Engenharia 360

6 conselhos valiosos para crescer no trabalho e na vida pessoal

Imagem padrão usuário
por Thiago Fagundes
| 09/01/2018 | Atualizado em 06/11/2021 5 min

Cada um dos insights e conselhos presentes no texto foram originados a partir de estudo e experimentação. Que tal ser uma pessoa melhor?!

6 conselhos valiosos para crescer no trabalho e na vida pessoal

por Thiago Fagundes | 09/01/2018 | Atualizado em 06/11/2021

Cada um dos insights e conselhos presentes no texto foram originados a partir de estudo e experimentação. Que tal ser uma pessoa melhor?!

Engenharia 360

Vou te dar alguns conselhos! Durante muito tempo um passatempo meu foi a leitura a respeito de desempenho pessoal e profissional, produtividade, administração de tempo, ferramentas de aumento de eficiência e eficácia em atividades cotidianas, inteligência emocional, autoconhecimento e outros tópicos muito além da minha área de formação, por acreditar que esses temas eram fundamentais para meu crescimento pessoal e desenvolvimento profissional e por identificar certa deficiência do sistema de ensino tradicional em abordar tais temas.

De fato, obtive resultados muito satisfatórios ao aplicar estes conhecimentos, geralmente muito negligenciados pelo público geral, aos meus dias, e por isso resolvi compartilhar um tanto dos hábitos que hoje regem meus dias e vêm me fazendo extremamente satisfeito e feliz. Muito além de resultados no trabalho e ambiente acadêmico, eles me trouxeram qualidade de vida e fizeram com que eu mudasse minha visão geral. Espero então que possam trazer alguma luz para outras pessoas também. Aqui vão alguns conselhos!

business 2879460 1280
Foto: Pixabay.

Lista de conselhos

Seja proativo(a)

O primeiro conselho entre os conselhos é a que provavelmente se mostrou mais importante, mas a proatividade vai muito além de ter atitude, ela exige que escapemos do pensamento determinístico de que certas coisas são inalcançáveis, que o que é nosso está guardado e que se não atingimos é porque faltou sorte, oportunidade ou incentivo. As oportunidades surgem para quem busca e quem está preparado, e preparar-se não necessariamente exige investimento financeiro, mas certamente investimento de força de vontade. Entretanto, força de vontade é um bem finito e deve ser bem administrado.

Tenha disciplina

Como administrar bem a força de vontade? Mantendo o olho na bola e não desistindo na primeira tentação ou obstáculo. Se você deixa de acordar cedo para dormir tarde ou deixa de sair para a academia devido à chuva, talvez precise avaliar o quê você realmente quer. Não existe fórmula mágica, qualquer forma de atalho é mentira, não há maneira fácil e rápida de alcançar grandes objetivos. Por trás de toda história de ascensões meteóricas existe um background gigantesco que faz com que nada seja por acaso. Ter disciplina é a maior dificuldade da maioria das pessoas, nós não lidamos bem com a visualização do benefício futuro de grande porte em detrimento de pequenos prazeres instantâneos. Tente identificar o motivo da sua falta de disciplina, controle de ansiedade simplesmente ocupando a mente de outra forma pode facilitar no atingimento de metas de longo prazo.

iphone 2618485 1280 1
Foto: Pixabay.

Aprenda a definir o que é urgente e importante

Mais conselhos! Esse é um conceito fundamental da administração de tempo e aumento de eficiência. Leia sobre o princípio 80/20 de Pareto e sempre se questione a respeito da real urgência de certas atividades. Além disso, assuma certos compromissos consigo mesmo, faça cursos, aprenda temas relevantes para você, sem necessariamente almejar um certificado ou diploma, isso sim é realmente importante, habilidades te impulsionam muito mais que uma pilha de papéis que representam assuntos que você não lembra mais porque simplesmente não se importava realmente com o tema.

