Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenharia 360

5 medidas sustentáveis para redução das inundações urbanas

Engenharia 360
por Luana Ribeiro
| 24/05/2020 3 min

5 medidas sustentáveis para redução das inundações urbanas

por Luana Ribeiro | 24/05/2020
Copiado!

O processo de urbanização é cada vez mais crescente em cada canto do mundo. Segundo o IBGE (2010) a perspectiva é que a taxa de urbanização nas cidades Brasileiras em 2020 atinja 90%. Esse processo provoca redução de áreas verdes, principalmente devido a impermeabilização do solo ocasionada por construções e pelo emprego de manta asfáltica, o que potencializa os impactos negativos das chuvas nessas áreas.

1 – Telhados verdes

São lajes cobertas por vegetação, sua função é absorver temporariamente parte das águas das chuvas, reduzindo a velocidade de escoamento e provocando um atraso no pico de descarga. Esse sistema ajuda na diminuição da sobrecarga dos sistemas de drenagem.

Telhado verde e exemplo de sua composição
Telhado verde e exemplo de sua composição

2 – Pavimentos Permeáveis

Os pavimentos permeáveis possibilitam a redução da impermeabilização do solo. Pesquisas indicam que em áreas urbanas o percentual de água que consegue se infiltrar no solo é de apenas 5%.

Com a utilização dos pisos permeáveis, essa infiltração pode chegar a 100%, além de atuarem como filtro, melhorando a qualidade da água e reduzirem a erosão. Outra vantagem da utilização desse tipo de pavimento é que ele mantém a área útil do terreno.

Pavimento Permeável asfáltico
Modelo de Pavimento Permeável (Inova Civil)

3- Captação e reutilização da água das chuvas

Essa técnica consistente na coleta e armazenamento da água proveniente das chuvas, a partir de telhados, superfícies de terra ou cisternas. A água coletada deve ser utilizada para fins não potáveis, já que ela não passa por nenhuma espécie de tratamento. Alguns usos são, por exemplo, lavagem de veículos, limpeza externa, irrigação de jardins, entre outros.

Esse sistema se destaca pelo baixo custo de implantação, seu funcionamento automático e por coletar parte da água que iria para sistemas de drenagem, o que permite também sua aliviar o sistema, impedindo seu transbordamento.

Exemplo de modelo de coleta da água da chuva e seu armazenamento
Exemplo de modelo de coleta da água da chuva e seu armazenamento.

4- Jardins de Chuva

São também conhecidos por Sistema de Biorretenção e consistem em pequenas depressões cobertas por vegetação em meio aos centros urbanos, que permite que a água se infiltre lentamente, tendo como função principal a redução do escoamento superficial. Essa medida, além de empregar ao meio urbano beleza paisagística, possui baixo custo econômico e ajuda na filtragem da água e direcionamento até o lençol freático.

5- Lagos Pluviais

São lagos construídos artificialmente em meio urbano, com o objetivo de receber parte da drenagem pluvial, diminuindo a incidência de inundações urbanas. Devem ser projetados de modo que o volume excedente das chuvas seja previsto para que não ocorra seu transbordamento. Além disso possibilitam a captação de sedimentos e detritos, auxiliando na qualidade da água dos rios e córregos já existentes.

Bacia de contenção em Sorocaba - SP para reduzir inundações
Bacia de contenção em Sorocaba – SP

O que acham dessas medidas? Elas já são empregadas na sua cidade ou no seu bairro?

Vou deixar aqui para vocês algumas de nossas matérias ligadas ao assunto:

Fontes: Summit Mobilidade EstadaoTiepo et al (2014)

Copiado!
Engenharia 360

Luana Espindola Ribeiro Aguiar

Engenheira Civil , pesquisadora, sonhadora, redatora, colecionadora nerd e apaixonada pela Marvel. Mestranda em Engenharia Geotécnica, Pós-graduanda no MBA em Gestão e Engenharia de Custos e Pós-graduanda no MBA em Gerenciamento de Obras.Produtora de conteúdo para o meu IG Profissional @luanaribeiroeng no Instragram.

Comentários