Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Artigo Patrocinado

Aproveite as férias sem abandonar os estudos

por Engenharia 360 | 24/06/2016
Copiado!

capa_insper-blog-da-engenhariaJunto ao sinal da última aula do semestre vem uma grande alegria: as férias. Porém, para quem está no terceiro ano do Ensino Médio, esse período não se resume, necessariamente, a momentos de descanso. Isso porque é fundamental continuar se dedicando aos estudos, já que o vestibular está batendo à porta. A boa notícia, entretanto, é que é possível mesclar as atividades de forma saudável e harmoniosa. Veja como no vídeo e na matéria abaixo.

“Como o vestibular é muito competitivo, não dá para largar mão dos estudos durante as férias. É preciso ficar atento, já que muitos candidatos concorrentes vão apostar em uma rotina de aprendizado e, quem almeja chegar na frente, não pode ficar parado”, comenta Roberta Tena, aluna do 2º semestre de administração do Insper. A chave para encarar esse desafio é equilibrar os estudos com o lazer. Assim, você pode aproveitar o tempo para rever matérias e ainda recuperar as energias para encarar o último semestre antes de entrar na faculdade.

Roberta Tena, aluna do 2º semestre de administração do Insper

Roberta Tena, aluna do 2º semestre de administração do Insper

+ Rotina vs. Lazer

“Estudar é algo que devemos incorporar durante toda a vida. É importante entender que isso não deve ser encarado como um peso. Ao contrário, é necessário manter contato com essa rotina para não perder o que você já conquistou”, afirma Sergio de Carvalho e Silva, coordenador do MultiInsper, área da faculdade dedicada a estar próxima aos alunos e auxiliá-los em questões acadêmicas, planejamento de estudos, adaptação à vida universitária, entre outras. “Com a ideia de que o vestibular é uma estratégia de longo prazo, abandonar essa perspectiva na reta final seria um erro”, conclui. Então, criar uma rotina durante as férias é fundamental.
Embora não exista a fórmula ideal, Sergio dá a dica: investir em um bom planejamento. “Você deve ser fiel ao tempo comprometido com os estudos. Uma, duas, três horas, o aluno é quem determina, mas esse período deve ser de dedicação efetiva”, diz. Segundo o coordenador do MultiInsper, vale a pena suavizar a rotina por conta das férias. “Os estudos nesse período devem ser vistos como um complemento da trajetória já consolidada nos últimos anos”, completa.

Sergio de Carvalho e Silva, coordenador do MultiInsper

Sergio de Carvalho e Silva, coordenador do MultiInsper

Roberta é do tipo de estudante que não funciona sem um cronograma. Assim, quando entrou de férias, sua primeira atitude foi criar uma rotina. “Eu não larguei os estudos, mas também achava importante ter meu tempo livre com amigos, família, namorado. Então, estudava um pouco e depois fazia algo para distrair a mente”, conta. Em relação ao conteúdo estudado, a aluna de administração preferiu focar em matérias que sentia dificuldade em absorver.
Já Martim Ferreira, aluno do 1º semestre de engenharia de computação do Insper, só estudava quando existia uma motivação por trás. Sem ter uma rotina específica, o garoto acredita que não adianta estudar apenas porque outras pessoas mandam. “Durante as férias, eu gostava de ver uma matéria que teria na faculdade. Por exemplo, estudei programação. Hoje, estou vendo justamente Python, que foi uma matéria à qual me dediquei naquele período”, explica.

Martim Ferreira, aluno do 1º semestre de engenharia da computação

Martim Ferreira, aluno do 1º semestre de engenharia da computação

Seguir a linha de Roberta com uma rotina definida ou a de Martim, sendo mais flexível e estudando com dedicação o que se propôs a ver, depende totalmente do perfil do aluno. “É importante que o estudante se conheça e encontre um equilíbrio. O importante é estabelecer metas, sem deixar de lado o fator sentimental. Ninguém é só intelecto. O melhor a fazer é aproveitar o tempo para se divertir e se fortalecer para o vestibular”, revela Sergio.

+ “Vou viajar. E agora?”

Se entre as atividades de estudo e lazer ainda há uma viagem programada, saiba que é possível encontrar soluções para não deixar de curtir o passeio. Uma boa dica é levar alguns poucos exercícios na mala e uma leitura curta que seja exigida no vestibular. Por exemplo, Memórias Póstumas de Brás Cubas é uma obra leve com traços de humor, o que se torna uma boa pedida para a ocasião.
Martim também lembra que, no lugar dos livros, algumas faculdades pedem para os vestibulandos assistirem a filmes baseados nos clássicos nacionais. “Em vez de perder tempo dormindo no avião, você pode aproveitar e ver um desses longas no tablet”, diz o aluno de engenharia da computação. “É melhor estudar no avião do que ao chegar em seu destino”.
Caso viaje para outra cidade ou país, aproveite a oportunidade para aprender mais sobre o local em que você está. “Se for para o Nordeste, conheça um pouco da história da região. Caso o destino seja Itália ou França, idem, com o adicional de praticar outros idiomas. Esse tipo de conhecimento agrega muito e pode ajudar na parte dissertativa da prova”, conta Marcello Junqueira, aluno do 4º semestre de economia do Insper.

+ Além dos estudos

Assim como conhecer a cultura e a história de outro país ou cidade pode ser uma oportunidade de aprendizado, atividades extracurriculares também têm tudo para agregar valor. “O conhecimento não se restringe à sala de aula. Tente não se isolar durante as férias. Vá ao teatro, leia notícias para se familiarizar com o que está acontecendo no mundo, tenha uma conversa com alguém que possui um conhecimento do qual você não dispõe. Tudo pode inspirá-lo”, afirma Sergio.

Marcello Junqueira, aluno do 4º semestre de economia do Insper

Marcello Junqueira, aluno do 4º semestre de economia do Insper

Marcello também recomenda assistir a filmes ou documentários que tenham a ver com o curso que você quer prestar. Ou seja, não vale aproveitar o recesso só para se atualizar nos últimos longas de heróis lançados pela Marvel e pela DC. Uma sugestão para os futuros economistas é Moneyball: O Homem Que Mudou O Jogo. Já para os engenheiros, a dica é Quebrando a Banca.
Ao mesclar corretamente os estudos com o lazer, é possível que as últimas férias escolares sejam enriquecedoras tanto em diversão como em conhecimento. O equilíbrio só depende de você.

Copiado!
Artigo Patrocinado

Comentários