Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Empresa lança lojas temporárias feitas de plástico reciclado

por Clara Ribeiro | 31/12/2020

Cada um dos nove estabelecimentos precisou de cerca de 3 toneladas de resíduos sólidos para ser construído.

A segunda maior companhia de cosméticos do Brasil, O Boticário, está lançando novas lojas temporárias, também conhecidas como pop up stores. A iniciativa traz, também, um diferencial: as lojas são inteiramente construídas com resíduos plásticos.

A primeira unidade foi inaugurada no dia 19 de novembro, e está localizada no Parque do Ibirapuera (São Paulo). A estreia do novo projeto também marca os 30 anos de existência da Fundação Grupo Boticário, completados no mesmo mês.

A ação aconteceu até dia 27 de dezembro. Ao todo são nove estabelecimentos, sendo mais três em São Paulo, dois no Paraná, dois no Rio Grande do Sul e um no Ceará.

Materiais reaproveitados

Cerca de 3 toneladas de resíduos sólidos são reaproveitadas para a construção de cada pop up, ocupando uma área de cerca de 50m². Apesar da forte expressividade que tem a reciclagem no projeto, a aposta inicial foi em contêineres marítimos para as lojas temporárias.

Uma ida a uma dessas pop ups pode ser bem instrutiva, e essa é a intenção ao mostrar todas as etapas de reciclagem para os clientes. A grosso modo, o plástico é triturado e, depois, transformado numa placa super-resistente. A tecnologia desenvolvida para esses procedimentos foi testada e aprovada pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (TECPAR).

loja boticário feita de plástico

O Boticário e a sustentabilidade

Na verdade, não é de hoje o vínculo que a marca o Boticário tem estabelecido com o meio ambiente. O seu fundador, Miguel Krigsner, acompanhou de perto o crescimento dos movimentos ecológicos na Europa, nos anos 1970.

De início, a instituição investiu consideravelmente em pesquisas científicas nesse sentido. No entanto, o momento é de agir. Malu Nunes, diretora-executiva da fundação, diz que é preciso chamar atenção para o tema, e colocar ideias em prática.

“Já possuímos conhecimento suficiente que nos permite tomar medidas concretas para produzir e movimentar a economia, sem afetar o meio ambiente (…). É importante exercermos um papel transformador e de conscientização, e passar uma mensagem positiva de proteção à natureza”.
Segundo Nunes, o aniversário da entidade é uma chance de celebrar a união entre marcas.

A concessionária Urbia Gestão de Parques, que administra o Ibirapuera desde o dia 20 de outubro deste ano, é parceira na campanha. Alinhadas no propósito de ser sustentável, as empresas esperam contribuir positivamente para o planeta e para as pessoas. Samuel Lloyd, diretor da Urbia, depõe:

“Essa é uma das primeiras parceiras da Urbia. A ação agrega uma atividade e mensagens alinhadas ao propósito de deixarmos um legado e contribuirmos com o entendimento de que somos todos parte e dependemos da natureza. A sustentabilidade é o caminho viável.”

Fontes ABC da Comunicação; Cosmectics Online; Exame

O que você achou da iniciativa? Comente!

Comentários

Engenharia 360

Clara Ribeiro

Jornalista especializada em arquitetura e engenharia. Ávida consumidora de informação; viciada em produzir conteúdo; amante das letras, das artes e da ciência.