Engenharia 360

Tipos de Lâmpadas: Saiba Como Fazer a Escolha Certa para Sua Casa

Engenharia 360
por Simone Tagliani
| 05/10/2023 | Atualizado em 24/10/2023 5 min
Imagem de macrovector em Freepik

Tipos de Lâmpadas: Saiba Como Fazer a Escolha Certa para Sua Casa

por Simone Tagliani | 05/10/2023 | Atualizado em 24/10/2023
Imagem de macrovector em Freepik
Engenharia 360

Você sabe por que é importante saber escolher os tipos de lâmpadas para iluminar os ambientes da sua casa? Bem, sabemos que há diversas opções disponíveis no mercado, cada uma com características únicas para atender a diferentes necessidades de cada espaço. Mas, no fim das contas, as lâmpadas impactam a funcionalidade, economia de energia e estética dos locais.

Portanto, se você deseja, por exemplo, melhorar a iluminação da sua casa, economizar dinheiro nas contas de energia elétrica e até influenciar o humor e o conforto dos moradores do imóvel, deve considerar quais tipos de lâmpadas usar na decoração dos ambientes. O texto a seguir, do Engenharia 360, traz dicas preciosas sobre como escolher lâmpadas. Confira!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tipos de Lâmpadas
Imagem de Tom por Pixabay

Quais são os principais tipos de lâmpadas que existem?

Como dito antes, atualmente existem muitos modelos de lâmpadas à venda, cada uma com suas próprias vantagens e desvantagens - sobretudo em termos de eficiência energética, vida útil e temperatura de cor.

São os principais tipos de lâmpadas utilizados pela Engenharia, Arquitetura, Design e Decoração:

  • Lâmpadas fluorescentes: São mais econômicas em termos de energia, possuem vida útil mais longa (aproximadamente 10.000 horas) e estão disponíveis em diferentes tonalidades de luz (com emissão de luz branca ou azulada). Ideais para uso em ambientes residenciais e comerciais.
Tipos de Lâmpadas
Imagem de Racool_studio em Freepik
  • Lâmpadas halógenas: Similar às incandescentes, mas mais eficientes em termos energéticos e potentes. São usadas para destacar objetos e áreas específicas devido ao seu facho de luz direcionado.
Tipos de Lâmpadas
Imagem de Racool_studio em Freepik
  • Lâmpadas LED: São altamente eficientes em termos energéticos (redução de até 90% no consumo de energia), possuem longa vida útil (superior a 15.000 horas), não emitem raios ultravioleta, e podem ser usadas em diversas aplicações. Versáteis em termos de formato e cor da luz, embora tenham um custo inicial mais alto.
Tipos de Lâmpadas
Imagem de Freepik

Observação: As lâmpadas incandescentes já não podem ser mais vistas à venda. A principal razão é devido à sua baixa eficiência energética. Elas consomem muita energia elétrica, transformando a maior parte dela em calor, o que é ineficiente para a iluminação. Além disso, emitem raios ultravioleta, têm uma vida útil curta (aproximadamente 1.000 horas) e não atendem aos padrões de eficiência energética estabelecidos por regulamentações.

Lâmpadas inteligentes

Precisamos comentar ainda sobre as lâmpadas inteligentes. Esses dispositivos de iluminação não são lâmpadas tradicionais, como se pode imaginar. Os mesmos podem ser conectados e controlados via Internet remotamente através de aplicativos em aparelhos smart, acionados por assistentes de voz, por exemplo. A ideia é que essas lâmpadas possam integrar sistemas de automação residencial de casas inteligentes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora, recentemente, alguns especialistas comentaram nas redes que não recomendam essas lâmpadas inteligentes. Primeiro porque elas deixam seus usuários reféns de assistentes de controle. Depois, porque não funcionam quando há quedas de energia. Podem apresentar problemas de conectividade. E podem ser redefinidos cada vez que acionar o interruptor físico - uma alternativa nesse caso seria colocar interruptores inteligentes, que oferecem maior confiabilidade.

Tipos de Lâmpadas
Imagem de Freepik

Quais são as recomendações para escolher lâmpadas para diferentes áreas da casa?

Na hora de escolher entre os tipos de lâmpadas para iluminar a casa, você deve considerar alguns fatores importantes, garantindo uma iluminação adequada e agradável nos ambiente. São eles:

brilho, temperatura de cor e índice de reprodução de cor.

Além disso, certifique-se de verificar a procedência do fornecedor e procurar produtos com o selo de conformidade do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) para garantir qualidade e segurança.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Temperatura de cor e luminosidade

A cor das lâmpadas ou a tonalidade da luz emitida podem alterar a temperatura, ou até a forma como percebemos os ambientes. Lâmpadas com temperaturas de cor mais baixas (como 2700K a 3000K) emitem uma luz mais quente e amarelada, enquanto lâmpadas com temperaturas de cor mais altas (como 4000K a 6000K) emitem uma luz mais fria e branca. E justamente essa escolha da temperatura dependerá do design de ambiente e do efeito desejado!

A saber, o Índice de Reprodução de Cor (IRC) representa a capacidade da lâmpada para reproduzir fielmente as cores no ambiente. O mesmo é medido em uma escala de 0 a 100, sendo que valores acima de 80 indicam uma boa reprodução de cores. Lâmpadas com baixo IRC podem distorcer as cores dos objetos iluminados.

Devemos citar ainda a questão do fluxo luminoso, que representa a quantidade de luz que uma lâmpada emite em todas as direções. Ele é medido em lúmens. Resumindo, ambientes que necessitam de mais luz requerem lâmpadas com maior fluxo luminoso, enquanto espaços com menos luz podem se beneficiar de lâmpadas com menor fluxo luminoso.

Tipos de lâmpadas para cada ambiente da casa

Cozinha

  • Brilho: Use lâmpadas com alta saída de lúmens (5.000 a 10.000) para uma iluminação brilhante.
  • Temperatura de cor: Opte por lâmpadas com temperatura de cor mais clara (4.000K a 6.000K) para maior clareza.
  • Tipo de lâmpada recomendada: Lâmpadas LED embutidas ou suspensas são ideais para iluminação de tarefas.

Banheiros

  • Brilho: Utilize lâmpadas com brilho suficiente, especialmente perto da penteadeira.
  • Temperatura de cor: Escolha lâmpadas com alto Índice de Reprodução de Cor (CRI).
  • Tipo de lâmpada recomendada: Lâmpadas incandescentes de halogênio podem ser usadas para evitar calafrios.

Salas de Estar e Jantar

  • Brilho: Níveis baixos a moderados de iluminação são adequados.
  • Temperatura de cor: Opte por lâmpadas com temperatura de cor entre 2.000K e 3.000K para uma iluminação suave.
  • Tipo de lâmpada recomendada: Ventiladores de teto com kits de luz e lâmpadas de mesa são boas opções.

Quartos

  • Temperatura de cor: Evite lâmpadas com tons frios e opte por temperaturas de cor mais quentes.

Home Office

  • Brilho: Iluminação direcionada para áreas de trabalho é importante.
  • Temperatura de cor: Use lâmpadas com temperatura de cor de 4.000K ou superior para manter o foco.
  • Tipo de lâmpada recomendada: Lâmpadas LED são adequadas para iluminação de tarefas.

Veja Também:


Fontes: AEC Web, CanalTech.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais, Jornalismo Digital, Marketing Digital e Gestão de Projetos; estudante de Transformação Digital e Negócios; e proprietária da empresa Visual Ideias.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo