Engenharia 360

Beija-flores conseguem enxergar cores que nós, humanos, nem imaginamos

Engenharia 360
por Rafael Panteri
| 09/06/2021 | Atualizado em 28/01/2023 3 min
Imagem extraída de pic2.me

Beija-flores conseguem enxergar cores que nós, humanos, nem imaginamos

por Rafael Panteri | 09/06/2021 | Atualizado em 28/01/2023
Imagem extraída de pic2.me

A curiosidade promovida pela seleção natural: estudo feito pela Universidade de Princeton aponta que aves enxergam cores que os humanos nem imaginam! Veja!

Engenharia 360

A curiosidade promovida pela seleção natural: estudo feito pela Universidade de Princeton aponta que aves enxergam cores que os humanos nem imaginam! Veja!

A evolução natural, ao longo de milhares de anos, moldou as espécies que existem atualmente. Certas características foram passadas para as próximas gerações, pois, de alguma forma, favoreciam a sobrevivência e reprodução do animal. E isso é algo bastante estudado pela ciência! Agora se sabe que, por exemplo, para encontrar comida, escolher parceiros e escapar de predadores, os pássaros - como os beija-flores - contam com uma visão excelente para cores.

Já no nosso caso, os humanos, assim como a maioria dos primatas, somos tri cromáticos – ou seja, nossos olhos possuem três tipos de receptores sensíveis à cor: azul, verde e vermelho. Em comparação, os pássaros apresentam quatro tipos, melhor dizendo, são tetra cromáticos. Porém, até o momento, ainda existe pouca investigação sobre a visão das aves!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O que foi concluído nas pesquisas já realizadas sobre beija-flores?

pássaros
Beija-flor | Imagem de Gabriel Oliveira em Free Images

Veja Também: A Física do Arco-íris

Em um estudo recente feito com beija-flores-de-cauda-larga silvestres, a bióloga  evolutiva da Universidade de Princeton, Mary Stoddard afirmou que “as aves conseguem discernir entre alimentadores que possuem cores espectrais e alimentadores que possuem cores não espectrais”.

cores
espaço de cores percentualmente uniforme | Imagem extraída de CNBlogs

"Os profissionais ligados às artes visuais costumam utilizar o chamado triângulo das cores, o qual inclui, além das cores espectrais, em dois lados do triângulo, que vão do vermelho ao violeta passando pelo amarelo, azul e verde, também cores como a púrpura, que fica no terceiro lado do triângulo, o qual inclui 'cores' que não estão no espectro do arco-íris e que, por isso, são chamadas de cores não-espectrais."

- trecho extraído de matéria de Física Interessante.

Os experimentos

Foram realizados 19 experimentos com mais de 6 mil beija-flores. Num período de dois anos - mais precisamente entre 2016 e 2018. Neste tempo, os pássaros aprenderam a associar cores à recompensa de uma bebida doce. “Mesmo quando as cores pareciam iguais para nós – por exemplo, quando os pássaros tinham que escolher entre um alimentador de cor verde ultravioleta e um que era simplesmente verde – eles conseguiam ver a diferença”, conta Stoddard.

pássaros
Imagem extraída de Photo by Cheryl Empeya from FreeImagesa

Os dados obtidos

Com os resultados, os pesquisadores concluíram que os beija-flores são capazes de ver 30% da plumagem das aves e 35% das cores das plantas em tons não espectrais – cores que os humanos nem imaginam existir. Tal característica deve ajudar as pequenas aves a localizar uma grande variedade de plantas para se alimentar ou evitá-las.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A saber, alguns mamíferos evoluíram como seres noturnos e assim não necessitam de uma riqueza nos tons de cores – como cães e gatos que são dicromáticos. Os humanos possuem um terceiro receptor vermelho, porque, provavelmente, desenvolveram um apetite por frutos maduros.

A pesquisa antes narrada foi publicada na revista científica Proceeding of National Academy of Science!

O que achou dessa matéria? Imagina isso sobre a visão dos beija-flores e dos humanos? Escreva nos comentários!


Fontes: National Geographic, Física Interessante

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Rafael Panteri

Estudante de Engenharia Elétrica no Instituto Mauá de Tecnologia. Parte da graduação em Shibaura Institute of Technology - Japão.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo