Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Facebook anuncia Inteligência Artificial que aprende por vídeos

por Redação 360 | 19/03/2021

Apesar das dificuldades, sistemas de aprendizagem autossupervisionada mostram uma redução de 20% de erros de reconhecimento de fala

O projeto Learning From Videos (“aprendendo com vídeos”) é a nova do Facebook. Se trata de uma tecnologia de Inteligência Artificial, sendo que o objetivo é usar dados de áudio, texto e imagens para adicionar ao seu léxico de conteúdo, vindo de seus quase 3 bilhões de usuários espalhados por todo o mundo.

Atualmente, o grande desafio do projeto é sincronizar os inputs de dados de áudio com vídeo, de modo que a IA correlacione um com o outro. A longo prazo, o objetivo é que o recurso possa reconhecer completamente qualquer conteúdo de vídeo do Instagram e do Facebook. De certa maneira é uma grande ambição, uma vez que a maior parte dos desenvolvimentos em IA se direcionam a fins específicos, com uma equipe expert naquela determinada área.

Em geral, os sistemas IA têm melhorado consideravelmente o reconhecimento da linguagem, discurso e visão. A sofisticação cada vez mais alta deste processo produz, como resultado, economia de tempo e bits. Assim, a IA não depende tanto de bases de dados para aprender o que precisa. Por outro lado, aprende de forma mais direta, captando dados de experiências do dia-a-dia, assim como os humanos.

Learning From Videos. Créditos: Facebook
Learning From Videos. Créditos: Facebook

Privacidade ainda é tabu no Facebook

Outro objetivo da nova ferramenta é também coletar dados de diferentes culturas humanas, de todo o mundo. Afinal, entre seus usuários estão representantes de todos os continentes e de quase todos os países do mundo. Ao examinar seus hábitos, o Facebook procura, posteriormente, antecipá-los.

Contudo, a questão da privacidade já não é nova quando se trata de IA. Não à toa, o tema tem inspirado recentemente muitos documentários, filmes e séries. Muito se fala sobre como o Facebook acaba não só antecipando hábitos de seus usuários, como também condicionando-os.

A despeito das críticas, para garantir a implantação ética do Learning from Videos, a empresa adotou certas políticas de transparência em relação ao conteúdo do usuário. Dessa maneira, os desenvolvedores esperam fazer os criadores de conteúdo se sentirem seguros usando o novo recurso.

Recurso é implementado aos poucos

Apesar das dificuldades, o Facebook tem tido sucesso com o Learning From Videos. Um exemplo são os sistemas de aprendizagem autossupervisionada, que mostram uma redução de 20% de erros de reconhecimento de fala. Reduzir essa porcentagem pode melhorar a legenda automática, assim como diminuir os casos de incitação ao ódio, sinalizando o material problemático presente na plataforma.

Na verdade, um componente desse recurso foi ao ar no sistema de recomendação do Instagram Reels. O Reels funciona como uma grande vitrine para a aprendizagem autossupervisionada de IA. Isso acontece porque o sistema pode analisar temas comuns, compartilhados entre vídeos de tendências, similarmente ao Tik Tok.

Por enquanto, o Learning From Videos trabalha para sugerir vídeos em alta, enquanto filtra o material já visualizado pelo usuário. Isso permite que os usuários economizem tempo ‘scrollando’ os vídeos das redes sociais, enquanto a IA aprende com os conteúdos.

Fonte: Techxplore

O que você acha desse novo projeto do Facebook? Comente!

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.

Comentários