Engenharia 360

5 práticas para garantir segurança da informação da sua empresa

Engenharia 360
por Redação 360
| 10/06/2022 4 min

5 práticas para garantir segurança da informação da sua empresa

por Redação 360 | 10/06/2022
Engenharia 360

Sabia que a sua empresa deveria ter uma reserva de dinheiro para investir em segurança da informação? Isso é sério! Por exemplo, a inviabilização do acesso aos dados pode gerar atrasos ou paralisação dos serviços, levando a grandes prejuízos financeiros. Outros problemas causados pela ausência ou fragilidade de segurança são vazamentos de dados que levam a fraudes, sequestros de dados, ataques DDoS, roubo de senhas, entre outros.

O Brasil no radar dos criminosos

Uma empresa assim acaba com má reputação no mercado. Afinal, como os clientes e parceiros podem ter confiança na prestação dos serviços, sabendo que podem ser expostos? Tenha em mente que alguns incidentes tem possibilidade de terminar em processos judiciais. Mas se você investir em segurança, garantirá a continuidade e crescimento dos seus negócios, blindando-os de ataques digitais, desastres tecnológicos ou falhas humanas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Saiba que o Brasil é um dos países com maior número de casos de crimes cibernéticos, atrás apenas da China. Anualmente, são cerca de US$ 22 bilhões em prejuízo para a nossa economia. Entendeu a dimensão do problema? Por isso é tão importante que seja desenvolvido um plano nacional de implementação de medidas de segurança da informação que contemplem os negócios de todo o território.

Procedimentos para proteção de empresas

O uso de tecnologia de Big Data nas empresas está em alta. Mas ela, para segurança da informação, só serviria adequadamente com dados disponíveis e precisos. Se um servidor falhar ao receber informações, a análise fica completamente comprometida. Brechas assim podem dar espaço para cibercriminosos invadirem o sistema para obter informações estratégicas.

Quer criar um plano de contingência mais eficaz? Compartilhamos com você algumas boas práticas da área de TI!

1. Esteja a par das últimas tendências

Crimes virtuais evoluem no mesmo compasso das tecnologias – até ladrões investem em tecnologia. Por isso, esteja sempre estudando as últimas tendências da área de segurança da informação para evitar surpresas e mitigar danos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

2. Atualize sempre os sistemas operacionais

Isso inclui softwares e drives. Aproveite as atualizações, corrigindo falhas que poderiam ser usadas por hackers para cometer crimes.

Segurança da Informação
Imagem reproduzida de Nova8

3. Crie controles rigorosos de acesso

Faça com que só você e seus funcionários ou colaboradores tenham as chaves de entrada para o pacote de dados da sua empresa, limitando ao máximo o acesso às informações. Do contrário, concorrentes poderia se infiltrar facilmente no grupo, roubar e até excluir arquivos importantes dos seus negócios. Além disso, sempre tenha um backup das últimas versões bem salvo.

É tão importante limitar o acesso quando a saída do sistema, para que as informações não vazem sem o seu consentimento e dos seus funcionários de TI. Nesse momento, lembramos você dos aplicativos e sites que facilitam o recolhimento de arquivos e envio para fora da rede da empresa. Às vezes, um simples e-mail é capaz de bloquear o uso de e-mails pessoais dentro do ambiente empresarial, bem como sites de redes sociais e aplicativos de conversação.

Segurança da Informação
Imagem reproduzida de Bares e Restaurantes – ConnectPlug

4. Estabeleça normas e políticas internas

Imagine a quantidade de pessoas que acabarão entrando em contato com os arquivos da sua empresa – documentos, dados de acesso e mais. Mesmo que todos sejam confiáveis, cuidados precisam ser tomados, pois tamanha liberdade é “prato cheio” para a ação de malwares dentro dos sistemas. Para inibir isso, algumas regras precisarão ser criadas e seguidas. Inclusive, depois, é adequado alinhar os processos da empresa ao que já foi normatizado e documentado. As mudanças necessárias podem ser feitas de forma hierárquica. E não se pode esquecer de realizar backups recorrentes em HD externo ou na nuvem.

5. Treine ou contrate equipes especializadas

Quando a empresa é grande, com muitos funcionários e utilizando um sistema computacional complexo, o ideal é ter uma equipe interna bem treinada, dominando as medidas básicas de segurança de informações, sabendo fazer, por exemplo, bloqueios e liberações de acessos no ambiente empresarial, além de auxiliar na uniformização de procedimentos em caso de problemas – como ataques de ransomware.

O plano ‘B’ é contar com a assessoria de uma empresa terceirizada especialista no assunto. Geralmente, essa é a melhor alternativa, pois seus profissionais podem estar mais a par das novidades, sabendo desenvolver soluções eficazes para potencializar os mecanismos de proteção. Isso permite que a equipe interna da sua empresa não precise direcionar qualquer esforço e tempo para essas questões de TI.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O plano ‘C’ seria utilizar somente ou junto com as equipes treinadas e contratadas uma ferramenta de monitoramento do sistema da empresa, incluindo atividades no cotidiano da área de TI. Isso garantiria que qualquer conduta errada ou ataques virtuais fossem percebidos em tempo real e logo contidos ou evitados.

Segurança da Informação
Imagem reproduzida de CONVEX

6. Crie um plano de prevenção

Os cibercriminosos se planejam, então porque a sua empresa não? E saiba que nem todos os problemas de segurança a serem enfrentados terão a ver com eles, podendo ter origem em desastres tecnológicos e até falhas humanas. Mas se todas as ações forem bem planejadas com antecedência e as ações padronizadas, haverá mais chances de que qualquer membro responsável possa mitigar os dados facilmente.

7. Utilize criptografia de dados

Por fim, a criptografia é uma importante aliada para a segurança da informação, impedindo, por exemplo, que arquivos sejam acessados durante brechas entre processos realizados, com exceção de quem tiver as chaves de acesso privadas. A saber, as ferramentas de criptografias são as melhores para envio de informações estratégicas e confidenciais.

Segurança da Informação
Imagem reproduzida de noomis – Febraban

Veja Também: Entenda como a Engenharia Reversa funciona dentro das engenharias


Fontes: Blog Ecoit.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.

Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos: