Engenharia 360

'I, Robot': finalmente, cientistas produzem pele artificial flexível para dispositivos

Engenharia 360
por Redação 360
| 27/05/2022 2 min

'I, Robot': finalmente, cientistas produzem pele artificial flexível para dispositivos

por Redação 360 | 27/05/2022

Esse grande feito foi dos pesquisadores do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETHZ), na Suíça. Eles desenvolveram um tipo de pele artificial para proteger estruturas de robôs de última geração. O interessante é que o material fornece às máquinas a sensação de toque parecida com a dos seres humanos – como o tato, na ponta dos nossos dedos. E por ser extremamente flexível, pode moldar dispositivos com superfícies variadas, mesmo que desiguais.

Uma “garra robótica” revestida com essa pele, por exemplo, poderia ser usada para manusear objetos pequenos e delicados. Isso porque seriam equipados com uma grande quantidade de receptores – sensores instalados milímetro a milímetro quadrado, compreendendo várias camadas. Seria como uma membrana condutora que, quando a pressão é aplicada, se deforma, fazendo com que o sinal medido pelos sensores também seja alterado e proporcione uma sensação de toque mais sutil. Também é possível medir o ângulo em que essa pressão foi realizada e determinar a qualidade e a textura da superfície tocada.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

pele robô
Imagem reproduzida de ETH Zürich
pele robô
Imagem reproduzida de Canaltech

Assista também esse vídeo para entender melhor a tecnologia: https://www.youtube.com/watch?v=SxT_G-Im_CA

Outras iniciativas

  • Universidade de Bristol, no Reino Unido: dedos robóticos impressos em 3D com terminações nervosas artificiais capazes de imitar o sentido do tato.
  • Universidade Carnegie Mellon em conjunto com a empresa Meta, nos EUA: produto ReSkin, que utiliza IA para que máquinas repitam a resposta tátil de próteses e robôs macios.
  • Universidade Nacional de Cingapura: espumas macias compostas por nervos artificiais, para replicar, com alta precisão, o sentido do tato em robôs.

Veja Também: Com mãos grudentas, robôs lagartixas revolucionam a Engenharia Robótica


Fontes: CanalTech.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.