Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Beija-flores conseguem enxergar cores que nós, humanos, nem imaginamos

por Rafael Panteri | 09/06/2021

A curiosidade promovida pela seleção natural: estudo feito pela Universidade de Princeton aponta que aves enxergam cores que os humanos nem imaginam! Veja!

A evolução natural, ao longo de milhares de anos, moldou as espécies que existem atualmente. Certas características foram passadas para as próximas gerações, pois, de alguma forma, favoreciam a sobrevivência e reprodução do animal. E isso é algo bastante estudado pela ciência! Agora se sabe que, por exemplo, para encontrar comida, escolher parceiros e escapar de predadores, os pássaros – como os beija-flores – contam com uma visão excelente para cores.

Já no nosso caso, os humanos, assim como a maioria dos primatas, somos tri cromáticos – ou seja, nossos olhos possuem três tipos de receptores sensíveis à cor: azul, verde e vermelho. Em comparação, os pássaros apresentam quatro tipos, melhor dizendo, são tetra cromáticos. Porém, até o momento, ainda existe pouca investigação sobre a visão das aves!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O que foi concluído nas pesquisas já realizadas sobre beija-flores?

pássaros
Beija-flor | Imagem de Gabriel Oliveira em Free Images

Veja Também: A Física do Arco-íris

Em um estudo recente feito com beija-flores-de-cauda-larga silvestres, a bióloga  evolutiva da Universidade de Princeton, Mary Stoddard afirmou que “as aves conseguem discernir entre alimentadores que possuem cores espectrais e alimentadores que possuem cores não espectrais”.

cores
espaço de cores percentualmente uniforme | Imagem extraída de CNBlogs

“Os profissionais ligados às artes visuais costumam utilizar o chamado triângulo das cores, o qual inclui, além das cores espectrais, em dois lados do triângulo, que vão do vermelho ao violeta passando pelo amarelo, azul e verde, também cores como a púrpura, que fica no terceiro lado do triângulo, o qual inclui ‘cores’ que não estão no espectro do arco-íris e que, por isso, são chamadas de cores não-espectrais.”

– trecho extraído de matéria de Física Interessante.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os experimentos

Foram realizados 19 experimentos com mais de 6 mil beija-flores. Num período de dois anos – mais precisamente entre 2016 e 2018. Neste tempo, os pássaros aprenderam a associar cores à recompensa de uma bebida doce. “Mesmo quando as cores pareciam iguais para nós – por exemplo, quando os pássaros tinham que escolher entre um alimentador de cor verde ultravioleta e um que era simplesmente verde – eles conseguiam ver a diferença”, conta Stoddard.

pássaros
Imagem extraída de Photo by Cheryl Empeya from FreeImagesa

Os dados obtidos

Com os resultados, os pesquisadores concluíram que os beija-flores são capazes de ver 30% da plumagem das aves e 35% das cores das plantas em tons não espectrais – cores que os humanos nem imaginam existir. Tal característica deve ajudar as pequenas aves a localizar uma grande variedade de plantas para se alimentar ou evitá-las.

A saber, alguns mamíferos evoluíram como seres noturnos e assim não necessitam de uma riqueza nos tons de cores – como cães e gatos que são dicromáticos. Os humanos possuem um terceiro receptor vermelho, porque, provavelmente, desenvolveram um apetite por frutos maduros.

A pesquisa antes narrada foi publicada na revista científica Proceeding of National Academy of Science!

O que achou dessa matéria? Imagina isso sobre a visão dos beija-flores e dos humanos? Escreva nos comentários!


Fontes: National Geographic, Física Interessante

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Rafael Panteri

Estudante de Engenharia Elétrica no Instituto Mauá de Tecnologia. Parte da graduação em Shibaura Institute of Technology - Japão.