Engenharia 360

Equivalente a 266 iPhones 13: conheça a mais potente câmera digital do mundo

Engenharia 360
por Redação 360
| 25/10/2022 4 min

Equivalente a 266 iPhones 13: conheça a mais potente câmera digital do mundo

por Redação 360 | 25/10/2022
Engenharia 360

Decepcionado com a câmera do seu celular? Bom, de fato, quem curte fazer registros de imagens em alta qualidade, valoriza ótimas máquinas fotográficas e também celulares mais potentes, como é o caso do iPhone. Aliás, o modelo de iPhone 13, com lente macro, agradou tanto os fãs da Apple que até para a própria empresa está sendo difícil emplacar no mercado a versão 14. Agora imagina qual resultado visual pode ser entregue por uma câmera considerada 266 vezes mais potente do que os iPhones 13!

câmera digital
Imagem reproduzida de Universe Today

Detalhes sobre esta câmera

De fato, esta câmera digital é muito, mas muito poderosa! Inclusive – e agora você irá se surpreender -, sendo capaz de captar o deslocamento de poeira sobre a superfície da Lua. Confira informações sobre sua lente:

  • 1,65 metro de altura;
  • 1, 57 metro de diâmetro;
  • peso de 3 toneladas;
  • e 3,2 gigapixels de resolução – 3,2 mil megapixels ou 3,2 bilhões de pixels, uma qualidade equivalente a 1.500 telas de televisores ou 266 iPhones 13.
câmera digital
Imagem reproduzida de Talker
câmera digital
Imagem reproduzida de Rubin Observatory

Infelizmente, a poderosa câmera não está disponível a qualquer um! Há sete anos ela vem sendo construída, com previsão para ficar pronta em 2023. Neste momento, este equipamento está na Califórnia, nos laboratórios do Centro de Aceleração Linear da Universidade de Stanford. Mas o mesmo será utilizado em observatório no Chile. Ele fará parte do Large Synoptic Survey Telescope (LSST) – em tradução direta, Telescópio Grande para Pesquisa Sinóptica.

A ideia é utilizar o “poder” desta câmera para registrar e catalogar devidamente, em uma década, cerca de 20 bilhões de galáxias espalhadas pelo universo, com foto no surgimento da substância conhecida como “matéria escura”. Por quê? Porque, de acordo com os cientistas, ela é a maior responsável pela composição do universo, e sua natureza ainda é desconhecida por nós. E uma investigação assim jamais foi feita antes!

câmera digital
Imagem reproduzida de Interesting Engineering

Telescópio para pesquisa no Chile

Oito metros de altura é o tamanho dessa estrutura que está sendo construída no Observatório Vera Rubin, no topo do Cerro Pachón, uma montanha da região andina de Coquimbo, 2.715 metros acima do nível do mar, no Chile. Ela deve receber a lente desenvolvida nos Estados Unidos, com precisão para já estar funcionando em 2024.

câmera digital
Imagem reproduzida de Wikipedia
câmera digital
Imagem reproduzida de Interesting Engineering
câmera digital
Imagem reproduzida de Rubin Observatory
câmera digital
Imagem reproduzida de Canaltech
câmera digital
Imagem reproduzida de Symmetry Magazine

O mesmo terá 189 sensores – cada um com 16 mm e capacidade de captação equivalente a 15 Terabytes. Seus dados coletados poderão ser armazenados em HSs externos. E para evitar qualquer superaquecimento indevido desta que será uma máquina tão potente, o sistema contará com mecanismo de resfriamento, capaz de reduzir a temperatura em até – 100 Cº.

câmera digital
Imagem reproduzida de Brookhaven National Laboratory
câmera digital
Imagem reproduzida de Astronomy Now

A saber, apesar da câmera descrita anteriormente ser 266 vezes mais potente que iPhones 13, a equipe de pesquisadores resolveu testar sua capacidade de resolução “fotografando” primeiro um tipo de brócolis, revelando a estrutura do vegetal, que é de forma geométrica complexa, com alto nível de detalhamento.


Fontes: G1.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo