Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Entenda qual é a importância de fazer manutenção de sacadas de vidros

por Simone Tagliani | 02/11/2021

Imagina o horror de ser responsável pela fatalidade de uma pessoa. Bom, isso pode acontecer se você não realizar a manutenção das sacadas da sua casa!

Uma forte tendência na arquitetura brasileira é o fechamento com vidro de janelas, sacadas, varandas e coberturas – até pensando em minimizar ruídos e proteger os ambientes de poeiras e intempéries. O resultado final disso é realmente muito bonito, integrando bem áreas internas e externas das edificações. Mas é preciso lembrar que estas estruturas não duram para sempre ou não guardam a mesma qualidade para sempre, necessitando de manutenção periódica. A exemplo, os caixilhos de alumínio e vidros deslizantes e fixos, e as cortinas de vidro retrátil. Veja mais no texto a seguir!

sacadas
Imagem reproduzida de Tec-Vidro

Por dentro da lei

Não existe no nosso país nenhuma lei que estabeleça critérios de manutenção e periodicidade. Contudo, a ABNT NBR16.259:2014 fala sobre a instalação, requisitos e métodos de ensaio, e até recomenda a manutenção de sistemas de envidraçamento de sacadas em um prazo a cada dois anos. Ou seja, nós podemos, nela, nos basearmos para entender quais os cuidados ter para garantir a longevidade destas peças – estando elas em residências de áreas urbanas ou rurais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vantagens da manutenção de sacadas de vidros

Você sabia que, como proprietário de um imóvel é sua responsabilidade a manutenção da estrutura deste patrimônio? Isso inclui os sistemas de fechamento de sacadas, claro! Aliás, negligenciar a manutenção destes elementos pode pôr em risco a sua vida, a vida de seus familiares e até a de outras pessoas. Já em condomínios, os administradores também têm as suas reconhecidas habilidades sobre isso, devendo levar à reunião o alerta quanto aos perigos a que todos estão expostos. Um exemplo é quando uma roldana fica danificada ou uma placa de vidro fica deslocada do caixilho, perigando cair tudo e causar acidentes. Arrumar é um “gasto” menor do que assistir fatalidades maiores!

Problemas comuns em estruturas de sacadas de vidros

O próprio uso das sacadas no dia-a-dia já pode levar a vários problemas estruturais, apresentando falhas com o passar do tempo e a depender das condições de uso. Por exemplo, quebra de vidros e guias de janelas, eixos de roldanas torcidas, rolamentos rachados e mais. Infelizmente, mesmo tomando os mínimos cuidados, é normal que problemas assim apareçam depois de dois anos de uso. E quais as consequências se não fizermos o conserto? Bem, as placas podem se desprender e tombar para dentro e fora da casa, atingindo pessoas – ainda mais em dias de ventos fortes. Ainda é recorrente a quebra de vedações do rolamento, rachaduras e irregularidades em vidros, acúmulo de sujeira nos trilhos e problemas de estanqueidade.

É importante lembrar que a qualidade do sistema depende também de bons produtos!

sacadas
Imagem reproduzida de Senda Vidros

Soluções de manutenções para sacadas de vidros

Periodicamente é importante:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Trocar as escovas que fazem a vedação das janelas das sacadas de vidro, pois elas perdem com o tempo a capacidade de vedar o sistema.
  • Do mesmo modo, é preciso retirar e passar novos silicones, mais flexíveis e duráveis – que costumam ficar amarelados e esfarelar com a intensa exposição ao sol.
  • Fazer a checagem e regulagem de roldanas, guias, molas, pivôs e outros itens inferiores e superiores.
  • Repor as peças quebradas ou que caíram – sua ausência ou encurtamento de algumas delas pode deixar as folhas de vidro sem apoio quando abertas.
  • Manusear as placas só após destravar a sacada e apoiar as folhas de vidro pela parte sem vedação, com uma leve força para fora, fazendo com que ela vá até o final do seu curso e depois dobre 90°, acompanhando o rolamento do vidro.
  • Proteger as placas pelo lado de fora da edificação em caso de tempestades, como ciclones, considerando a estrutura e risco de quebra dos vidros e como evitar vazamentos de água para dentro da sacada.
  • Limpar manchas e acúmulo de poeira, que prejudicam não só a estética, mas o funcionamento das esquadrias.

“A limpeza, sempre com produtos neutros, deve ser feita para evitar o acúmulo de poeira ou resíduos que comprometam o funcionamento correto do sistema.”

– Clélia Bassetto, em reportagem de AEC Web.

sacadas
Imagem reproduzida de Solução Varandas
sacadas
Imagem reproduzida de Bolanho Vidros

O que não fazer?

  • Passar graxas ou óleos nos perfis, ou outros componentes.
  • Bater no vidro com objetos rígidos, pontiagudos ou de metal.
  • Deixar crianças desacompanhadas utilizarem o sistema.
  • Fazer pinturas dos caixilhos sem proteger os vidros.

Atenção: o barato sai caro! Por exemplo, investir em aço com liga metálica impura, assim como silicones ruins, pode comprometer todo o sistema em menos de dois anos, mesmo sem qualquer manuseio ou sobrecarga das peças.


De fato, é muito importante fazer revisões preventivas das sacadas de vidro. Mas para que este serviço fique bem feito, sem danos aparentes, seguro e durável, é importante contar com a mão-de-obra de um especialista em vidraçaria, conhecedor da manutenção do envidraçamento de sacadas. A vistoria de um profissional como este pode ser crucial na identificação de falhas e nos produtos de má qualidade que precisam ser trocados. Não espere nada grave acontecer para realizar a manutenção da sacada de vidro da sua casa!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja Também: Qual a diferença entre vidro comum, laminado e temperado? 


Fontes: Meu vidraceiro, Vidro Impresso, AEC WEB.

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; especialista em Artes Visuais; estudante de Jornalismo Digital e proprietária da empresa Visual Ideias - Redação, Edição e Produção de Conteúdos.