umidade nas paredes de casa

Pode ter certeza, sinais de umidade nas paredes de casa nunca é bom sinal. Geralmente, já é indício de que há um problema ainda maior se desenvolvendo e piorando, comprometendo a saúde da edificação. Infelizmente, no começo, as pessoas acreditam que podem apenas limpar a área e passar uma nova camada de tinta. Porém, essa abordagem é paliativa e não deve adiantar, será apenas uma cobertura temporária das manchas. Logo a umidade deve atingir novamente as paredes.

Umidade nas Paredes de Casa
Imagem de Freepik

Veja Também: O que é o tecnocimento, uma alternativa ao cimento queimado?

Etapa 2: Identificar a origem do problema

Às vezes, a origem dessa umidade nas paredes de casa pode ser de dentro para fora dos ambientes. Damos um exemplo de caso: paredes com certos revestimentos, como azulejo, que impedem que a água nos interiores do imóvel entrem nas paredes e saiam por capilaridade. O projetista sempre precisa considerar quais os locais é necessária a aplicação desse tipo de material. É preciso equilibrar os índices!

Por conta dessa "respiração", o ideal é que as paredes da casa recebam pelo menos tintas impermeabilizantes ou mantas, impedindo que a umidade interna da parede atinja a superfície. Do lado externo, a mesma coisa, cobertura de proteção para evitar manchas causadas pelo contato direto com a água da chuva. Aqui vale ressaltar que umidades originadas pela água escorrida pelo topo de paredes, como de muros, pode ser evitada com o assentamento de telhas no topo dessa superfície.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora, os casos mais recorrentes de umidade são por conta de infiltrações ou vazamentos de canos, telhados e calhas. Ademais, de aberturas nos rejuntes do piso do box do banheiro. Por fim, da água que sobe pelas paredes - cerca de 30 cm - por conta de fundações não impermeabilizadas. Nesse caso, com o devido revestimento, a água não deve mais atingir a parede; mesmo assim, ela deve escoar para algum canto. Logo, qualquer problema nesse sentido deve ser controlado o mais rápido possível.

Umidade nas Paredes de Casa
Imagem de Freepi

Etapa 3: Escolher o impermeabilizante ideal

Cada situação de engenharia de edificações pode exigir uma impermeabilização diferente. É vital saber escolher o certo! Existem tipos diferentes: os impermeabilizantes rígidos, como argamassas e cimentos poliméricos, ideais para fundações e pisos em contato com o solo; e os flexíveis, como mantas asfálticas, são mais indicados para lajes e paredes sujeitas a movimentações.

Umidade nas Paredes de Casa
Imagem de Freepik

Etapa 4: Aplicar ações especiais para umidades específicas

Como citamos antes, as umidades em paredes de casa podem ter várias origens. A seguir, vamos explicar os tipos diferentes de casos e como evitar:

Umidade por intemperismo

Normalmente surge como fissura nas paredes. Nesse caso, é indicado o uso de blocos de baixo potencial de movimentação interna nas construções. Também vale avaliar condições ou projetar novas estruturas de beirais e molduras que possam impedir a formação de lâminas de água na fachada. Além disso, o uso de tintas impermeabilizantes mais eficazes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Umidade por condensação

Esse tipo de umidade acontece quando o vapor de água passa para o estado líquido, com as gotículas escorrendo pelas paredes do imóvel. Isso pode acontecer com as mudanças bruscas de temperatura, quando o ar quente se choca com as superfícies mais frias, o que é comum em climas tropicais, com maiores índices de umidade no ar. Nesses dias, indica-se não abrir as janelas da casa. E mesmo na tentativa de usar sistemas mecânicos de refrigeração, também pode acontecer a condensação da umidade presente no ar.

Para evitar esse problema, os projetistas devem prever o dimensionamento ideal das esquadrias para garantir ventilação constante. Em regiões úmidas, escolher esquadrias que permitam ventilação permanente dos ambientes.

Umidade por capilaridade

Agora a umidade por capilaridade é o contrário, de baixo para cima. Isso pode acontecer por conta de uso de materiais porosos (como concreto, alvenaria, tijolos e outros materiais de construção) na base da construção; estruturas antigas com materiais deteriorados; danos estruturais; ou ainda casas erguidas sobre terrenos muito encharcados. É chamada de eflorescência a umidade nas paredes da casa com depósitos de sais. Também podem surgir nas umidades manchas pretas.

Nesse caso, só o que pode resolver de vez é um bom isolamento realizado na execução original da construção ou em uma obra de reforma. Em casos severos, talvez seja preciso o uso de drenos (como brita ou geotêxtil) para evitar a umidade por capilaridade, ou ainda impermeabilizações específicas - a serem definidas por engenheiros.

Confira mais dicas de como resolver umidade ascendente no vídeo a seguir: https://www.youtube.com/watch?v=TIh3e7zEAX8

Umidade por infiltração

Por fim, para evitar a umidade de infiltração é preciso avaliar canalizações, estruturas de telhados, impermeabilizações de lajes de cobertura, e condições das argamassas impermeabilizantes e revestimentos de lajes e paredes de ambientes molhados.

Umidade nas Paredes de Casa
Imagem de master1305 em Freepik

Por que manter a sua casa sempre seca e saudável?

Neste texto não estamos falando de questões estéticas das arquiteturas. Umidade nas paredes de casa não é só um incômodo visual. Isso pode levar a um comprometimento da estrutura do imóvel, pondo em risco a segurança dos moradores.

A saúde da construção é afetada - podemos ver corrosão de metais e a desintegração de rebocos e argamassas - e a de humanos e animais também. Especialmente aqueles sensíveis ou com condições respiratórias pré-existentes, como asma, podem apresentar quadros de tosse, irritação nos olhos, nariz e garganta, sintomas pela exposição a ácaros, mofos e fungos.

Umidade nas Paredes de Casa
Imagem de Freepik

Veja Também:


Fontes: AEC Web.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada nos cursos de Arquitetura & Urbanismo e Letras Português; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais, Jornalismo Digital, Marketing Digital, Gestão de Projetos, Transformação Digital e Negócios; e proprietária da empresa Visual Ideias.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo