Engenharia 360

Amazon vai lançar 3 mil satélites para oferecer internet banda larga

Engenharia 360
por Larissa Fereguetti
| 12/04/2019 | Atualizado em 06/06/2022 2 min

Amazon vai lançar 3 mil satélites para oferecer internet banda larga

por Larissa Fereguetti | 12/04/2019 | Atualizado em 06/06/2022
Engenharia 360

Todo mundo afirma que a Google vai dominar o mundo, mas é bem provável que a Amazon também esteja na disputa. Um dos mais recentes passos da grande empresa é lançar mais de 3 mil satélites para o fornecimento de acesso à internet.

O projeto, chamado Kuiper, tem como objetivo é fornecer acesso à internet para algumas regiões remotas do planeta nas quais ele é deficiente ou inexistente. Os satélites têm baixo custo de operação e fornecerão conectividade de banda larga de baixa latência e alta velocidade. Uma curiosidade é que o nome do projeto é devido ao cinturão de Kuiper, uma área do sistema solar que fica além da órbita de Netuno, nomeada em homenagem ao astrônomo Gerard Kuiper.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo
Amazon
Imagem: b9.com.br

Os 3.236 satélites que serão lançados são de órbita terrestre baixa. Essa órbita, conhecida como LEO, sigla para o mesmo nome em inglês (Low Earth Orbit), fica abaixo de 2.000km e é onde ficam os satélites. Em números exatos, 784 satélites serão lançados a 590km, 1.296 satélites a 610km e 1.156 a 629km pela Amazon.

No entanto, ainda não se sabe exatamente quando ocorrerá o lançamento ou se a Amazon vai produzir ou terceirizar os satélites. Por enquanto, as informações divulgadas foram as submetidas à União Internacional de Telecomunicações da ONU.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Amazon entra na disputa pelo espaço

O fato de ainda não ter uma previsão é uma desvantagem na competição com a SpaceX, do famoso e intrigante Elon Musk, que já está dominando o espaço e quer lançar até 12.000 satélites. A OneWeb também planeja lançar 650 satélites e até o Facebook está na jogada com um satélite de internet próprio. Claro que a Google não fica para trás na disputa, como nós já mostramos o Projeto Loon aqui no Engenharia 360, que envolve balões que levam sinal de internet.

Amazon
Imagem: usatoday.com

Porém, com tantas empresas querendo lançar satélites, emerge um grande problema: a poluição da órbita terrestre quando o equipamento se torna ocioso. É por isso que há uma comissão responsável pela aprovação dos projetos. A recomendação da NASA é de que 99% dos satélites sejam removidos após o término das suas missões. A dúvida é se todos esses satélites vão, realmente, ser removidos.


Fontes: The Verge; Reuters.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Engenheira, com mestrado e doutorado. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo