Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Entenda o racismo: confira 5 dicas de leitura para aprofundar no assunto | Lista 360

por Bruna Arruda de Oliveira | 13/06/2020
Copiado!

Com o aumento significativo do uso da hashtag “#blacklivesmatter” em todas as redes sociais, pessoas negras e brancas encontram-se envolvidas em manifestações antirracistas. Eu como mulher, negra, engenheira, docente e pesquisadora, faço algumas perguntas:

  1. As vidas negras realmente importam para você?
  2. O que você tem feito de concreto neste sentido?
  3. Você que é empresário (a), quais as ações que sua empresa tem feito em prol da diversidade? Ela contrata profissionais negros? Na sua empresa tem diretores negros?
  4. Quantos amigos negros você tem?
  5. Qual o Papel da Branquitude nesta temática? (uma vez que esta não é uma questão dos negros, é uma questão de todos)

Diante destas perguntas, nada melhor do que se educar sobre a temática. Provavelmente você está se perguntando: Como posso começar? O que devo fazer? O porquê desta mobilização?

Eu como professora e defensora da Educação como agente de transformação de uma sociedade, gostaria de dar uma sugestão inicial: Estude o Tema. Para isso gostaria de começar a indicação de uma série de livros.

Vamos juntos nesta jornada?

1. Pequeno Manual Antirrascista

Autora: Djamila Ribeiro. Filosofa e escritora. É um dos nomes mais conhecidos do ativismo negro no Brasil

Instagram: @djamilaribeiro1

Capa do livro Pequeno Manual Antirrascista, de Djamila Ribeiro
Capa do livro Pequeno Manual Antirrascista, de Djamila Ribeiro. Imagem: medium.com/renataarruda

Trecho do Livro:

“Se a população negra é a maioria no país, quase 56%, o que torna o Brasil a maior nação negra fora da África, a ausência de pessoas negras em espaços de poder deveria ser algo chocante”.

Comentário: Livro de fácil leitura, envolvente, onde entendemos a origem do racismo e formas de combatê-lo. Mostra ainda como o racismo é enraizado em nossa sociedade. Para quem nunca leu nada sobre a temática, vai ser muito impactado com esta leitura e será uma abertura para iniciar outros livros.

2. Na minha pele

Autor: Lázaro Ramos. Ator, diretor e escritor.

Instagram: @olazaroramos

Capa do livro Na Minha Pele, de Lázaro Ramos contra racismo
Capa do livro Na Minha Pele, de Lázaro Ramos. Imagem: amazon.com.br

Trecho do Livro:

“Ter passado a conviver com pessoas que não refletiam sobre o racismo no seu dia a dia me fez buscar argumentos para inserir esse tema nas conversas.”

Comentário: O livro tem um tom autobiográfico, em que o autor fala de suas experiências de vida concomitantemente com o racismo e a formação de sua identidade. Apresenta excelentes reflexões sobre o racismo.

3. Racismo Estrutural

Autor: Silvio Almeida. Advogado, professor e jurista.

Instagram: @silviovlq

Capa do livro Racismo Estrutural, de Silvio Almeida
Capa do livro Racismo Estrutural, de Silvio Almeida. Imagem: amazon.com.br

Trecho do livro:

“O racismo é uma imoralidade e também um crime, que exige que aqueles que o praticam sejam devidamente responsabilizados, disso estamos convictos.”

Comentário: Para quem tem dúvidas sobre o que é o racismo estrutural, este livro é bem indicado, abordando a temática dentro do contexto histórico do Brasil, nas esferas políticas, sociais e econômicas. É muito importante a compreensão destes fatos históricos para entendermos a origem do racismo.

4.Escravidão – Vol. 1: Do primeiro leilão de cativos em Portugal até a morte de Zumbi dos Palmares 

Autor: Laurentino Gomes. Jornalista e Autor dos Livros “1808”, “1822” e “1889”.

Instagram: @laurentino.gomes2018

Capa do livro Escravidão, de Laurentino Gomes
Capa do livro Escravidão, de Laurentino Gomes. Imagem: amazon.com.br

Trecho do livro:

“O Brasil foi o maior território escravista do hemisfério ocidental por quase três séculos e meio. Recebeu, sozinho, quase 5 milhões de africanos cativos, 40% do total de 12,5 milhões embarcados para a América.”

Comentário: Este é o primeiro livro de uma trilogia da história da escravidão no Brasil, sendo um resultado de 6 anos de pesquisa na área, com texto bem documentado, com riqueza de detalhes e dados.

5.Tornar-se negro

Autor: Neuza Santos Souza. Escritora negra, psiquiatra e psicanalista.

capa do livro tornar-se negro
Capa do livro tornar-se negro, de Neuza Santos Souza. Imagem: amazon.com.br

Trecho do livro:

“A violência racista subtrai do sujeito a possibilidade de explorar e extrair do pensamento todo o infinito potencial de criatividade, beleza e prazer que ele é capaz de produzir.”

Comentário: Este livro traz uma reflexão sobre a identidade negra. Traz a questão psicológica de ser negro, desafios e sentimentos. Trata a vida emocional dos negros e a questão do corpo negro.

Conhece mais algum livro? Deixe a indicação nos comentários!

Leia também:

10 dicas para ler livros técnicos de forma eficiente

5 livros para aumentar sua produtividade

Copiado!
Engenharia 360

Bruna Arruda de Oliveira

Engenharia Química, com especialização em Gestão Ambiental, mestrado em Engenharia Mecânica e doutorado em Engenharia Química. Também é docente de Engenharia no INSPER, Embaixadora Engenheira no INSPER, ativista em Inclusão Racial no Ensino Superior, membro e mentora do Coletivo Raposas Negras do Insper (no Instagram @raposasnegras.insper) e Colaboradora do Projeto Compaixão:Ajuda humanitária no Haiti.

Comentários