Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

7 dicas de como decorar fórmulas de Engenharia [mais e-book de fórmulas para você baixar]

por Redação 360 | 02/03/2022 | Atualizado em 12/05/2022

Será que é possível aprender Matemática? Preciso confessar que sempre tive muita dificuldade de realizar as provas desta disciplina desde a escola até a faculdade. E por quê? Porque não consigo fazer a relação da teoria com as fórmulas – minhas avaliações eram respondidas com enormes redações, e pode imaginar como os meus professores desgostavam disso. Só que as fórmulas existem justamente para simplificar as coisas. Podemos chegar às respostas sem elas? Sim! Mas podemos chegar às respostas muito mais rápido com elas! E, além disso, explicar melhor o nosso raciocínio aos outros e fazer contraprovas – fundamental em Engenharia.

Então, é preciso decorar as fórmulas matemáticas ou fórmulas de Engenharia se quiser trabalhar na área! Ah, é claro que, no dia a dia, podemos manter uma colinha no nosso estojo ou salvar algumas fórmulas na memória da calculadora científica. Mas… Não é o tipo de coisa que podemos usar em avaliações como Enem, vestibular e concursos. Pensando nisso, resolvemos trazer uma lista de dicas sobre como decorar fórmulas matemáticas! Confira a seguir!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

formulas eng

Passo a passo para decorar fórmulas matemáticas ou fórmulas de Engenharia

1. Compreender como a fórmula foi elaborada

2. Construir mapas mentais

Este é o primeiro passo para o processo de memorização! A explicação é a seguinte: só conseguimos memorizar – ou “guardar mais atenção” – as informações daquilo que realmente compreendemos ou conseguimos associar com um determinado porquê. O nosso cérebro é incrível; ele tem grande capacidade, mas gosta de entender os motivos das coisas apresentadas a ele – “Qual a utilidade? Os parâmetros? As grandezas? As unidades?”. Dominado conceitos e teorias, o raciocínio lógico é construído e, assim, fica fácil compreender como as fórmulas são estruturadas.

Didática, para quem está aprendendo Matemática, é a melhor coisa! É muito mais fácil entender certos raciocínios com o auxílio de material visual complementar, como desenhos, esquemas coloridos e mais. Isso é o que os professores chamam de “mapas mentais” – a união perfeita de teoria e prática, estimulando o cérebro a fazer conexões. Os mesmos podem ser feitos em folhas de cadernos, blocos de desenhos, quadros negros ou lousas. E até já existem sites próprios que oferecem esse recurso de criação de mapas e anotações, basta pesquisar!

3. Fazer cartões de memorização

Este é um exercício fácil que você pode fazer para memorizar fórmulas. Para isso, é preciso fazer fichas ou cartões com informações para um estudo rápido e em qualquer lugar. Na parte de trás, equações; na frente, a descrição e suas variáveis ou o seu significado e onde são usadas. Então, basta brincar de adivinhação consigo mesmo ou com a ajuda de um colega!

4. Solucionar exercícios

Este é mais um tipo de treino para o cérebro; outro jeito de memorizar fórmulas matemáticas. Quanto mais praticar – interpretando enunciados e organizando as informações e dados -, mais fácil será identificar as soluções dos problemas. E, nesse processo, mesmo errar deve ajudar no aprendizado. Mas é essencial a repetição para absorver os conteúdos, fica a dica! A ideia é fazer o cérebro trabalhar e trabalhar!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Memorial descritivo / de cálculos
Foto de um memorial

5. Criar músicas e frases engraçadas

Já ouviu falar que existe música chiclete? Sim, é aquele tipo de rima ou melodia que nunca sai da nossa cabeça. Por vezes, isso é acompanhado de uma letra tão engraçada que vai e volta na nossa memória. E você pode fazer exatamente a mesma coisa com as informações que precisa manter no cérebro até o momento de fazer as suas provas. Aliás, esse é o tipo de coisa que, inexplicavelmente, nunca sai da memória; que você poderá recorrer sempre que precisar lembrar de uma fórmula matemática, por exemplo. Use a sua criatividade! Monte uma paródia; brinque com as letras; e crie uma sequência de palavras e números como macetes – mneumônicos.

6. Assistir a vídeo-aulas

Às vezes, só a explicação do professor é que ajuda. Por isso, é interessante ir às aulas. E, em casa, você pode contar com materiais de vídeo-aulas oferecidos pela sua instituição de ensino ou por outras escolas na internet. Outra boa ideia é procurar os tutoriais disponíveis em plataformas como YouTube. Sem dúvida, uma ótima maneira de fazer associações e reforçar o conteúdo a ser aprendido; e o melhor, de graça e sem sair de casa!

7. Ensinar aos outros

Sim, tentando ensinar, também estaremos aprendendo! Além disso, dar aulas para colegas pode ser uma boa iniciativa que nos leva a decorar fórmulas! Confesso que esta sempre foi a minha tática para conseguir passar por quase todas as minhas disciplinas, tanto no colégio quanto na faculdade. Sabe o que eu fazia? Entregando minha idade, conto que eu pegava uma fita cassete, colocava no gravador e explicava para o rádio toda a matéria antes da prova. Depois, eu colocava para escutar no fone de ouvido a gravação antes de dormir e indo para a escola, no ônibus.

Bônus | E-book gratuito

guia fórmulas
Imagem de Engenharia 360

O Engenharia 360 sabe o quão difícil é conseguir organizar todas as fórmulas utilizadas nos cursos de Engenharia. Por isso, desenvolveu um e-Book especial que pode te acompanhar durante todo o ciclo básico da faculdade e jornada acadêmica. Confira a seguir!

Clique aqui e baixe uma cópia do e-book ‘Fórmulas para Engenharia’!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.