“Fabrique tempo

Essa foi uma das melhores lições que aprendi com meus professores. Falta de tempo é provavelmente a maior muleta do mundo contemporâneo, mas as pessoas não observam quanto tempo vai pelo ralo, e disso eu falo com certa autoridade. Na faculdade de engenharia cheguei a fazer 17 disciplinas ao mesmo tempo, um estágio, TCC, aulas de francês, lia entre 2 e 4 livros por mês, produzi 2 artigos apresentados em congressos e isso conciliando com um relacionamento, participando de todo tipo de curso e workshop possível sem nunca perder uma noite de sono.

Possível é, basta organizar-se. Use os pequenos “tempos inúteis”, leia, ouça podcasts enquanto espera o ônibus, lave a louça vendo vídeos, por exemplo. Mais importante ainda: use o tempo como ele deveria estar sendo usado, levar trabalho para casa não quer dizer necessariamente que você está se esforçando mais, e talvez que você é simplesmente ineficiente no tempo que deveria ser usado para o trabalho. Se você está em sala de aula e não aproveitar aquele tempo para absorver ao máximo é tempo que está sendo retirado das suas horas de casa, sem considerar que aprender sozinho toma naturalmente mais tempo.

tie 690084 1280
Foto: Pixabay.

Cuide do seu principal bem

Seu corpo não é apenas um artigo ornamental, ele que te move e com sua mente, facilita ou não o seu trabalho. Sua saúde está diretamente ligada ao seu rendimento, motivação e disposição, afinal por mais condicionada que sua mente esteja, se ela encontra um grande obstáculo como um corpo constantemente cansado, mal alimentado, sonolento, não há como manter o ritmo. Quando atingi um certo nível que julguei satisfatório nas ferramentas de gestão de tempo comecei a tentar aperfeiçoar este lado. Hábitos que adicionei à rotina diária e que funcionaram para mim foram: dormir cedo e acordar cedo, manter uma alimentação de qualidade, praticar atividades físicas todos os dias, praticar meditação e alguns outros ainda mais específicos.

Fuja da zona de conforto

Último dos conselhos! Bem, a zona de crescimento começa ao fim da zona de conforto, por isso não existe atalho, não existe caminho mais fácil. Mas nosso cérebro naturalmente não é condicionado ao sucesso, à grandiosidade, ele apenas preza pela sobrevivência por ser algo instintivo, então nesse processo de fuga da zona de conforto ele vai ser seu maior inimigo, afinal ele quer que você poupe esforços e apenas exista.

businessman 2056022 1280
Foto: Pixabay.

Por último, mas não menos importante: se auto avalie periodicamente, mas compare-se apenas com si mesmo. Essa última sugestão é para facilitar no processo de manter o foco no objetivo, a proatividade e a disciplina. É necessário que a pessoa busque melhorar, busque crescer, mas é importante que isso aconteça sem autodepreciação, sem se sabotar. A maneira que mais gosto de fazer isso é: estipulo metas e de tempos em tempos me questiono: “Estou mais perto hoje do meu objetivo? O que falta para alcançá-lo? É possível? Por quais motivos?”.

Cada pessoa tem seu próprio tempo, sua velocidade de desenvolvimento até por buscarem objetivos diferentes, algumas pessoas alcançarem certas coisas antes de outras não é garantia que a outra não irá se desenvolver e quem sabe até ainda mais que a primeira no futuro, mas isso não pode ser uma desculpa, afinal como dito antes, se não há mobilização possivelmente a “minha vez” não vai bater à porta.

Estes não são princípios ditados, não são regras mágicas de guru ou coisa do tipo. Cada um dos insights presentes no texto foram originados a partir de estudo e experimentação, todos são coisas que deram certo para mim, mas é claro, talvez não deem certo para todo mundo, afinal não existe verdade absoluta. O intuito é apenas tentar agregar algo construtivo a quem, como eu, busca se tornar uma pessoa melhor.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo