Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CANAIS ESPECIAIS


Faça a sua parte! Veja como economizar água dentro de casa

por Simone Tagliani | 21/09/2021

Água é vida; sem ela, nós não podemos garantir a sobrevivência das espécies na Terra. Veja como fazer a sua parte para poupar esse recurso dentro de casa!

O Brasil sofre, agora, com vários apagões de luz. Parte desse problema é a severa crise hídrica que estamos passando, a maior em 91 anos. Isso quer dizer que precisamos poupar água! Lembrando que água é vida – para as plantas, animais e para nós! Sem água, a produção de energia cai demais no país; e mais, a produção de alimentos fica impactada. Certamente, as consequências uma hora chegam ao nosso bolso. O que fazer? Cooperar! É poupando dentro de casa que o movimento positivo começa! O que acha? Leia o texto a seguir para saber mais!

economia de água
Imagem reproduzida de BRZ Empreendimentos

1.Reduza o consumo de água, começando pelas torneiras

A primeira medida para a redução do consumo de água dentro de casa poderia ser o controle de vazão das torneiras. Isso pode ser feito através de um redutor, um dispositivo que gera compensação de pressões de água em saídas de torneiras e chuveiros; ele impede a passagem de um fluxo maior do que o pré-estabelecido. Também existe o arejador, que mistura ar junto da água para diminuir o fluxo sem deixar de lado o volume. Isso significa economia!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Claro, nem precisamos dizer que a melhor estratégia mesmo não vem da engenharia, mas de dentro de cada um de nós: consciência! Tentando deixar as torneiras o mais tempo fechadas durante as tarefas, banhos menos demorados… esse esforço constante é que faz, realmente, a diferença. Só, atenção: não use força excessiva ao fechar registros para não danificar os seus mecanismos. E ao notar qualquer gotejamento é preciso, logo que possível, solicitar manutenção evitando assim, despesas excessivas e desnecessárias.

economia de água
Imagem reproduzida de Tapajos Engenharia

3.Dê muita atenção ao vaso sanitário

Vazamentos de água é um problema grave; e um dos locais onde há mais vazamentos dentro de casa – também onde é mais difícil de identificar – é no local das conexões para o vaso sanitário. Quase um terço da água da casa vai praticamente descarregar! Qualquer coisa errada acaba ficando bem evidente quando o consumo na conta parece descomunal.

Em termos de engenharia hidráulica, é preciso garantir que o vaso sanitário fique a 90º em relação ao pino acionador. Caso sua tampa fique muito inclinada, pode ficar danificada e gerar vazamentos e aumento no consumo. Outro ponto importante é o registro interno da válvula que, em boa regulagem, reduz o consumo em até 50%.

Atenção: na hora de escolher um modelo de vaso sanitário para casa, priorize o melhor! Preferencialmente, se puder, adquirir uma peça com duplo acionamento, cujo mecanismo é fracionado e divide a quantidade de litros de água que serão utilizados, gastando apenas o necessário.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

economia de água
Imagem reproduzida de Astra

4.Lave as coisas em grande quantidade e na ordem certa

Lavar objetos em máquina de lavar é uma boa ideia e, diferente do que parece, isso economiza mais do que gasta água; porém, gasta energia – e, como sabemos, gastar energia é gasto de água, no fim das contas. Por isso mesmo, quanto mais itens acumulamos para lavar de uma vez, explorando o máximo de potencial da máquina, melhor.

Além disso, seguir uma ordem de limpeza também poderia ajudar a economizar água. Por exemplo, se forem louças, primeiro os objetos menores, como pratos e talheres, e também mais limpos. Os mais engordurados para o final. Se a lavagem acontece dentro da pia, pode-se deixar as peças mais sujas no fundo, enquanto as de cima são lavadas, deixando a sua água ensaboada cair por cima. Outra medida é deixar as engorduradas de molho em água morna para que a gordura amoleça. Isso impede que a tarefa tenha que ser repetida, aumentando o consumo de água!

economia de água
Imagem reproduzida de Washing Dishes

5.Tente fazer o reuso da água, se possível

Outros afazeres domésticos também envolvem consumo de água. Só que esse líquido, nestes casos, não precisa ser portável – só não sujo, claro. Um exemplo é a lavagem de carros e pisos. Para isso, pode-se utilizar a água coletada da máquina de lavar roupas. Inclusive, com restos de amaciante e sabão, pode ajudar a colocar a casa de “molho”, preservando, assim, os recursos naturais.

Já a irrigação do jardim não pode ser feita com essa água com resíduos químicos. Contudo, ela pode ser feita com água coletada em calhas e armazenada em barris – as chamadas cisternas domésticas. Depois, é melhor fazer essa irrigação à noite para evitar o efeito da evaporação e fazer a água durar mais tempo nas plantas. Se conhece seu jardim vai poder julgar se esses cuidados são corretos – aliás, suculentas e cactos precisam de menos rega. Dica final: usar regadores ao invés de mangueiras é ideal, pois, nesse caso, gasta-se menos água.

economia de água
Imagem reproduzida de Condomínios Verdes

Veja Também: A conta está alta? Saiba como economizar energia elétrica dentro de casa!


Fontes: Revista Casa e Jardim.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; especialista em Artes Visuais; estudante de Jornalismo Digital e proprietária da empresa Visual Ideias - Redação, Edição e Produção de Conteúdos.